Volvo/Divulgação

Volvo EM90: como é primeira minivan elétrica da marca sueca

Apresentada na China, Volvo EM90 tem muito luxo a bordo para levar seis passageiros com conforto de classe executiva de aviões

Por Thais Villaça 13 de nov, 2023 · 5m de leitura.

Apresentada no último domingo (12), a Volvo EM90 é um respiro no mercado automotivo. Desde que os SUVs viraram febre mundial, outras carrocerias de carros têm perdido espaço de forma assustadora. Especialmente quando se fala em carros de família. Os sedãs ainda têm seu espaço, mas peruas e minivans, por exemplo, têm praticamente desaparecido do mercado nos últimos anos.

A EM90 nada mais é que uma minivan elétrica de alto luxo voltada, a princípio, para o mercado chinês. De acordo com a Volvo, mais países receberão o modelo, mas não é um segmento que faça sucesso em outros grandes mercados, como Europa e EUA.

Volvo EM90
Minivan elétrica tem motor que rende 272 cv (Volvo/Divulgação)

Como é a Volvo EM90

Muito da inspiração no conceito, especialmente interno, vem da Zeekr 009, outra minivan que estreou no ano passado. Isso porque a Zeekr, marca de carros de luxo exclusivamente elétricos, também pertence à gigante chinesa Geely, que comprou a Volvo em 2010.

Os dois veículos, inclusive, compartilham a plataforma modular SEA da Geely. Assim, a EM90 traz uma bateria de 116 kWh para alimentar o motor elétrico de 272 cv. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,3 segundos e a recarga de 10% a 80% em carregadores rápidos leva 30 minutos. Mas a Volvo ainda não revelou se terá a mesma configuração de dois motores da Zeekr 009, que tem 544 cv, tração integral e chega aos 100 km/h em 4,5 segundos.

Assim como o SUV EX90, que chega em 2024, a EM90 também oferece carregamento bidirecional. Ou seja, o veículo pode abastecer a casa do proprietário em caso de queda de energia, atuando como um gerador.

Volvo EM90
Segunda fileira de bancos tem poltronas individuais que lembram as de avião (Volvo/Divulgação)

Design tradicional e interior luxuoso

O design da minivan de origem sueca utiliza traços convencionais da Volvo, como o martelo de Thor nos faróis. Mas sem deixar de lado, claro, as linhas quadradonas que caracterizam esse tipo de veículo. O logotipo da fabricante aparece iluminado pela primeira vez.


Na traseira, as lanternas têm queda em formato de cascata que, segundo a Volvo, são inspiradas em arranha-céus. Desenhadas para melhorar a aerodinâmica, as rodas são de 10 polegadas, mas há modelos aro 20 como opcionais.

Contudo, por dentro é que a montadora conseguiu transformar um veículo tradicional em uma espécie de cabine de classe executiva de aviões. São seis poltronas individuais em três fileiras. Cada uma delas oferece opções personalizadas de entretenimento a bordo e ajustes de conforto. Os dois assentos do meio recebem ainda mais mimos, com função de massagem, ventilação e aquecimento e até mesinhas e porta-copos embutidos. O sistema de som premium com 21 alto-falantes é da Bowers & Wilkins.

A EM90 é um dos seis modelos elétricos que a Volvo planeja lançar até 2026. Em 2024 chegarão ao mercado o crossover compacto EX30 e o SUV EX90. Um utilitário intermediário deve chegar em seguida, chamado EX60 (a versão elétrica do XC60, hoje apenas com motorização híbrida). Por fim, dois sedãs devem chegar em 2026: ES60 e ES90, complementando (ou substituindo) a linha dos atuais S60 e S90.

Jornal do Carro também está no Instagram, confira!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.