Você está lendo...
Corolla Cross, Taos, ZR-V e mais: os SUVs médios que virão híbridos
Notícias

Corolla Cross, Taos, ZR-V e mais: os SUVs médios que virão híbridos

SUVs médios recebem motorização híbrida em suas versões mais caras no futuro, para combater o bom ritmo de vendas dos rivais chineses

Rodrigo Tavares, especial para o Jornal do Carro

12 de fev, 2024 · 6 minutos de leitura.

Publicidade

Novos SUVs médios híbridos estão a caminho do Brasil
Crédito:Toyota/Divulgação

O mercado de SUVs médios é aquecido no Brasil, e os números de vendas do mês de janeiro deixam isso bem claro. Dados da Fenabrave revelam que em janeiro deste ano, nomes como Toyota Corolla Cross, Jeep Compass e GWM Haval H6 dominaram as vendas do segmento. O que eles têm em comum? São ou têm opções híbridas.

Além disso, se contabilizarmos apenas as vendas de híbridos no País, já estão os SUVs médios de novo, logo no top três em vendas. Pensando nisso, o Jornal do Carro separou algumas informações dos modelos médios híbridos que estão para chegar, para tentar combater o sucesso dos modelos chineses.



Toyota Corolla Cross Hybrid

Publicidade


O modelo médio da Toyota foi, por algum tempo, a opção número um do público, mas logo a concorrência importada começou a incomodar. Assim, uma renovação no desenho do SUV é bem-vinda. O Toyota acaba de mudar de visual na Tailândia, e a nova versão faróis de LED revisitados, com visual mais bem trabalhado, enquanto a grade tem elementos texturizados, que parecem moldados à carroceria. 

Entretanto, a motorização segue a mesma: o motor 1.8 16V de 140 cavalos e 18 mkgf de torque, e a Hybrid com 122 cv combinados. Nessa última, o motor 1.8 16V, de ciclo Atkinson, com 98 cavalos e 14,4 mkgf de torque, é pareado com o elétrico de 72 cavalos e 16,6 mkgf, com transmissão CVT.

VW Taos

taos
Volkswagen/Divulgação

O SUV médio da VW, Taos, receberá a chamada "atualização de meia vida", para o modelo 2025. Presente no mercado internacional desde 2020, o modelo finalmente recebe um facelift, junto de atualizações importantes, que já eram cogitadas há algum tempo, enfim confirmadas pela VW. 

A principal novidade do Taos será na tecnologia. Embora a marca ainda não diga do que se trata, o modelo pode ser o primeiro da VW a receber a tecnologia híbrida flex, por exemplo. Usando um conjunto híbrido-leve, terá um motor de partida/gerador de baixa potência, ligado ao virabrequim do motor, auxiliando na força quando o motor a combustão for muito exigido.

Para mover o modelo, o 1.5 turbo de 160 cv tem opção de câmbio automático de oito marchas, ou automatizado de dupla embreagem, para as trações dianteira e integral 4motion, respectivamente.


Honda ZR-V e:HEV

Honda/Divulgação
Honda/Divulgação

Desde que foi lançado no ano passado, o Honda ZR-V tem sido criticado pela falta de uma versão híbrida no mercado nacional. Entretanto, na Europa, o modelo conta com uma versão e:HEV, nome da versão com tecnologia híbrida da Honda. No Brasil, a tecnologia já existe nos modelos Civic e Accord, que o JC já andou recentemente.

Entretanto, não é de hoje que o modelo é uma incógnita para o mercado brasileiro, sendo uma versão necessária para combater a vendas de outros SUVs por aqui. Lá fora, ele é composto por um motor 2.0 de injeção direta e quatro cilindros, junto de dois motores elétricos. Na Europa, o modelo entrega 183 cv e 32,1 mkgf de torque, e faz de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos.


Jeep Commander

KRPIX/ ESTADÃO
KRPIX/ ESTADÃO

A Stellantis já tem um modelo híbrido entre seus SUVs médios: o Jeep Compass 4XE. Entretanto, o modelo patina nas vendas, e no ano passado chegou a acumular grandes descontos, a fim de decolar nos números, o que não aconteceu. Especula-se que o conjunto vá parar no modelo maior Commander, para poder concorrer em pé de igualdade contra modelos da GWM e BYD, por exemplo.

No Compass, a versão 4XE usa o motor turbo 1.3 turbo a gasolina de 180 cv e 27,5 mkgf de torque, em conjunto com outro motor elétrico, de 60 cv e 25,5 mkgf de torque. Montado sob o eixo traseiro, pode levar o modelo até os 130 km/h, sem ajuda. Em conjunto ao sistema híbrido, está um pequeno gerador elétrico, auxiliando o motor a combustão na recuperação de energia.


O Jornal do Carro também está no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
VW ID.Buzz: ao volante da Kombi elétrica há nostalgia, mas tudo mudou

Deixe sua opinião