Mercado

Flagra mostra novo Jeep Renegade 4x4 com o motor 1.3 turbo flex

Previsto para estrear no início de 2022, novo Jeep Renegade terá maior mudança de estilo desde 2015, além dos motores 1.0 e 1.3 turbo flex

Jady Peroni, Especial para o Jornal do Carro

13 de out, 2021 · 6 minutos de leitura.

Jeep Renegade Flagra" >
Jeep Renegade é flagrado com menos camuflagem e mostrando aspectos off-road
Crédito:Foto: Bruno Arthur/MundoDrive

Depois de renovar o Compass e de lançar o inédito Commander no Brasil, a Jeep trabalha na renovação do Renegade. Previsto para estrear no início de 2022, o SUV compacto terá sua maior mudança de estilo desde 2015. E não é só: a marca de SUVs do grupo Stellantis prepara uma inédita versão 4x4 flexível com o novo motor 1.3 GSE turbo.

Um vídeo publicado no canal Mundo Drive, no Youtube, revela mais de perto os detalhes do novo Jeep Renegade. O SUV compacto feito em Goiana (PE) aparece ainda camuflado, mas deixando à mostra alguns detalhes do design. Entretanto, a principal novidade será o motor 1.3 turbo, que estreou esse ano na picape Fiat Toro e no SUV médio Compass.

Dessa forma, no caso do Renegade Trailhawk, o vídeo enfatiza a troca do motor 2.0 turbo diesel pelo 1.3 turbo flex de até 185 cv e 27,5 mkgf. Porém, para equipar a versão 4x4, a Jeep também trocará o câmbio automático de seis marcas pela caixa de nove marchas da ZF, que ganhará relações reduzidas, bem como bloqueio do diferencial.

traseira Jeep Renegade
Foto: Bruno Arthur/MundoDrive

Além do motor 1.3 turbo flex, é certo que o Renegade 2023 terá versões com o novíssimo 1.0 GSE turbo flexível de até 130 cv e 20,4 kgfm. Este motor estreia na próxima semana com o novo SUV Fiat Pulse. A marca italiana confirmou, ainda, o inédito câmbio automático do tipo CVT (continuamente variável) com simulação de 7 marchas - que também estará no Jeep.

Novo visual

No visual, o Renegade terá mudanças pontuais, porém serão as maiores desde a estreia em 2015. Os faróis, por exemplo, terão iluminação full LEDs com as luzes de seta integradas às DRLs. Já as lanternas ganharão novo desenho com efeito tridimensional e luzes em forma de "X". A grade também terá leves alterações, e as sete fendas ficarão um pouco menores.

No flagra, também é possível notar a cor laranja, a mesma utilizada no lançamento da versão Trailhawk em 2015. Porém, a pintura será bicolor com o teto pintado de preto brilhante, para ficar na moda.



Volante do novo Compass

O interior do SUV compacto também terá algumas atualizações. É o caso, por exemplo, do novo volante multifuncional já presente no Compass e no Commander. Outra novidade será o painel de instrumentos digital com display de 7 ou 8 polegadas. O flagra, por fim, mostra a central multimídia de 10,1 polegadas, já presente nas versões mais caras do Compass. Além de conexão sem fio com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, haverá internet a bordo por meio da plataforma Adventure Intelligence.

Foto: Bruno Arthur/MundoDrive

Fim do motor 1.8 E.torQ

A Jeep adotou o tanque de Arla 32 no Compass como forma de se antecipar à próxima fase (L7) do Proconve, o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores. Com a solução, o SUV emite menos poluentes pelo escape. Contudo, a marca pretende concentrar a oferta do motor 2.0 turbo diesel no Compass e no Commander.

Por falar em leis de emissões, o atual motor 1.8 E.torQ vai se despedir do mercado brasileiro com a reestilização do Renegade. Com as novas regras do Proconve, que irão vigorar a partir de 1º de janeiro de 2022, a montadora vai tirar o veterano motor de linha logo no início do ano, segundo informações do site Autos Segredos.

Estratégia para continuar líder

A troca de motores será estratégica para os planos da Jeep de manter o Renegade como líder da categoria. Neste ano, o SUV é o líder isolado do mercado da categoria, seguido de perto apenas pelo irmão Compass.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se