Você está lendo...
Chery QQ elétrico terá versão mini SUV com nome 'Formiguinha Z'
Mercado

Chery QQ elétrico terá versão mini SUV com nome 'Formiguinha Z'

Podendo medir até 3 metros de comprimento, Chery QQ Ant Z terá visual parecido com SUV e deve alcançar até 400 km de autonomia

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

10 de fev, 2022 · 6 minutos de leitura.

Chery QQ Ant Z
Novo Chery QQ Ant Z pode ter até 400km de autonomia e já está em testes na China
Crédito:Reprodução/Car News China

A Chery começou a testar uma nova variante do novo QQ elétrico na China. Flagras mostraram o que parece ser a versão de produção do Ant Z, conceito que apareceu no Salão do Automóvel de Xangai, em 2021. O nome inevitavelmente remete à animação infantil Formiguinha Z, lançada pelo estúdio DreamWorks em 1998. Mas, diferente do Chery QQ Ice Cream (''sorvete'' em português), o QQ Ant Z terá linhas verticais e visual que remete a um SUV.

Nas imagens, divulgadas pelo site Car News China, o modelo aparece completamente camuflado. Mas, é possível perceber que o Ant Z terá um formato ''quadradão'' e será relativamente maior do que a versão anterior, podendo medir 3 metros de comprimento. Por isso, é bem provável que tenha espaço para até 4 pessoas.

Reprodução/Car News China

Mini SUV?

Embora não tenhamos muitos detalhes, outras imagens dos desenhos de patente do hatch elétrico ajudam a entender como pode ser o resultado do veículo. Na dianteira, por exemplo, há faróis duplos em LED e vincos que dão um ar de agressividade para o pequenino.

No entanto, é na lateral e na traseira que vemos características parecidas com a de um SUV. Isso acontece por conta da cintura alta, dos traços na carroceira e das barras no teto, que resultam em um caimento reto no porta-malas. Mas, além do desenho em X das rodas, não há mais spoilers do carro.

Chery QQ Ant Z
Reprodução/Car News China

Autonomia de 400 km

A Chery ainda não divulgou detalhes sobre motorização. Porém, de acordo com as especulações, ele pode, com uma carga de bateria, ir bem mais longe que o QQ Ice Cream, que tinha uma autonomia entre 120 e 170 km, dependendo da versão. A expectativa é que o Ant Z alcance até 400 km.

No mais, não se sabe exatamente quantas versões a marca está preparando para o novo hatch. Contudo, se for na mesma linha do Ice Cream, é bem possível que sejam três variantes.

Em relação a valores, espera-se que ele seja mais caro que o último QQ, que custava uma média de 29.900, 37.900 e 43.900 yuans. Ou seja, entre R$ 26.800 e R$ 39.300 na conversão direta. A certeza, por fim, é de que ele chegará no mercado com intuito de bater de frente com o Wuling Hong Guang Mini EV, da GM.


Reprodução/Car News China

Mini elétrico da GM custa R$30 mil

Por um valor de R$31 mil (37.600 yuans), o Wuling Hong Guang Mini EV, hatch criado pela joint-venture entre SAIC, Wuling e General Motors, é o carro elétrico mais vendido na China atualmente. Lançado em 2020, o modelo é tão acessível que já chegou a emplacar mais de 200 mil unidades só no ano passado.



O hatch, chamado de Mini EV, não tem esse nome à toa. Em medidas, ele tem 2,92 metros de comprimento, 1,49 m de largura, 1,60 m de altura e 1,94 m de entre-eixos. Entretanto, mesmo com tamanho semelhante ao de um Smart ForTwo (2,70 m), leva quatro ocupantes. Ou seja, pode oferecer um bom espaço no porta-malas quando não tem gente no banco de trás, podendo chegar em 741 litros dependendo da configuração.


elétrico
Wuling/Divulgação

Já quando falamos de motorização, o modelo usa apenas uma bateria do tipo fosfato-ferro-lítio, de 9,3 kWh (autonomia de 120 km) ou 13,9 kWh (na versão topo de linha, com 170 km). A potência é baixa: 27 cv. O torque também: 8,6 mkgf. Nesse sentido, a velocidade máxima não ultrapassa os 100 km/h.

Apesar dos números singelos, o minicarro faz grande sucesso no país asiático, principalmente, pela praticidade. Por isso, será interessante ver o embate entre ele e o Chery QQ Ant Z, que deve chegar em breve no mercado.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se