Notícias

Flagra: Novo Honda City é clicado em testes e estreia em outubro

Nova geração do Honda City ficará maior e mais sofisticada e potente para "suceder" o novo Civic, que virá importado em 2022

Emily Nery, Especial para o Jornal do Carro

03 de jun, 2021 · 5 minutos de leitura.

Flagra do novo Honda City" >
Flagra do novo Honda City
Crédito: Reprodução/Marcio Okimura/ Autos Segredos

A Honda segue com os preparativos do seu principal lançamento no Brasil em 2021: trata-se do novo City, que, pela primeira vez por aqui, terá a versão hatch. Entretanto, caberá à nova geração do sedã a missão de suceder nada menos que o Civic, cuja produção no Brasil deve se encerrar em 2022 com a estreia da nova geração, que, assim, deverá vir importada.

Além disso, o novo Honda City precisará garantir as vendas da marca japonesa frente a rivais como Onix Plus e Virtus. Dessa forma, o sedã foi visto novamente nas ruas e deve chegar às concessionárias em outubro.

As fotos tiradas por Marcio Okimura e publicadas pelo Autos Segredos mostram o compacto ainda sob densa camuflagem. Contudo, expõe parcialmente os faróis e as lanternas. Na traseira do veículo, podemos ver parte das lanternas na disposição horizontal.

Se olharmos bem, podemos ver que as lentes invadem a tampa do porta-malas e se prolongam até as laterais. Embora o para-choques esteja camuflado, parece ser liso, com refletores verticais nas extremidades.

Flagra do novo Honda City
Reprodução/Marcio Okimura/ Autos Segredos

Na parte de frente, o capô mais reto e longo traz inspiração no Civic. Mesmo de perfil, os faróis parecem mais finos e menores do que os da geração atual. Para a maioria das versões, o City terá conjunto ótico Full LED, que ficará conectado à grade. Portanto, a Honda aposta em menos vincos e linhas mais suaves para entregar um visual mais requintado.

Dimensões de sedã maior

O novo City é ligeiramente maior do que o atual. Embora mantenha o entre-eixos de 2,60 metros, o sedã cresceu 10 cm de comprimento (4,56 m) e 5 cm de largura (1,78 m). Já a altura diminui 0,8 cm (1,47 m). Além disso, o porta-malas perdeu espaço, mas segue generoso: baixou de 536 litros para 519 l.

Novo Honda City 2021
Honda/Divulgação

Interior atraente

Seguindo os parâmetros do City feito no México, o modelo terá um habitáculo tradicional, todavia, eficiente. Como de costume, terá o sistema de rebatimento e deslizamento dos assentos traseiros. Em sua versão mexicana, o modelo sai de fábrica com seis airbags.

Ainda que o painel de instrumentos continue analógico, a nova central multimídia com tela de 8 polegadas será compatível com Apple CarPlay e Siri Voice Control. Da mesma maneira, ar-condicionado automático, volante multifuncional e Bluetooth estarão presentes.

Novo Honda City desembarca no México e vem ao Brasil no segundo semestre
Divulgação/Honda

Motor não será turbo

Sob o capo, o novo City terá uma boa e uma má notícia. A boa? Enfim, contará com um motor mais potente. A ruim? Não virá com turbo, ao menos nesse primeiro momento. Tanto o sedã quanto o City hatch utilizarão o 1.5 aspirado e flexível de quatro cilindros. A novidade será a adoção do sistema de injeção direta de combustível, o que elevará a potência. Já o câmbio automático do tipo CVT seguirá igual.

O 1.5 i-VTEC de duplo comando variável (código BS6) é a versão aspirada do motor turbo já presente nas versões Touring do HR-V e Civic. Esse motor estrou em 2019 na Índia com 121 cv e 14,8 mkgf de torque máximo. Segundo o Autos Segredos, com a nacionalização, passará a flexível podendo, assim, superar os 130 cv de potência e 17 mkgf de torque.

O novo Honda City será lançado no último trimestre de 2021.


Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
o catálogo 0km do jornal do carro tem
ofertas imperdíveis de todas grandes marcas
Logo Jornal do carro
Preencha seus dados abaixo para...
Aceito receber informações e ofertas e que estou
de acordo com termos e condições
Quero receber ofertas do(s) modelo(s)

Obrigado! Em breve entraremos em contato.

x