Redação

26/03/2021 - 4 minutos de leitura.

Audi RS e-Tron GT terá pré-vendas no mês que vem

Cupê esportivo de propulsão elétrica desembarca no País no fim de setembro, mas preços ainda seguem em definição pela Audi

Audi e-tron gt
Audi RS e-tron GT chega até setembro no Brasil Crédito: Audi/Divulgação
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Por causa das novas medidas de restrição impostas pela pandemia do novo coronavírus, a Audi realizou a apresentação virtual do RS e-tron GT, confirmado para o mercado brasileiro. O modelo abrirá pré-vendas no fim de abril. Mas as entregas das cerca de 100 unidades destinadas ao País estão previstas para setembro. Os valores, porém, seguem em estudo, afirma o presidente da montadora no Brasil, Johannes Roscheck.

Primo do Porsche Taycan – dividem a mesma plataforma J1 do Grupo VW -, o cupê esportivo tem propulsão 100% elétrica. Ele conta com um motor elétrico de 598 cv e 84,6 mkgf. De acordo com a montadora, o launch control permite salto de potência para 646 cv.

2022-Audi-e-tron-GT-73
Audi/Divulgação

Até os 100 km/h, o RS e-tron GT precisa de apenas 3,3 segundos. Trata-se do Audi mais veloz da linha RS. Em relação a autonomia, a marca crava 487 km. Número de acordo com o ciclo europeu WLTP.

Com baterias de 85 kWh de capacidade, o RS e-tron GT utiliza sistema de 800 volts. Ou seja, isso permite que o esportivo seja recarregado em pontos ultrarrápidos de até 270 kWh. Nestes casos, a marca garante que o modelo possa carregar até 80% de sua capacidade em menos de meia hora – 22,5 minutos, mais precisamente.

Interior Audi e-Tron GT
Audi/Divulgação

Versão convencional está na manga, diz Audi

Hoje, 2,6% dos modelos vendidos pela Audi no Brasil são elétricos e a previsão é aumentar esse número. Para isso, novos modelos estão na manga, afirma a montadora. “Se tudo correr bem com as vendas do RS e-tron GT, traremos o e-tron GT entre o fim deste ano e o começo de 2022”, afirmou Roscheck. O modelo “básico” tem 476 cv e 64,2 mkgf.

Nesse ínterim, a marca vai expandir o número de concessionários voltados às vendas de elétricos. O número pula de 14 para 21 até setembro. Em paralelo, a Audi fechou acordo com a rede de shoppings centers Iguatemi para a instalação de mais 30 carregadores no Brasil. Com isso, completará 100 unidades em território nacional, o que vai ao encontro da promessa de ampliação da rede.



Ainda falando em expectativas, a marca estuda trazer o e-tron Q4 para o mercado local. Porém, o plano segue em fase embrionária. Por enquanto, a clientela que ainda não se rendeu aos encantos da propulsão elétrica pode se contentar com o novo A3, que chega entre setembro e outubro.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais