Você está lendo...
Mercedes-Benz cria nova bateria para carros elétricos e preocupa Tesla
Notícias

Mercedes-Benz cria nova bateria para carros elétricos e preocupa Tesla

Com previsão de lançamento em 2025, Mercedes-Benz vai investir cerca de US$ 300 milhões na produção de baterias em estado sólido

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

16 de fev, 2022 · 6 minutos de leitura.

Estrela Mercedes-Benz
Mercedes-Benz pretende iniciar testes das baterias em veículos nos próximos anos
Crédito:Mercedes-Benz/Divulgação

A evolução tecnológica dos carros elétricos não para, sobretudo em relação às baterias. Depois de cerca de uma década com avanços moderados em relação à autonomia, esses componentes, que são peça-chave dos veículos de zero emissões, agora começam a superar os carros a combustão. E a Mercedes-Benz está prestes a dar um passo em direção à Tesla.

Pioneira entre os carros elétricos alimentados por baterias, a marca californiana do bilionário Elon Musk é a referência desse mercado. Mas a Mercedes-Benz anunciou um negócio que promete alçar a marca da estrela ao patamar da Tesla. A alemã fechou parceria com a ProLogium Technology para criar e produzir baterias menores de estado sólido.

Mercedes-Benz baterias
Reprodução/Mercedes-Benz e ProLogium

A meta, no momento, é lançar a tecnologia até 2025. O anúncio agitou a indústria e provocou reação do cofundador da Tesla, Martin Eberhard. Em nota, o executivo afirmou que a nova bateria da marca alemã é uma das melhores já feitas. Ou seja, Eberhard reconheceu que a Mercedes-Benz tem um trunfo nas mãos para a disputa com a marca de Elon Musk.

''As células ProLogium têm algumas das melhores soluções técnicas que já vi nessa indústria. A bateria é segura, tem ótimo desempenho, alta potência de carregamento e boa construção. Tudo sem sacrificar a densidade energética e com um preço competitivo'', resumiu.



Investimento passa dos U$ 300 milhões

A estimativa é de que a Mercedes-Benz invista cerca de US$ 300 milhões (algo como R$ 1,5 bilhão) na produção de baterias. O plano de fabricação do produto faz parte da estratégia da marca de vender uma gama de modelos 100% elétricos até 2030. Ou seja, 5 anos antes da data imposta pela Europa para acabar com a venda dos veículos a combustão.


Baterias de estado sólido

A bateria de estado sólido é como o "Santo Graal" dos carros elétricos. Tal como o Jornal do Carro adiantou, ela é uma das principais tendências da indústria. Além de utilizar materiais que permitem dobrar o alcance das baterias convencionais de íon de lítio, há grande vantagem na segurança. Um elemento sólido ocupa o lugar do eletrólito líquido e inflamável. Assim, reduz-se a chance de incêndio ou vazamento de químicos.

Da mesma forma, a bateria de estado sólido retém mais energia. Ou seja, tem autonomia maior a um custo menor e com tempos de recarga mais rápidos em uso normal. Isso porque os íons se movimentam em maior velocidade, já que sua estrutura é mais estável.


Mercedes-Benz
Mercedes-Benz/Divulgação

Vision EQXX pode ter a nova bateria

No começo deste ano, a Mercedes-Benz revelou o protótipo Vision EQXX. O modelo 100% elétrico foi o destaque da marca alemã na CES, famosa feira de tecnologia de Las Vegas, nos Estados Unidos. Conforme o Jornal do Carro relatou, ele traz baterias com capacidade de 100 kWh. Assim, pode rodar mais de 1.000 quilômetros sem precisar recarregar - trata-se da maior autonomia já vista em um veículo puramente elétrico.

De acordo com a marca alemã, o protótipo foi feito em apenas um ano e meio. Mas, apesar disso, a Mercedes-Benz afirma que o modelo une soluções que permitirão disputar vendas com a poderosa Tesla em um futuro próximo. Ou seja, o elétrico pode ser um dos modelos experimentais equipados com a nova bateria da Mercedes.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se