Type 64: ‘primeiro’ Porsche da história vira festival de polêmicas

Debate sobre a autenticidade do título dado ao Type 64 se une à confusão em leilão na noite de sábado

Type 64
Type 64 Crédito: RM Sotheby's/Divulgação

A semana de carros de Monterey, na Califórnia (EUA), teve um festival de polêmicas envolvendo o suposto primeiro Porsche da história. O modelo, um Type 64 de 1939, foi anunciado como uma das atrações da série de leilões realizadas anualmente pela RM Sotheby’s durante o evento.

Na semana de carros, que inclui também o encontro de clássicos de concurso de elegância de Pebble Beach, a expectativa era de que o modelo fosse vendido por US$ 20 milhões (aproximadamente R$ 80 milhões).

No entanto, colecionadores puristas discordaram do título dado ao Type 64. Ele não seria o primeiro Porsche da história, já que a marca foi fundada em 1948.

O cupê Type 64 é um exemplar de três do mesmo carro produzidos por Ferdinand Porsche. À época, no entanto, a montadora de esportivos ainda não existia (leia detalhes abaixo).

Vídeo relacionado: Teste do Porsche Cayenne Coupé

 

Polêmica no leilão

Após discussões sobre o Type 64 ser ou não o primeiro Porsche da história, uma outra polêmica envolvendo o carro ocorreu na noite de sábado (17), quando ele finalmente foi a leilão.

Inicialmente, o mestre de cerimônias do evento anunciou que o cupê teria lance inicial de US$ 30 milhões (cerca de R$ 120 milhões).

Alguns minutos depois, estava na tela o valor de US$ 70 milhões (R$ 280 milhões). Porém, de acordo com a Bloomberg, logo em seguida o mestre de cerimônias se corrigiu. Os valores corretos seriam US$ 13 milhões e US$ 17 milhões.

 

LEIA TAMBÉM

 

O público, formado por milionários apreciadores de carros, se revoltou com a confusão, que foi chamada pela audiência de “grande fiasco”. Os lances não ultrapassaram os US$ 17 milhões, valor considerado muito baixo pelo proprietário do carro.

Assim, o Type 64 não foi vendido no leilão de sábado. No catálogo da RM Sotheby’s, o modelo continua à venda.

Ainda de acordo com a Bloomberg, a casa de leilões foi bastante criticada pelo público do leilão, que considerou a reputação da empresa abalada após o caso de sábado.

Type 64, uma criação de Ferdinand Porsche

Para alguns especialistas presentes no leilão em Monterey, o Type 64 é um verdadeiro Porsche. Além de ter sido criado por Ferdinand Porsche . O engenheiro, inclusive, acrescentou seu nome à frente do modelo anos depois -, ele traz a filosofia de design da marca.

O desenho, marcado pelos faróis redondos e o pequeno capô, chegaria depois àquele que, de fato, é considerado o primeiro Porsche, o 356 Gmünd, de 1948.

 

RM Sotheby’s/Divulgação

 

Outros especialistas não reconhecem o modelo nem como o primeiro Porsche da história, nem como um carro da marca. O Type 64 foi feito com peças da Volkswagen e da Fiat.

À época, Ferdinand Porsche construía carros para quase todas as empresas da Alemanha. Entre seus clientes, estavam a Daimler e a Auto Union (uma das empresas que deu origem à Audi.

Posição da Porsche

Para a Bloomberg, a Porsche AG e o museu da marca, em Stuttgart, não quiseram comentar o caso. De acordo com a agência de notícias, a montadora decidiu não responder qual é a importância do Type 64 para a sua história.

O Type 64 foi criado durante o desenvolvimento do Fusca. Era uma proposta de carro esportivo que Ferdinand Porsche apresentou à Volkswagen.

O modelo teve três protótipos construídos e nunca saiu do papel. No entanto, o protótipo é a clara inspiração do 356, que traz visual praticamente idêntico.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas