Você está lendo...
BYD Song Plus tem consumo de moto e faz surpreendentes 38,4 km/l no Inmetro
Mercado

BYD Song Plus tem consumo de moto e faz surpreendentes 38,4 km/l no Inmetro

SUV híbrido da BYD estreia com nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) e tem autonomia total que supera 1.000 km

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

24 de fev, 2023 · 5 minutos de leitura.

Publicidade

gasolina
SUV Song Plus é equipado com o motor 1.5 a gasolina de 110 cv e motor elétrico de 179 cv; combinada potência vai para 235 cv
Crédito:BYD/Divulgação

O BYD Song Plus chegou ao Brasil no fim de 2022 como o SUV híbrido plug-in mais acessível do País. O utilitário chegou com preço de Jeep Compass Trailhawk turbodiesel, mas com um conjunto híbrido mais poderoso que o do - também plug-in - Compass 4xe.

Pois o sistema híbrido da montadora chinesa teve os números de consumo aferidos pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). E o SUV chinês é um dos carros mais econômicos à venda no Brasil.

O BYD Song Plus faz nada menos que 38,4 km/l em ciclo urbano. É consumo de motos e scooters de baixa cilindrada. Na estrada, a média alcança 28,1 km/l. Ou seja, até em seu pior consumo, o chinês supera o Compass 4xe, que tem média no Inmetro de 25,4 km/l.

Publicidade




JEEP COMPASS 4Xe VALE R$ 338 MIL? SUV FAZ 25,4 KM/L

Desse modo, o Song Plus recebeu nota A na tabela do PBEV tanto no segmento quanto no índice geral. O SUV híbrido plug-in também é referência em autonomia e supera os 1.000 km com o tanque de combustível cheio e a bateria totalmente carregada. Para chegar a esse número, combina-se o alcance dos dois motores - elétrico e a gasolina.

Como funciona o sistema híbrido do BYD Song Plus

O BYD Song Plus conta com um motor 1.5 a gasolina de 110 cv e outro motor elétrico com potência equivalente a 179 cv. Juntos, os dois geram 235 cv de força e um torque máximo de 40,8 mkgf. Assim, a aceleração de zero a 100 km/h é feita em 8,5 segundos. De acordo com a marca chinesa, o motor a combustão serve para impulsionar as rodas, bem como para alimentar a unidade elétrica. Além disso, tem bateria de 8,3 kWh e tração dianteira.


BYD
BYD Song Plus é híbrido plug-in com bateria recarregável em rede elétrica (BYD/Divulgação)

De acordo com a BYD, o Song Plus "possui particularidades e diferenciais importantes para o consumidor". Em síntese, a fabricante diz que cobra menos pela tecnologia. Afinal, o SUV é um híbrido plug-in com o preço mais competitivo do mercado brasileiro - tem tabela de R$ 269.990. Para comparação, o Jeep Compass 4xe sai por R$ 338.400, e o Caoa Chery Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid tem preço de R$ 279.990.

PBVE do Inmetro vai completar 10 anos

O Selo Conpet foi criado em 2013. O objetivo consiste em contribuir para a melhoria da qualidade dos veículos feitos no País, bem como incentivar as empresas a investir em tecnologia e inovação. O selo também ajuda os consumidores a identificar os veículos que atendem aos mais altos padrões de desempenho, segurança e sustentabilidade.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Haval H6 GT: SUV híbrido da GWM roda 1.000 km com um tanque
Deixe sua opinião