Uso de simuladores em aulas de direção não é mais obrigatório

Contran tirou a obrigatoriedade das aulas em simuladores para conseguir a CNH seguindo diretiva do presidente Jair Bolsonaro

simuladores
SIMULADORES SERÃO FACULTATIVOS AGORA Crédito: MARCIO FERNANDES/ESTADÃO

O Ministério da Infratrutura anunciou que as aulas em simuladores de direção não são mais obrigatórias. A decisão foi tomada durante uma reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A partir de agora, o uso do simulador passa a ser facultativo. Já o curso obrigatório de aulas práticas nas autoescolas para conseguir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de categoria B caiu de 25 horas para 20 h. As aulas noturnas caíram de 5 horas para apenas 1 h.

“As decisões foram fruto de muita reflexão e estão sendo tomadas com toda responsabilidade”, afirmou. “Estamos muito alinhados às diretrizes que o presidente Bolsonaro tem nos mostrado, de desburocratizar os processos, retirar entraves e facilitar a vida do cidadão”, concluiu.

Para a permissão de conduzir ciclomotores, que são veículos de duas rodas de 50 cm³, a carga horária de aulas caiu de 20 horas para 10h. Além disso, quem desejar a autorização, poderá, dentro de um ano, realizar apenas as provas, sem realizar as aulas teóricas e práticas. Caso seja reprovado, deverá frequentar as aulas práticas.

Em resposta a decisão do governo, a Associação Nacional dos Fabricantes de Simuladores Veiculares (ANFASP) “ressalta que essa atitude refletirá negativamente na segurança viária, assim como na formação dos novos condutores”.

*Atualizado às 14:30

As multas mais caras do Brasil:


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas