Lançamentos

Renault mostra novo Kwid e confirma lançamento no dia 20 de janeiro

Novo Renault Kwid é revelado com visual mais moderno e rodas de liga leve na versão Outsider; flagras mostram central multimídia maior

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

11 de jan, 2022 · 7 minutos de leitura.

Novo Renault Kwid
Novo Renault Kwid será lançado neste mês com design mais moderno e novos conteúdos de série
Crédito:Renault/Divulgação

A Renault divulgou a primeira imagem do novo Kwid reestilizado. E confirmou o que o Jornal do Carro publicou hoje mais cedo: o modelo será lançado neste mês, no próximo dia 20. O hatch com estilo de SUV é o carro mais barato do Brasil atualmente. Entretanto, o popular da marca francesa promete ficar mais sofisticado. É o que mostra a foto oficial e também os flagras publicados no perfil AutoIN Brasil, no Instagram.

As fotos mostram, por exemplo, a nova dianteira com os faróis divididos e LEDs diurnos. Também é possível ver a grade redesenhada, com linhas que realçam o estilo de SUV. O para-choques ganhou mais expressão com traços horizontais e, ao que parece, o Kwid terá rodas de liga leve pela primeira vez. Na traseira, a marca redesenhou a parte interna das lanternas, que ganharam contornos de LEDs, mas mantiveram o formato da lente.

Renault Kwid
Divulgação/AutoIN Brasil

Com essas alterações, o hatch, que é feito em São José dos Pinhais, no Paraná, terá o mesmo visual do Kwid comercializado na Índia - exatamente como o Jornal do Carro antecipou em meados de 2021. Inclusive, vale mencionar que a versão das fotos é a Outsider. Ou seja, ela continuará a ser oferecida no mercado mesmo com a renovação.

Interior renovado

Quem já entrou no Kwid, contudo, vai se sentir em casa no novo modelo. Isso porque, de acordo com as imagens, não há muitas alterações evidentes. O volante ganhou o visual atualizado e o quadro de instrumentos tem novos mostradores. Para o entretenimento, a Renault instalou uma nova central multimídia que promete maior conectividade e melhor resolução.

Renault Kwid
Divulgação/AutoIN Brasil

Outra novidade revelada no flagra do AutoIN Brasil é o clássico comando satélite de som da Renault, fixado na coluna de direção. O item está nos carros da marca há um longo tempo. Em questões de segurança, o subcompacto deve adotar controles eletrônicos de estabilidade e de tração, resta saber se serão itens de série em todas as versões.



Motor do Sandero?

Em relação à mecânica, fica a expectativa sobre o que a Renault fará. O novo Kwid deve receber ajustes no motor para se adequar aos novos limites de emissões e de ruído do Proconve L7. Além do motor 1.0 tricilíndrico, o câmbio manual de cinco marchas pode ganhar modificações. A redução de consumo certamente é uma meta da marca francesa.

Divulgação/AutoIN Brasil

Até o momento, não existem muitas informações confirmadas pela montadora, principalmente em questões de preço. Mas, o objetivo é fazer com que o hatch seja um dos mais acessíveis. Para se ter uma ideia, atualmente, ele tem preço inicial de R$48.790.

Kwid elétrico

Além da reestilização, a Renault confirmou que vai lançar o Kwid elétrico em 2022. Quem anunciou, inclusive, foi o CEO do grupo francês, Luca de Meo, em visita às instalações da marca no País, no fim de 2021. Pela primeira vez em sua gestão, o executivo esteve no Brasil para conhecer o complexo da Renault em São José dos Pinhais (PR).

Durante a visita, Luca de Meo reafirmou que a Renault vai "se posicionar em segmentos mais altos do mercado" mundialmente, e que "o mesmo vai acontecer no Brasil". Além disso, o CEO falou sobre os planos para avançar na eletrificação da marca no País e na região da América do Sul. E para essa disputa, a marca lançará a versão alimentada a baterias do popular.

Continua depois do anúncio
Renault Kwid elétrico
Renault/Divulgação

Assim, o Renault Kwid ZE (sigla de "zero emissões") - ou Kwid E-Tech, mesmo sobrenome do Zoe - será irmão do chinês City K-ZE. A versão alimentada por baterias surgiu em 2019, no Salão de Xangai, mas como um modelo exclusivo para a China. Entretanto, deste então, já se aventava a possibilidade de o Kwid elétrico vir ao Brasil.

Lá no oriente, o City K-ZE traz um motor elétrico com 44 cv de potência e um torque máximo de 12,1 mkgf. Com ele, o hatch chega à velocidade máxima de 104 km/h e tem autonomia para rodar cerca de 200 km com as baterias cheias. Para o Brasil, a marca deverá usar um motor mais forte, que fique próximo dos 70 cv de potência do atual 1.0 flex.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se