Você está lendo...
Tesla pode perder liderança do mercado de carros elétricos para a VW
Notícias

Tesla pode perder liderança do mercado de carros elétricos para a VW

Ofensiva de modelos elétricos da Volkswagen pode tirar Tesla do pódio a partir de 2024, de acordo com estudo da Bloomberg Intelligence

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

23 de jun, 2022 · 5 minutos de leitura.

Tesla
Montadora norte-americana deve perder espaço para a VW, que quer duplicar produção até 2024
Crédito:Tesla/Divulgação

O ato de tornar o carro do futuro algo real fez com que a Tesla ganhasse uma legião de admiradores e clientes mundo afora. Foi assim que a marca se tornou líder no mercado de veículos elétricos no mundo. Mas, de acordo com um estudo feito pela Bloomberg Intelligence, a marca do ricaço Elon Musk pode, em breve, perder o trono para a Volkswagen.

Tesla
Tesla/Divulgação

A responsável pelo modelo de maior sucesso no mundo em todos os tempos, o Fusca, quer voltar aos velhos tempos. Para isso, vem apostando nas vendas de carros elétricos. A última delas, inclusive, trata-se da releitura de outro clássico: a Kombi.


ID.Buzz
Volkswagen/Divulgação

Com portfólio consolidado - além da ID.Buzz e sua variante Cargo, tem ID.3, ID.4 e ID.5 -, a Volkswagen quer cativar a clientela mundial não só pela emoção (apelando para a nostalgia da releitura de modelos) como pela razão. Afinal, seus modelos vêm ganhando cada vez mais autonomia e sistemas extras, sem contar os investimentos da marca no desenvolvimento de baterias e suprimentos. Seja em relação a entretenimento, motorização ou mesmo a comodidade do comprador, nada escapa da alemã. Afinal, estamos falando de um dos maiores grupos da indústria automotiva mundial.

Nesse sentido, mesmo com propostas cativantes e acesso ás mais variadas tecnologias, a Tesla vem sofrendo ameaças por parte da concorrência. Com a ampliação do mercado de carros elétricos, as marcas vêm construindo modelos para a massa. A própria VW, por exemplo, já deixou claro que quer tornar o ID.3 o próximo "carro do povo". Meta difícil para a Tesla, apesar de seus avanços.


Elétricos Volkswagen
Volkswagen/Divulgação

O estudo

De acordo com o estudo da Bloomberg Intelligence, a Tesla deve perder sua posição de topo muito em breve. A fabricante norte-americana deve começar a cair posições a partir de 2024. O gráfico (abaixo) feito pela BI, mostra o comportamento do mercado que, a princípio, aponta a BYD na terceira posição.

Tesla
Bloomberg Intelligence/Reprodução

Um ano e meio é, justamente, o tempo que a Volkswagen ampliará sua oferta de carros elétricos. Afinal, a ideia da gigante alemã é duplicar a produção e ultrapassar 2 milhões de EVs até 2024. Isso, por fim, retira a Tesla da liderança mundial.



O estudo aponta que a liderança da Tesla nos Estados Unidos deve durar mais alguns anos. Entretanto, a Volkswagen vai iniciar sua expansão global e, desse modo, ultrapassar as fronteiras da Europa, dominando, por fim, o continente americano de norte a sul.

O mesmo estudo diz que a Tesla, nesse meio-tempo, deve aumentar a produção para fazer frente à VW. É tanto que já começou a fazer a Gigafactory, em Berlim (Alemanha). Lá, a meta é produzir 500.000 veículos por ano. Certamente, essa disputa não para por aí. E quem ganha, por fim, é o consumidor, com mais oferta de produtos e, consequentemente, carros mais equipados e baratos a fim de bater a concorrência.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se