Michelin/Divulgação

Pneu sem ar chega às ruas em breve; veja como funciona

Protótipo foi aprovado em testes de alta velocidade na Europa, está em avaliação em várias partes do mundo e pode estrear no próximo Chevrolet Bolt

Por Rodrigo Tavares 27 de abr, 2023 · 5m de leitura.

A Michelin está prestes a tornar o pneu sem ar uma realidade acessível. Pioneira na fabricação de pneus de borracha para automóveis, a marca a francesa investe pesado no que pode ser o próximo passo em tecnologia no setor de veículos. Afinal, embora o produto tenha avançado muito ao longo de quase 130 anos, o conceito de uma cápsula de borracha cheia de ar não mudou.

Agora, isso deve mudar com o UPTIS (Unique Puncture-proof Tire System), algo como “sistema único à prova de furos”, em tradução livre. Aliás, a escolha de uma sigla para designar o produto não é por acaso. Afinal, a palavra pneu vem de pneumático, que é algo relativo ao ar e outros gases. Porém, o UPTIS não fura nem rasga, mas tem, como entrave, o custo alto em relação ao dos pneus atuais.

Pneu sem ar desperta interesse da polícia

UPTIS muda o conceito dos pneus atuais, utilizados em carros há mais de 100 anos; Fotos: Michelin

Recentemente, o UPTIS chamou a atenção de policiais europeus, que fizeram testes com o produto a até 210 km/h. Conforme o vice-presidente sênior da Michelin, Bruno de Feraudy, representantes da polícia ficaram bem impressionados com o “pneu” sem ar. Segundo os relatos, em ocorrências policiais é comum os criminosos atirarem nos pneus das viaturas ou provocam furos quando estão fugindo.

Portanto, isso não seria possível caso os veículos utilizassem o UPTIS. O novo produto, aliás, está em testes finais de uso. Conforme a imprensa alemã, carros com a novidade foram flagradas há pouco tempo nas ruas de Munique. Além disso, há avaliações em andamento em vans de entrega que atuam em grandes cidades.

Chevrolet Bolt pode ser o primeiro carro a vir de série com o ‘pneu’ que não fura nem rasga

Novo Bolt poderá vir com o UPTIS

Ou seja, o UPTIS apareceu em testes no Chevrolet Bolt, carro 100% elétrico, e em vans Toyota HiAce da empresa de entregas DHL, em Cingapura. O objetivo é avaliar a durabilidade do conjunto em veículos comerciais, que trafegam em baixa velocidade, por exemplo. Além disso, o presidente da Michelin nos Estados Unidos, Alexis Garcin, disse que quer oferecer o novo pneu na próxima geração do Bolt.

Portanto, essa proximidade entre as duas empresas faz todo sentido. Afinal, a Michelin aposta no uso do UPTIS em veículos autônomos. E o hatch elétrico da Chevrolet que roda sem motorista já pode ser visto em várias cidades dos EUA, como Austin, no Texas, por exemplo. Nesse sentido, o CEO da Michelin, Florent Menegaux, além da GM a Tesla também já negocia a realização de testes com o UPTIS.


Seja como for, o “pneu sem ar” não é exatamente uma novidade. Inicialmente batizado de Tweel, fusão das palavras “tire” e “wheel”, ou pneu e roda, o produto foi apresentado pela Michelin em 2005. Depois, a japonesa Yokohama e a americana Resilient Technologies desenvolveram protótipos semelhantes. A Bridgestone também mostrou sua versão, em 2011.

pneu
Nome do protótipo Tweel, apresentado em 2005, une as palavras ‘tire’ (pneu) e ‘wheel’ (roda)

O Jornal do Carro também está no Instagram, confira!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
TUDO SOBRE O CHEVROLET BOLT, QUE FICOU MAIS MODERNO, INTELIGENTE E CARO!


Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.