Primeira Classe Rafaela Borges

O maior sucesso da Fiat

Novo Argo começou desacreditado, mas já é o Fiat mais vendido para o consumidor final

Novo Argo
Novo Argo Hatch finalmente caiu no gosto do povo (Foto: Nilton Fukuda/Estadão)

Eu fui uma das que não deram muita credibilidade ao novo Argo antes de ele chegar às concessionárias. Sabia, por meio de fontes, que ele viria sem grandes inovações, e quem chega depois tem que trazer algo novo.

Porém, logo no primeiro contato com o carro, mudei de ideia. Logo percebi que ele tinha grandes chances de ser o maior acerto da Fiat nos últimos anos. Maior que a Toro.

Os primeiros meses do novo Argo no mercado foram ruins. Ele demorou a entrar no “top 10” de vendas. Para um carro que vinha para ser o Fiat mais vendido, parecia uma decepção.

Neste mês, o Argo passou a fazer parte da lista dos dez mais emplacados. E, agora, a nova informação: ele passou a ser o Fiat mais vendido para quem realmente importa, o cliente final.

Embora ainda esteja atrás de Strada e Mobi no ranking geral, o Argo é o Fiat mais vendido no varejo. Esse é o tipo de venda feito na concessionária, para o consumidor final.

Nas vendas de varejo, não há vantagens, nem contratos que valem mais que a qualidade do produto, como nas no atacado (ou diretas). Por isso, elas traduzem o que o consumidor brasileiro realmente quer.

E o consumidor brasileiro, finalmente, quer o novo Argo. Seis meses após seu lançamento, ele caiu no gosto do povo.

No varejo, o Argo já é o quarto carro mais vendido do País, com 4.197 emplacamentos em novembro. Isso tem um grande significado: ele deixa para trás potências mercadológicas como Gol e Prisma.

Na verdade, pode-se dizer que o novo Argo é o primeiro do resto. À frente dele estão apenas os três imbatíveis: Onix, HB20 e Ka.

 

VEJA TAMBÉM: 5 RAZÕES PARA COMPRAR O NOVO ARGO. E 5 PARA NÃO COMPRAR

 

Terceiro colocado no varejo, o Ka já é ameaçado pelo hatch da Fiat. Em novembro, registrou 4.608 emplacamentos. Onix e HB20 estão com mais vantagem (nas casas dos 11 mil e 7 mil exemplares vendidos, respectivamente).

Hoje, a Fiat, que vem perdendo espaço nas vendas no varejo, é em contrapartida a que mais vende no atacado. As vendas diretas são o que ainda sustentam a montadora na vice-liderança do mercado.

Imagine, então, o que vai acontecer quando a Fiat começar a trabalhar forte com o Argo no atacado! Briga pela liderança de vendas? Não dá para descartar.

Isso porque, hoje, o Argo não tem representatividade no atacado. Nesse ranking, foi apenas 33º em novembro, com 818 unidades vendidas. Porém, ele pode vir a ter. Basta a Fiat querer. Onix, HB20 e Ka que se cuidem.

RAZÕES DO SUCESSO

O Polo, que chegou recentemente, é um modelo melhor que o Argo. Mas só na versão de topo.

No recente comparativo entre o Fiat e o Polo, e também contra Onix e HB20, todos em versões intermediárias, o novo Argo se mostrou uma opção melhor.

Ele custa menos que o Polo intermediário, e é mais bem equipado. Conseguiu se destacar também ante HB20 e Onix.

São as versões intermediária e de entrada que realmente vendem. Então, podem se preparar: o novo Argo ainda vai crescer muito. A Fiat, finalmente, acertou.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Mais artigos