Redação:

Veja como declarar carro e moto no imposto de renda 2020

Propriedade, compra e venda de carro e moto devem ser informadas na declaração de imposto de renda 2020. Lucro em vendas de veículos de até não paga imposto em transações de até R$ 35 mil

imposto de renda
Carros precisam constar na declaração de imposto de renda Crédito: Werther Santana/Estadão

O programa para fazer a declaração de imposto de renda 2020 já está disponível no site da Receita Federal. A entrega dever ser feia até o próximo dia 2 de março e a posse, venda e/ou compra de veículos precisa constar na declaração.

Se as informações sobre o carro e/ou não mudaram em relação à declaração de imposto de renda feita em 2019 para cá, basta copiar os dados. Desde o ano passado, aliás, é obrigatória a inclusão do número do Renavam na declaração.

A Receita Federal passou a exigir esses dados para evitar que contribuinte omita bens. O prazo para entrega da declaração de imposto de renda 2020 vai até o dia 30 de abril.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Se houver qualquer transação financeira envolvendo um veículo no ano passado, é preciso declarar. Principalmente se for uma venda que tenha gerado lucro ao contribuinte.

Imposto de Renda para bens acima de R$ 35 mil

Comum em negócios envolvendo veículos antigos e raros, o ganho de capital precisa ser informado por meio de um programa específico, o GCAP. Essa é a sigla que designa o Programa de Apuração de Ganhos de Capital.

Esse programa pode ser baixado por meio do site da Receita Federal e auxilia o preenchimento da declaração de imposto de renda. As informações geradas pelo GCAP devem ser exportadas para o programa do IR 2020.

Ainda assim, só serão tributadas no imposto de renda as vendas com valores acima de R$ 35 mil. Bens abaixo desse valor não são tributados. Mesmo assim, se houver lucro na venda, há a necessidade de informar à Receita pelo GCAP.

Compra de carro ou moto

O contribuinte que comprou ou vendeu um carro ou moto no último ano, deverá detalhar o negócio no imposto de renda 2020. A transação deve ser declarada por meio da aba “Bens e Direitos”.

Há uma discriminação específica para veículos terrestres. É preciso informar o valor do negócio (não o de mercado), além do CPF ou CNPJ do vendedor e do comprador. Também é preciso dar detalhes do modelo. Esses dados estão na cópia do documento de transferência ou na nota fiscal.

Caso a compra tenha sido feita por meio de financiamento, o valor informado deve ser o da entrada e prestações que foram pagas até 31 de dezembro de 2019.

Ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais