Você está lendo...
Volkswagen revela Kombi elétrica como ambulância que dirige sozinha
Mercado

Volkswagen revela Kombi elétrica como ambulância que dirige sozinha

Depois de apresentar a Kombi T7, marca alemã revelou protótipo da ID.Buzz AD, nova van elétrica com direção autônoma; versão deve chegar ao mercado em 2025

Jady Peroni, Especial para o Jornal do Carro

18 de out, 2021 · 7 minutos de leitura.

Kombi ambulância
Depois de lançar a sétima geração da multivan, a Volkswagen apresenta a Kombi como ambulância e com tecnologia autônoma
Crédito:Divulgação/Volkswagen

Há cerca de um mês, a Volkswagen finalmente apresentou o ID.Buzz, a aguardada Kombi elétrica. O utilitário, que apareceu no IAA 2021, em Munique, já tem protótipos circulando em vias públicas. Assim, a previsão de lançamento na Europa é em 2022. Contudo, a marca alemã surgiu com um novo modelo recentemente que, além de diferente, traz uma tecnologia que promete avançar nos próximos anos.

Durante o ITS World Congress (evento mundial com foco em transportes inteligentes), que aconteceu em Hamburgo, a Volkswagen Commercial Vehicles revelou um novo protótipo de ambulância com base no ID.Buzz. No entanto, além de um novo visual, a versão tem direção autônoma com inteligência artificial. Trata-se da ID.Buzz AD.

Dessa forma, a van, que fez sucesso no Brasil por mais de 50 anos, fará parte da nova estratégia da marca alemã de direção e, segundo a montadora, pode chegar ao mercado na versão autônoma a partir de 2025. ''Soluções de mobilidade neutras em carbono, conectadas, seguras e personalizadas são fatores-chave em nossa estratégia'', afirmou o vice-presidente de estratégia do grupo, Gernot Döllner.


Divulgação/Kombi

Kombi que anda sozinha?

Segundo informações da montadora, a Kombi autônoma pode ser uma realidade a partir de 2025, por meio da versão mais completa do software e do hardware da Argo, uma empresa de tecnologia. As atualizações trazem uma série de equipamentos com inteligência artificial, incluindo câmeras que estarão presentes por todo o veículo.

Apesar de não ter muitas informações sobre o modelo, a marca divulgou um vídeo ilustrando como seria a nova ID.Buzz AD como um projeto de ambulância. Nela, os bancos dianteiros seriam virados para trás e posicionados para oferecer espaço para equipamentos médicos necessários.


Divulgação/Volkswagen

Mas, além da tecnologia elétrica e autônoma, outros componentes dos novos protótipos também condizem com o conceito sustentável. Os bancos, por exemplo, são feitos em materiais sustentáveis, bem como os tapetes, painéis de portas e painel frontal, que utilizam bases recicláveis.

''Como designers, somos as pessoas que concebem esses novos ambientes de vida. Para realmente entrar na cabeça de alguém no futuro e oferecer-lhe coisas diferentes, para analisar suas necessidades e diferentes casos de uso, e então definir um veículo a partir dos requisitos básicos. Isso é o que o design do futuro tem que fazer '', explicou Albert Kirzinger, chefe de design da VW Commercial Vehicles, durante o evento.


Além disso, o vídeo também mostra outros conceitos que entram nessa nova modalidade autônoma. Entre eles, está um taxi, uma van e, até mesmo, um escritório sobre rodas. Contudo, até mesmo a VW está consciente de que é um projeto a longo prazo. Visto que para conquistar a mobilidade diária da população, os preços dos serviços devem ser muito menores do que nos dias atuais.



Novo modelo eletrifcado

Enquanto não temos mais notícias sobre a Kombosa elétrica, aguardamos pela eletreficada, que está prevista para chegar ao mercado ainda este ano na Europa. Em junho, a Volkswagen revelou os primeiros detalhes e imagens da sétima geração da Multivan, a T7. O utilitário resgata elementos das primeiras gerações da famosa van, como a pintura conhecida como ''saia e blusa'', ou seja, em dois tons diferentes.

Volkswagen Kombi T7
Volkswagen/Divulgação

Disponível em três versões de acabamento e com três fileiras de assentos, sendo a do meio giratória em 180°, a nova Kombi tem opções de motor a gasolina e a diesel, bem como opção híbrida plug-in eHybrid, que pode ser recarregada em tomadas. Esta tem modo puramente elétrico com autonomia para rodar até 50 km usando apenas eletricidade.

A Kombi híbrida, por sinal, é a versão mais potente da nova geração. Ela combina o motor 1.4 TSI turbo a gasolina de 150 cv e outro elétrico. Assim, geram até 218 cv de potência. Além deste conjunto, a T7 Multivan oferecerá versões 1.5 turbo a gasolina de 137 cv, e 2.0 TSI turbo de 201 cv (o mesmo do Polo GTI), além de uma versão a diesel com 150 cv.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se