Mercado

Carros de 7 lugares: confira dez modelos que estão à venda no Brasil

Lista reúne modelos com variados estilos, medidas, motores e tecnologias, mas os carros de 7 lugares 0-km não saem por menos de R$ 100 mil

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

02 de set, 2021 · 16 minutos de leitura.

sete" >
Jeep Commander estreia no Brasil com pré-venda de 500 unidades e preços entre R$ 199.990 e R$ 279.990
Crédito:Jeep/Divulgação

O lançamento do Jeep Commander despertou novamente o interesse dos brasileiros por carros de 7 lugares. Afinal, não é porque é grande que precisa ter cara de van escolar ou ser quadrarão e desengonçado. Nesse sentido, o mercado reúne diversas opções em minivans e SUVs com os mais variados estilos e tecnologias. O Jornal do Carro separou uma lista que vai de Chevrolet a Land Rover e com preço médio de R$ 200 mil.

Mas antes de falar da lista, vale dizer que esse mercado está mais exigente em relação à tecnologias. Por mais que as famílias tenham diminuído, as vendas desse tipo de veículo aumentaram. Para se ter ideia, o carro de sete lugares mais vendido do País é o Toyota SW4, que subiu de 701 unidades em janeiro para 1.308 emplacamentos no fechamento de julho.

Quem também está nadando de braçada no segmento é a Chevrolet. Mesmo que a Spin seja um projeto já antigo, do começo da década passada, é o modelo de sete lugares mais barato do Brasil e tem alta procura - inclusive por taxistas e motoristas de aplicativo. Suas vendas pularam de 782 unidades (janeiro) para 1.175 unidades (julho).

Vantagens

Dentre as vantagens desse tipo de veículo, está a versatilidade. Além de ter a possibilidade de transportar mais pessoas ou animais de estimação com mais conforto, o carro de sete lugares permite transformar a terceira fileira de assentos em (fartos) porta-malas.

Entretanto, os preços subiram tanto, que está complicado comprar um carro 0-km de 7 lugares. Por isso, muitos consumidores acabam por comprar usados e seminovos. Afinal, nem todo mundo tem os pouco mais de R$ 100 mil iniciais da Chevrolet Spin, para acessar a porta de entrada da categoria dos modelos de até sete passageiros.

Fiat/Divulgação

Entre as opções mais antigas, figuram Chevrolet Zafira, Dodge Journey e Fiat Freemont (foto acima), JAC J6 e Nissan Grand Livina. Todos, têm cerca de dez anos de uso e custam cerca de R$ 30 mil. O preço acessível, evidentemente, pode esconder algumas surpresas. Principalmente, por se tratar de modelos que andam carregados de pessoas e bagagens.

Veja abaixo 10 modelos de sete lugares à venda no Brasil

1 - Chevrolet Spin

sete
Chevrolet/Divulgação

O modelo mais barato para até sete ocupantes vendido no Brasil custa a partir de R$ 106.550 na versão Premier. Trata-se da Chevrolet Spin, reestilizada em 2019, quando passou por mudanças de design e modernização. Tem motor 1.8 8v Flex de até 111 cv e 17,7 mkgf de torque. O câmbio pode ser manual ou automático - ambos, com seis marchas.

No total, são 4,36 metros de comprimento, 1,74 m de largura e 1,68 m de altura. O espaço entre-eixos, no entanto, fica em 2,62 m. No porta-malas, vai de escassos 162 litros (com a última fileira de bancos em posição elevada) até 710 litros totais - o maior dentre os modelos de até R$ 100 mil. Entre os itens de série, tem direção elétrica progressiva, iluminação em LED, alerta de pressão dos pneus, Isofix para fixação de cadeirinha infantil e rodas de alumínio 16". Bancos revestidos com couro, computador de bordo e controlador de velocidade estão no pacote.

2 - Fiat Doblò

sete
Fiat/Divulgação

O Fiat Doblò praticamente não mudou desde que chegou ao mercado, no começo dos anos 2000. Sob o capô dianteiro figura o motor E.torQ 1.8 16v Flex. São 132 cv de potência máxima a 4.500 rpm. O torque fica em 18,9 mkgf. O câmbio é sempre manual de cinco velocidades.

Pelo pacote, a configuração Essence parte de R$ 124.504. São, no total, 4,52 metros de comprimento, 1,83 m de altura e 1,72 m de largura. Por fim, o espaço entre-eixos é de 2,57 m. Na lista, ar-condicionado, mas vidros elétricos só na frente e não vem som, apenas preparação. Pelo conjunto, a Fiat pede nada menos que R$ 124.504.

3 - Caoa Chery Tiggo 8

sete
ALEX SILVA/ESTADÃO
Continua depois do anúncio

E não dá para falar de carro com sete lugares sem citar o Caoa Chery Tiggo 8. O modelo ganhou projeção por meio das constantes propagandas insinuando que o modelo seja "a oitava maravilha do mundo". Nesse sentido, o modelo oferece controlador de velocidade, bancos dianteiros com ajustes elétricos, ar-condicionado automático de duas zonas e central multimídia de 10,25" entre os itens de série.

Com preço base de R$ 185.890, o Tiggo 8 é o maior SUV da linha da Caoa Chery. O modelo conta com motor 1.6 turbo com injeção direta e 187 cv e 28 mkgf, combinado a um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem. Em medidas, são 4,70 m de comprimento, 1,86 m de largura e 1,70 de altura e 2,71 m de entre-eixos.

4 - Jeep Commander

Jeep Commander
Jeep/Divulgação

E foi de olho no sucesso de modelos como o chinês supracitado que a Jeep tratou de logo lançar seu SUV de sete lugares. Mas não se trata do Grand Compass, mas um modelo 100% novo. Derivado da plataforma do Compass - porém, com entre-eixos mais longo, e portas traseiras e balanço traseiro maiores -, o Commander é recheado de tecnologia.

Na lista, tem até aplicativo passível de instalação no smartphone do proprietário para controle do veículo, como avisos de segurança e envio de comandos - como ligar o motor a distância. Falando em motor, o jipão oferece o 1.3 turbo flexível (4×2) de até 185 cv e 27,5 mkgf e o 2.0 turbodiesel (4×4) de 170 cv e 38,7 mkgf. Dimensões: 4,77 m (comp), 1,86 m (larg.), 1,68 m (alt.) e e 2,79 m entre os eixos. Preços partem de R$ 200 mil.

5 - Toyota SW4

sete
Toyota/Divulgação

Na lista dos veteranos, o Toyota SW4 é o modelo de maior sucesso. Seguindo os passos da irmã Hilux, é o mais vendido do segmento. Com duas versões de acabamento para sete pessoas, parte R$ 252.590. Tem propulsor 2.7 Flex 16V de 163 cv e torque de 25 mkgf. Na versão mais cara, o 2.8 16V turbodiesel gera 204 cv e 50,9 mkgf. Câmbio é automático de seis marchas.

Itens como faróis com acendimento automático, banco do motorista com ajuste elétrico e ar-condicionado digital fazem parte da lista, assim como a central multimídia (8") com TV digital. São, no entanto, 4,79 metros de comprimento, 1,85 m de largura e 1,83 m de altura. Por fim, são 2,74 m de entre-eixos.



6 - Chevrolet Trailblazer

sete
Chevrolet/Divulgação

Assim como a Toyota SW4, a Chevrolet Trailblazer é outra queridinha tanto do público quanto das autoridades. Afinal, certamente, você já viu um desses como viatura de polícia. A substituta da Blazer, nesse sentido, tem (ao contrário da Toyota) apenas motor 2.8 turbo diesel de 200 cv. O torque é de 51 mkgf e o câmbio, automático de seis marchas. A tração é 4x4.

Na lista de série, seis air bags, sistema de partida remota e até alerta de colisão frontal e detector de pedestres com frenagem automática. Pelo conjunto, a GM pede R$ 325.090. Tem 4,88 metros de comprimento. Na largura, altura e entre-eixos, respectivamente, 1,90 m, 1,84 m e 2,84 m.

7 - Volkswagen Tiguan Allspace

Novo Volkswagen Tiguan Allspace
Volkswagen/Divulgação

Importado do México, o Volkswagen Tiguan Allspace não sai por menos de R$ 236.090 na versão R-Line 350 TSI. O sete lugares tem motor 2.0 turbo de 220 cv. O câmbio, entretanto, é automatizado com sete marchas e dupla embreagem. Tem controle de velocidade adaptativo, frenagem automática, ar-condicionado automático de três zonas, faróis iluminados por LEDs e outros mimos.

O modelo - que após a chegada do Taos teve as versões de cinco lugares e motor 1.4 TSI retiradas do catálogo - mede 4,71 no comprimento. Nesse ínterim, 2,10 m de largura, 1,66 m de altura e 2,78 metros de entre-eixos.

8 - Volvo XC90 Recharge

Volvo XC90 VolvoLovers
Volvo/Divulgação

Para quem está na pegada sustentável, o Volvo XC90 é ótima pedida. Partindo de R$ 469.950, o modelo agora carrega o sobrenome Recharge. Isso quer dizer que é oferecido apenas como híbrido plug-in (recarregável em tomadas). A potência combinada (2.0 a gasolina + elétrico) é de 407 cv e 65,3 mkgf. A autonomia com o uso exclusivo do propulsor elétrico fica em até 44 km, diz a marca. Câmbio é automático de nove marchas.

Destaque para o generoso entre-eixos de 2,98 metros. Nesse sentido, tem altura de 1,77 metro, 1,96 m de largura e 4,95 m de comprimento. O utilitário esportivo de luxo tem painel de instrumentos digital configurável de 12,3 polegadas, central multimídia de 9" com GPS integrado, chamada de assistência de emergência, estacionamento automático e câmeras com visão 360°.

9 - Mercedes-Benz GLE 400 d

Mercedes-Benz/Divulgação

Se você achou o preço do XC90 salgado, não viu nada, ainda. Pelo GLE 400 d (leia avaliação aqui) a Mercedes-Benz pede nada menos que R$ 722,9 mil. O modelo de (altíssimo) luxo, além de terceira fileira de bancos, reúne boa dose de equipamentos. Tem painel digital de 10 polegadas, iluminação total por LEDs, multimídia MBUX de 10,2" com Android Auto e Apple CarPlay e até massagem nos bancos dianteiros. Couro para todos os lados e carregamento de celulares por indução são mais algumas estrelas desse Mercedes-Benz.

Sob o capô da frente, o alemão (feito nos Estados Unidos) tem motor turbo diesel 3.0 com seis cilindros em linha. São, no entanto, 330 cv e 71,4 mkgf. A transmissão automática tem nove marchas. A tração 4×4 completa a mecânica. Em medidas, são quase 3 metros de entre-eixos e 4,92 m de comprimento total. O grandalhão tem, ainda, 2,16 m de largura e 1,77 m de altura.

Mas, se os R$ 723 mil estão muito fora da curva, a marca alemã também oferece no Brasil o SUV médio GLB, que tem 7 lugares. O preço do modelo começa em R$ 264.900, e a mecânica traz o motor 1.3 turbo de quatro-cilindros a gasolina com 163 cv e 25,5 mkgf. O câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas é o mesmo do Classe A Sedan.

10 - JAC T80

jac
JAC Motors/Divulgação

No site da JAC Motors, a princípio, o T80 é apresentado como uma "revolução no segmento de luxo". Isso porque, seguindo a tradição da marca, o modelo entrega mais por menos. Com preço R$ 159.990, o SUV tem sete assentos e espaço generoso. Tem entre-eixos de 2,75 metros, comprimento de 4,79 m e altura e largura de, respectivamente, 1,76 m e 1,90 m.

Entrega também em conteúdo. Painel com tela digital de 12,3", direção elétrica progressiva com três modos de ajustes, bancos dianteiros elétricos (o do motorista tem refrigeração, aquecimento e massageador), central multimídia com tela de 10" e espelhamento de celular, além de sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, chave presencial e teto solar elétrico panorâmico. Na motorização, um 2.0 turbo de 210 cv e 30,6 mkgf. O câmbio tem seis marchas e dupla embreagem.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se