Você está lendo...
Novo Suzuki S-Cross surge com mecânica híbrida e design 'parrudo'
Mercado

Novo Suzuki S-Cross surge com mecânica híbrida e design 'parrudo'

Com visual de SUV, novo S-Cross da Suzuki tem velocidade máxima de 195 km/h com conjunto híbrido; utilitário chegará ao Brasil em 2022

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

06 de dez, 2021 · 5 minutos de leitura.

S-Cross Suzuki
Nova geração do S-Cross traz conjunto híbrido que faz de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos
Crédito:Divulgação/Suzuki

O mercado de SUVs continua a avançar, e a Suzuki, que andava sem muitas novidades, acaba de apresentar a nova geração do S-Cross, seu SUV compacto urbano. O modelo, também conhecido por SX4, chega agora à terceira geração. Contudo, diferente da última, esta vem mais moderna e chega eletrificada, com mecânica híbrida.

Outro grande foco do crossover é a mudança significativa no visual. Isso porque a marca japonesa apostou na aparência de SUV, mas manteve as dimensões anteriores. Dessa forma, o novo S-Cross parece mais robusto, mesmo sem crescer de tamanho.

Vale dizer que o SUV da Suzuki será produzido na Hungria, ao lado do Vitara, no qual provavelmente irá compartilhar peças. A estreia no mercado europeu, assim, está prevista para este mês de dezembro. Logo depois, em 2022, a nova geração do SUV será lançada em outros continentes, e, inclusive, também deve voltar ao Brasil.


Divulgação/Suzuki

Novo visual

Em relação às últimas gerações, o S-Cross sofreu uma boa repaginação. Mas como dissemos, as medidas continuam as mesmas. Ou seja, o SUV possui 4,30 m de comprimento, por 1,75 m de largura e 1,58 m de altura. Já a distância entre-eixos tem 2.60 metros.

Na dianteira, o utilitário ganhou uma grade maior com formato hexagonal que lembra uma colmeia. Além disso, o acabamento dela - e de muitos outros detalhes - é em black piano. Os faróis, agora full LEDs, ficam conectados com uma linha que liga as duas pontas. E, no meio, está o logotipo da marca. Mais abaixo, nota-se o para-choque reestilizado.


Já a traseira traz mudanças mais enfáticas. As lanternas, por exemplo, que também ganharam iluminação de LEDs, estão mais largas e maiores. E, assim como na frente, o conjunto ótico também é conectado por uma barra longitudinal. Ainda, as linhas são retas e tornam o visual mais ''quadrado'' e robusto - de longe, faz parecer um carro maior do que é.



Interior tecnológico

Por dentro do novo Suzuki S-Cross, é possível notar que há bastante conforto e tecnologia. A multimídia tem tela touchscreen de 7 polegadas, computador de bordo e conexão com Android Auto e Apple Carplay. Além disso, a versão também conta com ar-condicionado de duas zonas, entrada sem chave e assentos aquecidos.

No entanto, de acordo com o site Carscoops, as versões mais caras vêm com equipamentos a mais. Nesse caso, os assentos são de couro, há navegação por satélite, câmera de estacionamento de 360º e teto solar panorâmico. Além disso, todos os modelos possuem controle de cruzeiro adaptativo, alerta de ponto cego e reconhecimento de placas de trânsito.


Divulgação/Suzuki

Motor 1.4 com sistema híbrido

Para além do visual, a principal novidade, com certeza, é a motorização híbrida que, até então, não fazia parte da linha. Na nova geração, a Suzuki equipou o S-Cross com um conjunto híbrido leve. Sendo assim, o motor 1.4 BoosterJet de 127 cv de potência e 23,8 kgfm de torque é ligado a um sistema elétrico de 48 Volts, com potência de 95 kW.

Segundo a montadora, o modelo tem velocidade máxima de 195 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos. Contudo, caso opte por utilizar a tração nas quatro rodas Allgrip (Auto, Sport, Snow e Low), esse tempo aumenta para 10,2 segundos. Já o câmbio é manual de seis velocidades, mas há um automático com o mesmo número de marchas.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se