Lançamentos

Novo Honda HR-V híbrido estreia na Tailândia com consumo de 25,6 km/l

Previsto para chegar ao Brasil no começo de 2022, novo Honda HR-V estreia na Ásia com consumo melhor que o do Corolla Cross na versão híbrida

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

23 de nov, 2021 · 7 minutos de leitura.

Honda HR-V" >
Novo Honda HR-V estreia na Tailândia na versão híbrida e:HEV. SUV estreia no Brasil no início de 2022
Crédito:Divulgação/Honda

Um dos SUVs mais esperados para 2022 no Brasil é o novo Honda HR-V, cuja produção terá início logo no primeiro trimestre. Mas o modelo já estreou na Tailândia e, por lá, o destaque é a versão híbrida e:HEV, que une o motor 1.5 a gasolina a outro motor elétrico. Impressiona consumo oficial: segundo a Honda, chega a 25,6 km/l de gasolina.

Na Europa, o HR-V híbrido também está a caminho e chega no final deste ano. Entretanto, segundo a marca japonesa, o utilitário será capaz de fazer média de 18,5 km/l de gasolina, número bem menor que o obtido no país asiático. Seja como for, o consumo do modelo Europeu fica bem próximo do obtido pelo Toyota Corolla híbrido flex, que faz 17 km/l na cidade.

Honda HR-V
Divulgação/Honda

No SUV médio da Toyota, o conjunto mecânico une o motor 1.8 flexível de 101 cavalos e dois motores elétricos que geram 72 cv. Juntos, geram potência combinada de 123 cv. Já o torque do motor a combustão é de 14,5 mkgf, e no motor elétrico fica em 16,6 mkgf.

No caso do HR-V e:HEV, o motor é o 1.5 de ciclo Atkinson com 105 cv de potência e 12,9 kgfm de torque. Além disso, ele trabalha com um motor elétrico duplo e tem força combinada de 131 cv e 25,8 kgfm. A transmissão, por sua vez, é automática CVT.

Dessa forma, o novo HR-V híbrido acelera de zero a 100 km/h em 10,6 segundos. E, mais importante, emite 122 g/km de CO2. Além disso, por ser híbrido, a nova geração do SUV utiliza apenas eletricidade em certos momentos, como quando no trânsito pesado das grandes cidades. Assim, o modelo fica livre de emissões.

Versões do SUV

De acordo com o site tailandês Headlightmag, o novo HR-V terá três versões disponíveis no país asiático. Entre elas, a E (de entrada), a EL e a RS (topo de linha). Os valores vão de 979.000 bahts a 1.079.000 bahts. Ou seja, entre R$ 165,2 mil e R$ 182,1 mil na conversão direta. Isso indica que o Honda HR-V deve mesmo subir de patamar de preços.



Além disso, de acordo com a fabricante, o HR-V e:HEV oferece três diferentes modos de condução: econômico, híbrido e esportivo. Conforme o ajuste escolhido, o utilitário muda de comportamento, tornando a condução mais arrojada, ou branda, para poupar combustível. E tal como nos híbridos da Toyota, o Honda HR-V regenera energia nas frenagens.

Honda HR-V no Brasil

Por aqui, o novo Honda HR-V começa a ser feito já no início de 2022 na fábrica de Itirapina (SP), e, assim, chegará às lojas do País logo no primeiro trimestre do ano que vem, por volta do mês de março.

Honda/Divulgação

Completamente reformulado, a expectativa é de que o SUV suba de patamar. Ou seja, ele deverá ficar mais caro, para disputar vendas até com o Toyota Corolla Cross, um dos destaques de 2021. Para tanto, a versão híbrida será um trunfo importante e deverá se tornar flex para beber etanol. Porém, o HR-V e:HEV deve ficar para depois.

De início, é esperado que o SUV compacto da Honda mantenha a atual oferta de motores. Dessa forma, terá o 1.8 16V flex de até 140 cv nas versões de entrada, bem como deverá manter o 1.5 turbo de 173 cv na opção topo de linha Touring. Da mesma forma, o HR-V manterá o câmbio automático do tipo CVT com simulação de marchas e borboletas no volante.

Continua depois do anúncio
Honda HR-V 2023
Honda/Divulgação

Mas e o híbrido?

Há cerca de três meses, a Honda lançou no Brasil o seu primeiro carro híbrido, o Accord e:HEV. Na Ocasião, a marca antecipou que pretende lançar três híbridos no País nos próximos anos. Um deles é o Accord, que chega às lojas em agosto. E os outros dois tendem a ser o CR-V, além da nova geração do sedã Civic, que passará a ser importada em 2022.

Sendo assim, aparentemente o novo HR-V não terá opção híbrida na chegada. Contudo, é quase certo que o modelo ganhe a versão híbrida em nosso mercado. Mas, isso pode demorar um pouco a acontecer. Como há ainda poucos modelos híbridos à venda, e a tecnologia ainda tem um custo maior, a marca japonesa deve adiar a chegada do modelo para 2024. Até lá, o plano é nacionalizar a tecnologia.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se