Você está lendo...
Elon Musk diz que Tesla Roadster SpaceX atinge 96 km/h em 1,1 segundo
Notícias

Elon Musk diz que Tesla Roadster SpaceX atinge 96 km/h em 1,1 segundo

CEO da Tesla, Musk afirma que novo Roadster terá pacote opcional com propulsor de foguete, e recomenda cautela aos cardíacos

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

26 de mai, 2021 · 3 minutos de leitura.

Tesla
Tesla Roadster terá pacote especial para atingir quase 100 km/h em um piscar de olhos
Crédito:Tesla/Divulgação

O CEO da Tesla, Elon Musk, desta vez usou o Twitter para responder a uma pergunta sobre a segunda geração do Roadster. E, acredite, apenas um "sim" foi suficiente para movimentar o mundo dos automóveis. Foi essa a resposta que o executivo direcionou a um seguidor que o questionou, então, se é verdade que o novo Roadster será capaz de sair da inércia aos 60 mph (o equivalente a 96 km/h) em apenas 1,1 segundo.

Musk acrescentou, ainda, que, para isso, o esportivo exigirá um "pacote opcional de propulsor de foguete SpaceX". Ainda é cedo para falar sobre segurança, mas o próprio ricaço já colocou em xeque a intensidade do processo. Musk disse, inclusive, que esse "canhão" não é aconselhável para quem tem problemas cardíacos, por exemplo. Afinal, é o mesmo que embarcar em uma montanha-russa.

Tesla
Tesla/Divulgação

Durante a revelação do novo Roadster ? feita em 2017 ?, a Tesla disse que o carro realizaria o feito em 1,9 segundo. Entretanto, logo após a revelação, Elon Musk, em sua conta no Twitter, disse que haveria atualização de desempenho do modelo elétrico. E foi além, dizendo que essa atualização envolveria foguetes.

Como a Tesla põe foguete nessa história?

Sem qualquer meio de comunicação oficial com a imprensa, é o próprio Elon Musk quem dispara as mais variadas informações em torno de seus produtos e invenções. E, ao longo desses quatro anos, ele deu a entender que esse "foguete" não seria aquele químico, tradicional. O CEO estaria, nas entrelinhas, afirmando que o foguete do Roadster será de ar comprimido, armazenado em tanques que ficariam no lugar dos assentos traseiros.



Ainda não se sabe se é possível haver tamanha invenção em um veículo de rua. Mas, se depender de Musk, o Roadster ? que foi originalmente prometido para 2020 ? ainda demora um pouco, afinal, suas prioridades são colocar sua fábrica, na Alemanha, em funcionamento. E voltar as energias para a picape Cybertruck. Por fim, o esportivo deve ficar para depois, mas ainda guarda cartas na manga.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se