Você está lendo...
Segunda geração do Mercedes GLA é um Classe A 'bombado'
Notícias

Segunda geração do Mercedes GLA é um Classe A 'bombado'

Novo Mercedes-Benz GLA é revelado com dimensões diferentes da primeira geração

Redação

11 de dez, 2019 · 6 minutos de leitura.

gla
Mercedes-Benz GLA 2021
Crédito:MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO

A Mercedes-Benz mostrou a nova geração do GLA. A segunda geração chega com um visual que é claramente a um Classe A com suspensão elevada e anabolizantes, Ele mantém a mesma linguagem na lanterna e na tampa do porta-malas que do irmão menor e um bem parecido na frente.

Com a adição do GLB a gama, que também é um SUV de entrada, mas tem opção de sete lugares, a Mercedes-Benz vende o GLA como uma opção para quem busca um SUV com mais esportividade e focado em lifestyle. A funcionalidade, que nunca foi seu forte, ficou para o irmão mais novo. Ou seja, a Mercedes-Benz está transformando o GLA no seu Audi Q2 ou o BMW X2.

gla

MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO

Na dianteira há novas entradas de ar, no para-choque é que completamente novo, enquanto a grade adota o mesmo estilo do Classe A e do CLA, com pequenos pontos cromados no fundo preto e apenas uma barra no centro cortando a estrela.

O novo GLA está 10 cm mais alto que o antecessor. Ele tem 4,41 metros de comprimento, 1,83 m de largura, 1,61 m de altura e 2,72 m de entre-eixos. Isso é 1,4 cm mais curto e com 3 cm a mais na largura e no entre-eixo. Com isso, a Mercedes-Benz promete que o carro está 11,6 cm a mais de espaço para as pernas de quem vai atrás.

gla

MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO

Por dentro, os consumidores vão poder escolher, dependendo da versão, por duas telas de 7 polegadas ou duas de 10,25" para o sistema MBUX de entretenimento e painel virtual de instrumentos. Há ainda head-up display, sistema de navegação com realidade aumentada e controle de voz.

Entre as tecnologias disponíveis em algum momento da gama do GLA estão assistência a direção ativa, controle de velocidade adaptativo, assistente evasiva na direção, manutenção de direção em faixa, alerta de ponto cego, frenagem autônoma de emergência, alerta de tráfego cruzado, entre outros.

gla

MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO

GLA: Motores e transmissão

O GLA terá quatro motores. De início uma opção diesel, com especificação ainda não divulgada, o quatro cilindros 1,33 turbo de 163 cv e 25,4 mkgf e o 2.0 turbo de 224 cv e 35,7 mkgf. Haverá ainda um plug-in híbrido que será lançada posteriormente. Todos associados ao câmbio automatizado de sete marchas e duas embreagens.

Para a versão 'meio' esportiva, GLA 35 AMG, há um 2.0 turbo de 310 cv e 40,7 mkgf. Nesse caso, a transmissão é a automtizada de dupla embreagem, mas com oito marchas e ajuste esportivo Speedshift da AMG.

Tanto para as versões com o 2.0 turbo, quanto a esportiva de entrada, 35 AMG, há a tração integral 4MATIC, que pode enviar 100% da força as rodas dianteiras ou dividir em 50% a força em cada eixo.




gla
MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO

GLA 35 AMG

Visualmente, a variante esportiva de entrada, além do motor e transmissão, tem diferenciais como a grade dianteira que tem barras verticais cromadas (batizada de Panamericana) e acabamento em preto brilhante nas entradas de ar inferiores. As rodas são pintadas de cinza escuro e tem 19 polegadas.

Por dentro, o GLA 35 AMG traz detalhes em vermelho no painel, bancos e volante para ressaltar a esportividade da versão. No MBUX há uma interface com grafismos mais esportivos para combinar com o modelo.


Há ainda os modos de condução; Slippery, Comfort, Sport, Sport+ and Individual. O sistema de direção ganhou uma nova calibragem com uma nova relação de giro na direção e freios maiores para lidar com a potência extra. Por fim, a suspensão foi calibrada para mais esportividade, além de oferece como opcionais os amortecedores adaptativos.

gla
MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO