Redação

15/03/2021 - 5 minutos de leitura.

Volkswagen anuncia estratégia para reduzir custos de veículos elétricos

Durante “Power Day”, marca revelou intenção de baixar custo de produção de baterias em 50%; meta da Volkswagen é tornar 95% das matérias-primas recicláveis.

Volkswagen Power Day 2021
Volkswagen Power Day 2021 Crédito:
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Nesta segunda-feira (15) a Volkswagen apresentou o Power Day. O evento, voltado à mobilidade sustentável, apresentou seu roteiro de tecnologia para baterias e carregamento de veículos elétricos, dos quais a montadora deve implementar até 2030. Um dos principais objetivos da marca é, por meio de uma série de ações, reduzir a complexidade e o custo do componente em 50% no segmento de entrada.

“Nosso objetivo é reduzir o custo e a complexidade da bateria e, ao mesmo tempo, aumentar seu alcance e desempenho”, diz Thomas Schmall, Membro do Conselho de Tecnologia do Grupo Volkswagen.

“Vamos reduzir o custo dos sistemas (de baterias) para significativamente abaixo de 100 euros por quilowatt-hora. Isso finalmente tornará a e-mobilidade acessível e a tecnologia de acionamento dominante”, completa ele, afirmando que, com isso, os carros em si ficarão mais baratos.

Volkswagen Power Day
Divulgação/Volkswagen

Ampliação da rede de recarga

A ideia do projeto é, sobretudo, tornar o veículo elétrico mais atraente e viável para o maior número de pessoas possível. E, para que isso se torne realidade de forma mais linear, a Volkswagen quer expandir a rede pública de carregamento rápido em todo o mundo.

Para isso, a Volkswagen tem como parceiras, empresas como BP (Grã-Bretanha), Iberdrola (Espanha) e Enel (Itália). Só no Velho Continente a empresa instalará cerca de 18 mil pontos públicos de carregamento rápido até 2025.

Volkswagen Power Day

A fabricante está expandindo a rede pública de carregamento rápido também nos Estados Unidos e na China. A Electrify America está planejando cerca de 3.500 pontos de carregamento rápido na América do Norte até o fim deste ano. Enquanto isso, na China, serão 17 mil novos pontos até 2025 por meio da joint venture CAMS.

Outras metas

“A nova célula unificada está programada para lançamento até 2023 e será instalada nas várias marcas do Grupo em até 80% de seus veículos elétricos em 2030. Outras economias serão obtidas pela otimização do tipo da célula e a adoção de métodos de produção inovadores, assim como uma reciclagem consistente”, destaca Schmall.

Ou seja, todo o sistema elétrico dos carros do grupo Volkswagen apresentará as mesmas soluções. E, em números, 95% dos componentes serão recicláveis até 2030.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Ainda apontando para a economia, ao mesmo tempo, o Grupo Volkswagen pretende garantir o fornecimento de células de bateria para além de 2025. A expectativa é, contudo, construir seis gigafábricas até o fim da década.

Então, todas terão capacidade de produção total de 240 GWh por ano – as duas primeiras vão operar na cidade sueca de Skellefteå, e em Salzgitter, na Alemanha. A Volkswagen está, portanto, contribuindo ativamente para cumprir as metas do Acordo Verde da União Europeia.

Essa mudança de foco vai proporcionar maior economia de escala e diminuir a complexidade da produção. Ambas as gigafábricas terão abastecimento com eletricidade produzida por fontes de energia renováveis. Potenciais localizações e parceiros para as outras fábricas estão sendo estudadas nesse momento.



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais