Carros 0km

Audi-Q8-detalhe4
Audi-Q8-frente
Audi-Q8-frente2
Audi-Q8-lado
Audi-Q8-pneu
Audi-Q8-tras
Audi-Q8-tras2
Volkswagen

Audi RSQ8 2021


Audi RSQ8

Audi RS Q8

Revelado no Salão de Los Angeles de 2019, o Audi RS Q8 é derivado do SUV Q8 e usa a mesma plataforma, chamada de MLB Evo, de Porsche Cayenne, Lamborghini Urus e Bentley Bentayga, todos pertencentes ao Grupo Volkswagen. No Brasil, ele é vendido na versão Twinturbo MHEV Tiptronic.

O Audi RS Q8 é um carro bruto de dirigir, por conta do motor 4.0 V8 turbo, de 600 cv de potência e 81,6 kgfm de torque, combinado com a transmissão automática Tiptronic de oito marchas e tração integral Quattro.

Além do motor 4.0, o Audi RS Q8 traz um propulsor elétrico de 48 volts, cuja função é regenerar a energia nas frenagens e desacelerações para economizar combustível. É uma boa tentativa, porque o RS Q8 bebe muita gasolina: 5,5 km/l na cidade e 7 km/l na estrada.

O SUV esportivo da Audi mede 5,01 metros de comprimento, 2 m de largura, 1,71 m de altura e 2,99 m de distância entre-eixos, dimensões que proporcionam conforto de sobra aos ocupantes. A capacidade do porta-malas também é generosa: 605 litros.

Três telas digitais do Audi RS Q8

O design do Audi RS Q8 é um dos destaques do modelo, que alia porte de utilitário esportivo com caimento da linha do teto, que caracteriza os cupês. Faróis e lanternas invadem as laterais e a grade dianteira convive com grande entradas de ar na parte inferior.

Lá dentro, motorista e passageiros são capturados por três telas digitais do RS Q8: do painel de instrumentos, da central multimídia MMI e do console, que controla uma série de funções do veículo.

Ele possui muitos mais equipamentos, além das telas digitais. O RS Q8 vem disponível com frenagem automática de emergência, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, indicador de fadiga, alerta de colisão frontal e monitoramento de pressão dos pneus. Mas fica devendo, por exemplo, recursos como alerta de mudança de faixa. Um pecado para um carro com esse preço.

Prós

  • Nível de tecnologia
  • Espaço interno
  • Desempenho

Contras

  • Consumo elevado
  • Preço do modelo 0 km
  • Não tem itens importantes

Indicado para

Família
Lazer
Luxo
Viagem

AUDI RSQ8

Preço

R$ 902.990

Carroceria

SUV

Motor

cilindros

Transmissão

Não informado pela montadora

Potência

Não informado pela montadora

Torque

Não informado pela montadora

Comprimento

Não informado pela montadora

Altura

Não informado pela montadora

Largura

Não informado pela montadora

Distância entre eixos

Não informado pela montadora

Porta-malas

Não informado pela montadora

Velocidade máxima

Não informado pela montadora

Aceleração

Não informado pela montadora

Consumo urbano

Não informado pela montadora

Consumo rodoviário

Não informado pela montadora

Versões a partir de

R$ 902.990

3.9

3.9 de 5

Custo/Benefício

3.5

Design

5

Consumo

2.5

Potência

4.5

Tecnologia

5

Conforto

5

Acabamento

5

Manutenção

2.5

Revenda

2.5

Modelos similares


Mercedes-Benz CLASSE GLS

A partir de R$ 917.900

Jornal do Carro
Dica do Tião

Quando mexer na suspensão do carro?

Perder estabilidade ou conforto na hora de dirigir não é normal

14 de jan, 2022 · 4 minutos de leitura.

O motorista deve ficar atento ao comportamento do carro. Em caso de perda da estabilidade ou do conforto do veículo, é importante procurar um especialista, a fim de avaliar se o amortecedor ou outro componente da suspensão precisa ser substituído. 

O desgaste é detectado por meio de equipamentos apropriados, como o shocktester, que avalia a função de amortecimento da peça. Se chegou o momento de substituí-la, o ideal é fazê-lo aos pares. “Trocar uma só pode causar o desequilíbrio entre as rodas do mesmo eixo, prejudicando a dirigibilidade”, destaca Rubens Fagundes, assistente técnico da Cofap.

Mesmo que o motorista adote uma condução cuidadosa, sem impactos contra buracos, lombadas e guias, evitando acelerações e freadas bruscas, o ideal é realizar inspeções periódicas na suspensão a cada 5 mil quilômetros ou de acordo com o indicado no manual do proprietário. 

“Não se pode esquecer a manutenção preventiva da suspensão. Afinal, da mesma forma que um amortecedor com falha reduz a vida de outros elementos, o contrário também acontece”, afirma Fagundes. “Componentes da suspensão deteriorados diminuem a vida do amortecedor, que acaba trabalhando em condições desfavoráveis.”

Não confie nos amortecedores recondicionados

Outra medida é não alterar as condições originais da suspensão, modificando seus elementos para rebaixar ou elevar o veículo. 

Ao providenciar a reposição, não confie em recondicionados. As partes internas e o óleo são especialmente desenvolvidos para a fabricação dos amortecedores seguindo rígidas especificações e não estão disponíveis para venda no mercado. 

“Se um amortecedor perdeu eficiência, não dá para recondicioná-lo. Para isso, seria necessário abri-lo, identificar e trocar os componentes internos desgastados por peças originais e fechá-lo de modo correto e seguro”, explica o especialista. “Os recondicionadores não têm condição técnica de executar todas essas etapas.”

Lembre-se dos seguintes pontos ao trocar o amortecedor:

1 – O desgaste no amortecedor é detectado por equipamentos apropriados.

2 – O ideal é substituir os amortecedores aos pares.

3 – Não confie em amortecedores recondicionados.

4 – Fique atento ao entorno: outros componentes deteriorados prejudicam o amortecedor.