Lançamentos

Ford Maverick vem ao Brasil com preço próximo ao da Ranger Black

Na reta final para o lançamento, Ford Maverick estreia no início de 2022 com motor 2.0 turbo e tração integral para pegar a Fiat Toro a diesel

Tião Oliveira

19 de nov, 2021 · 7 minutos de leitura.

Ford Maverick" >
Confirmada para 2022, Ford Maverick já está disponível no Brasil via importação independente
Crédito:Ford/Divulgação

A Ford Maverick, enfim, foi apresentada no Brasil. Segundo a marca, a picape feita no México chega ao País no primeiro trimestre de 2022. Além disso, ela virá em versão única, Lariat FX4 que, de acordo com a empresa, tem perfil off-road e atributos para atrair tanto os fãs de aventura quanto quem usa o veículo predominantemente na cidade. A marca não informou os preços, mas o modelo não deve sair por menos de R$ 200 mil. Para comparação, a Ranger Black parte de R$ 210.290.

Assim como a Maverick, a Ranger Black foca o público jovem. Porém, é média, tem cabine dupla, tração 4x2 e câmbio automático de seis marchas. Feita na Argentina, traz motor 2.2 turbodiesel de quatro cilindros que gera 160 cv de potência e 39,3 mkgf de torque. Já a Maverick é intermediária. O câmbio automático tem oito velocidades e a tração é integral. Em contrapartida, seu 2.0 é só a gasolina - como o do SUV Bronco Sport.

Maverick tem porte de Fiat Toro

Seja como for, o 2.0 da Maverick gera 250 hp, o que dá uns 253 cv. O torque é de cerca de 38 mkgf. Porém, em relação às dimensões ela lembra as Ford Ranger, Toyota Hilux e Mitsubishi L200 quadradinhas do fim dos anos 1990. São 5,07 metros de comprimento, 1,84 m de largura e 3,08 m de distância entre os eixos. Assim, tem porte parecido com a da Fiat Toro. Para comparação, o utilitário feito em Goiana (PE) tem 4,91 m, 1,84 m e 2,99 m, respectivamente.

No visual, a Ford Maverick tem desenho parrudo. De modo geral, lembra o do Bronco Sport, que deu origem à picape. Na dianteira, chamam a atenção os faróis de LEDs com formato de C invertido. Eles são unidos por uma barra horizontal, que lembra a da F-150 vendida nos Estados Unidos. Atrás, há grandes lanternas e o nome da picape aparece em baixo relevo na parte inferior da tampa da caçamba.

Ford Maverick
Ford/Divulgação

Caçamba versátil

Os pneus são de uso misto e as rodas de liga leve têm 17 polegadas. Já o acabamento é escurecido. Outra boa solução é o plugue para conectar o sistema elétrico de reboques. A capacidade de carga é de cerca de 900 kg. Aliás, a caçamba conta com um recurso batizado pela Ford de Flexbed. Trata-se de um conjunto de soluções que permite organizar os objetos e a carga transportada de forma racional.

Por exemplo, como as laterais são baixas, é possível colocar e retirar itens da caçamba sem grande esforço. Há ainda uma ampla lista de acessórios. Como caixas, divisórias e fixadores para levar bikes. Trilhos com várias posições de ajuste podem ser fixados na parte interna da caçamba. Isso facilita a amarração da carga. No catálogo da Maverick nos EUA, a marca cita o transporte de equipamentos para pesca e escalada, entre outros.



Ford Maverick
Ford/Divulgação

Cabine lembra a do Bronco Sport

A cabine é similar à do Bronco. Inclusive, na versão que o Jornal do Carro pode conferir em um evento da Ford, havia bancos de couro em dois tons. E, assim como no SUV, o câmbio é acionado por meio de um botão giratório no console central. Além disso, o painel é digital, o volante é multifuncional e o sistema multimídia tem tela de 8" sensível ao toque.

Entre os recursos de conveniência e segurança, a Maverick vem com o FordPass de série. O sistema permite a integração do smartphone com o sistema de conectividade Sync. Assim, o motorista passa a ter acesso a informações como nível de combustível e alertas de erro. Bem como dados do odômetro e quanto falta para a próxima revisão. Além disso, dá para, por exemplo, localizar o estacionamento mais próximo, checar o horário de funcionamento, preço e até a avaliação feita por outros usuários.

Segundo a Ford, a Maverick vai ser oferecida com uma paleta de cores exclusiva. No total, haverá dez opções, sendo que todas evocam aspectos de esportividade. São três tons de azul e dois de cinza. Além de vermelho, laranja e prata. Bem como branco e preto.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se