Mercado

Chevrolet confirma quatro lançamentos até o fim de 2021; Veja quais serão eles

Para contornar a crise dos microchips e a limitação da produção nacional, Chevrolet anuncia novidades em quatro de seus modelos importados

Emily Nery, Especial para o Jornal do Carro

21 de jul, 2021 · 7 minutos de leitura.

Chevrolet confirma quatro lançamentos até o final do ano" >
Chevrolet confirma quatro lançamentos até o final do ano
Crédito:Divulgação/GM

A General Motors anunciou nesta quarta-feira (21), o lançamento de quatro modelos até o final deste ano. Sem especificar se serão novas gerações ou facelifts, a montadora afirmou que as novidades serão reveladas uma a uma nas próximas semanas em uma websérie. Todavia, pelo investimento da Chevrolet e pelas movimentações do mercado, os veículos serão quase todos da linha de importados.

São eles: o novo Bolt, o SUV Equinox reestilizado, a inédita versão Z71 da picape S10 e uma série inédita do Cruze. De acordo com a GM, a ordem de revelação dos modelos não corresponderá necessariamente à sequência de lançamento deles. As quatro novidades fazem parte do reativação do investimento de R$ 10 bilhões anunciado pela marca em 2019, mas congelado por causa da pandemia.

Chevrolet S10 GM
S10 High Country perderá o posto de versão de topo para configuração com apelo off-road Z71 GM/Divulgação

S10 Z71

O segundo veículo da direita para esquerda se trata de uma inédita versão da caminhonete da GM. Tal como ocorreu na versão Black da Ford Ranger, a picape média ganhará um fôlego extra até a troca da geração, o que deve acontecer em 2023. No exterior, a sigla Z71 é conhecida por indicar os modelos da Chevrolet com preparação off-road.

Tal como o Jornal do Carro antecipou, a inédita versão no Brasil chegará ainda em 2021 com uma série de modificações no visual para deixá-lo mais imponente e radical. Além disso, deve receber alterações na suspensão, com pneus mais altos e bastante sulcados. A marca, no entanto, não deve alterar a mecânica.

Dessa forma, a nova versão de topo da picape mira a futura Toyota Hilux Rocco, Volkswagen Amarok com motor V6 e até a Ford Ranger Raptor, à venda na Argentina, por exemplo.

equinox 2021
Reestilizada, Chevrolet Equinox 2021 recebeu a versão RS nos Estados Unidos CHEVROLET

Nova Equinox

Posicionado ao lado esquerdo da picape S10, está o novo Equinox. O SUV de sete lugares deve, enfim, receber a reestilização adotada pela sua versão norte-americana no ano passado. Moderna, a dianteira está mais esportiva e tem faróis mais finos com LEDs diurnos separados por um prolongamento da grade.

Dentro do capô, a Chevrolet deve manter exclusivamente a motorização 1.5 turbo a gasolina de 172 cv, uma vez que a versão com motor 2.0 turbo foi descontinuada na linha 2021. O facelift chega em boa hora, visto que esse ano o Equinox ganhará um novo rival: o Jeep Commander.

GM Chevrolet Bolt elétrico
Chevrolet prepara rede de concessionárias no Brasil para traz a nova geração do Chevrolet Bolt Chevrolet/Divulgação

Nova geração do Bolt

Situado no canto esquerdo da imagem, está a nova geração do Bolt. Revelado na CES deste ano, o modelo ganhou uma versão mais altinha, o crossover Bolt EUV. Desse modo, a marca da gravata dourada pretende trazer os dois novos elétricos ao Brasil. Porém, eles não deverão chegar ao mesmo tempo, deixando o SUV para o próximo ano.

Pelo tamanho do veículo na imagem, ele parece se tratar mesmo da versão hatch do Bolt. Seu novo conjunto motriz utiliza um motor de 203 cv de potência e baterias de 66 kWh. Esta mecânica faz com que acelere de 0 a 100 km em cerca de 7 segundos e percorrer aproximadamente 416 km com a carga completa.



Continua depois do anúncio
Cruze
Para reaquecer as vendas, sedã Cruze deve ganhar uma edição especial Chevrolet/Divulgação

Cruze deve ganhar edição especial

O mais intrigante entre os quatro modelos, por sua vez, é o que está posicionado no canto direito da imagem. Sua dianteira é semelhante à do Cruze. No entanto, o sedã médio da Chevrolet pode estar no fim de sua carreira. Vale lembrar que ele já saiu de linha em vários os mercados no qual era oferecido, com exceção de alguns países da América do Sul.

Desse modo, a novidade pode indicar uma versão inédita ou até uma série especial de despedida do Cruze. Além do segmento dos sedãs médio não empolgar tanto quanto no passado, o Cruze nunca chegou perto da disputa entre os conterrâneos Civic e Corolla.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se