Notícias

Honda registra no Brasil novo scooter barato que faz mais de 50 km/l

Vision 110 é registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e pode ser alternativa ao fim da Lead; autonomia chega 240 km

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

30 de jul, 2021 · 4 minutos de leitura.

Honda Vision 110" >
Honda Vision 110 é registrada, mas não tem data de estreia no Brasil
Crédito:Honda/Divulgação

Desde 2017, quando tirou a Lead 110 de linha, a Honda não tem uma moto barata de entrada. Atualmente, o modelo mais acessível da marca japonesa é a Elite 125, que tem preço de pouco mais de R$ 9.000. Mas pode ter uma novidade a caminho. Nesta semana, a Honda registrou o scooter Vision 110 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

O modelo foi lançado há poucos meses na Europa. Por lá, é a moto mais em conta da marca. Lá, portanto, custa a partir de 2.300 euros, o equivalente a R$ 14,2 mil na conversão direta.

Honda Vision 110
Honda/Divulgação

O registro, contudo, não confirma o lançamento no Brasil. Serve apenas para proteger a propriedade intelectual. Dessa forma, trata-se de um passo necessário, caso a Honda queira vendê-la por aqui. Em estilo, a Vision 110 lembra muito a popular Biz.

O modelo europeu, porém, embora barato e econômico, não tem pretensão de aterrissar no Brasil. Pelo menos, por enquanto. Todavia, considerando que a Honda já adotou essa estratégia de oferecer modelos semelhantes (leia-se SH 150i e PCX), nada está descartado. Afinal, o mercado de motos anda em alta com os serviços de delivery.



Características da Honda Vision 110

Com pegada urbana, o scooter tem como trunfo o baixo consumo. De acordo com a Honda, a Vision 110 faz médias acima de 50 km/l. O resultado é a autonomia de aproximadamente 240 km. Isso com um tanque de combustível de apenas 4,9 litros.

Honda Vision 110
Honda/Divulgação

O resultado é mérito do motor monocilíndrico, SOHC, de 109,5 cm³ arrefecido a ar. No total, são 8,6 cv a 7.500 rpm. O torque, por sua vez, é de 0,91 mkgf a 5.750 rpm. Tem, ainda, injeção eletrônica e câmbio automático tipo CVT.

Por meio do sistema idling stop, o motor desliga em paradas curtas, como em semáforos, por exemplo, para economizar. Na segurança, há freios ABS (e tambor na roda traseira).

Honda Vision 110
Honda/Divulgação

Na lista de itens, tem luzes de LEDs, painel digital em LCD e tomada 12V. O compartimento sob o assento comporta 17 litros.

As rodas, aliás, têm 16″ na frente e 14″ atrás. Sobre suspensões, garfo telescópico de 31 mm de diâmetro na dianteira e braço oscilante na parte de trás. O peso total do scooter é de só 100 kg.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se