Você está lendo...
Pulse Abarth estreia no BBB22 e chega em outubro com motor 1.3 turbo flex
Lançamentos

Pulse Abarth estreia no BBB22 e chega em outubro com motor 1.3 turbo flex

Divisão esportiva da Fiat, Abarth retorna ao Brasil no último trimestre de 2022 como marca esportiva da Stellantis; SUV Pulse terá 1.3 turbo

Diogo de Oliveira

14 de mar, 2022 · 8 minutos de leitura.

Pulse Abarth
Pulse Abarth será o primeiro modelo da marca de esportivos da Stellantis no Brasil, e o primeiro SUV Abarth na história
Crédito:Abarth/Divulgação

No último trimestre de 2022, a Stellantis vai relançar a Abarth no Brasil. Porém, desta vez, a divisão esportiva da Fiat, que já vendeu 1.225 modelos no País, ganhará status de marca própria no grupo. Ou seja, ela terá uma linha de carros e até showrooms com o logotipo do escorpião. O primeiro deles será o Pulse Abarth, versão apimentada do SUV compacto.

Tal como o Jornal do Carro detalhou ainda em novembro de 2021, o Pulse Abarth - que estreou na noite deste domingo (13), durante prova do reality show Big Brother Brasil (BBB22) - terá várias modificações em relação ao SUV com escudo da Fiat. A começar pela mecânica, com o motor 1.3 T270 turbo flex de até 185 cv e 27,5 mkgf de torque.

Pulse Abarth
Abarth/Divulgação

Lançamento em outubro

Sem dar detalhes técnicos, a Stellantis, por enquanto, apenas revelou o visual externo do Pulse Abarth. O SUV com tempero esportivo foi tema da prova "bate e volta", no BBB, dando início ao processo de lançamento que levará meses. A chegada às lojas está confirmada para o último trimestre, com provável lançamento em outubro e entregas a partir de novembro.

Dessa forma, a marca fará exatamente como ocorreu com o Fiat Pulse. Inclusive, o Pulse Abarth será um dos prêmios do vencedor do BBB22. Assim, até o final do reality show, a Stellantis vai divulgar mais detalhes do modelo, que será o primeiro SUV da história da Abarth. O interior, por exemplo, ainda não tem imagens oficiais.

Abarth
Stellantis/Divulgação

Abarth terá três modelos

Em um bate-papo online com jornalistas, a Stellantis antecipou alguns detalhes do plano de relançamento da Abarth. O diretor da Fiat na América Latina, Herlander Zola, confirmou que a marca esportiva terá, então, três modelos no País. Um deles é o Pulse Abarth. O segundo deverá ser o Fastback, novo SUV da italiana que também estreia neste ano.

Já o terceiro modelo é uma incógnita. Seria a Strada Abarth? Ou a Toro Abarth? No caso da picape intermediária, a gama já oferece o motor 1.3 turbo flex da Stellantis. Outro candidato - talvez o mais óbvio - é o hatch Argo, que ganhará reestilização nos próximos meses e o motor 1.0 turbo de até 130 cv. Mas ainda cabe um Argo Abarth 1.3 turbo, não?

Abarth
Stellantis/Divulgação

Showrooms personalizados

Enquanto não revela os próximos passos, a Stellantis já começa a preparar a rede de concessionárias para receber modelos Abarth. Segundo Herlander Zola, o plano inicial é ter entre 25 e 50 unidades Fiat com espaço Abarth. Nessas concessionárias, haverá, portanto, um showroom exclusivo. Assim como oficina treinada para receber a linha do escorpião.

"Os modelos da Abarth poderão ser vendidos em toda a rede Fiat. Porém, nestas lojas específicas, haverá atendimento exclusivo, com formação diferente para os profissionais, tanto na parte comercial quanto no setor de serviços, para que tenhamos algo personalizado para os clientes que buscam e querem um produto com nível superior", resume Zola.


Suspensão e freios redimensionados

Para entregar o desempenho prometido pelo visual, o Pulse Abarth terá alterações nas suspensões, na direção e nos freios. Afinal, a diferença de desempenho do 1.3 turbo para o 1.0 turbo flexível é grande - são 53 cv a mais de potência, e 7,1 mkgf de torque adicionais. Assim, a marca fará vários ajustes no SUV compacto com foco na esportividade.

Pulse Abarth
Stellantis/Divulgação

Os freios, por exemplo, trocarão os tambores na traseira por discos. Já a suspensão ganhará rigidez e será levemente rebaixada. Dessa forma, o Abarth Pulse terá centro de gravidade mais baixo, evitando o efeito de "flutuação". É possível, ainda, que o SUV ganhe tecnologias ausentes nas versões 1.0 turbo, como um novo programa de ajuste de direção.


Já o conjunto mecânico não deve ter alterações de desempenho, e tampouco vai trocar o câmbio automático de seis marchas. Ou seja, não esperemos por um Abarth Pulse com câmbio manual, pois as chances disso acontecer são mínimas. Já em relação ao interior, é certo que terá bancos mais esportivos, bem como padrão de acabamento superior e som premium.

Pulse Abarth
Abarth/Divulgação

Por ora, tudo não passa de expectativa, mas a marca garante que o Pulse Abarth será especial. "A experiência de dirigir esse carro é absolutamente marcante e traz um lado emocional, aspiracional, uma característica que vai trazer valor para a marca Fiat junto ao público. As características técnicas vão impressionar clientes e fãs", promete Herlander Zola.




Abarth
Abarth/Divulgação

História da Abarth

Fundada em abril de 1949, a Abarth nasceu com a proposta de transformar carros comuns em máquinas de corrida. Desde o início, a oficina de preparação, com sede em Turim, especializou-se em modificar modelos da Fiat. O símbolo do escorpião foi escolhido pelo fundador, Carlo Abarth, empresário e ex-piloto de motociclismo, com inspiração no seu signo astrológico - Carlo nasceu em 15 de novembro de 1908.

Já no início da década de 1960, a Abarth começou a se destacar nas provas de automobilismo do circuito europeu. Sobretudo nas famosas corridas de montanha (hill climbing). Em 1971, após empilhar troféus, a preparadora foi comprada pela Fiat, e tornou-se, assim, a divisão esportiva da marca italiana. No Brasil, a marca teve dois modelos: o Stilo Abarth (942 unidades), lançado em 2002, e o 500 Abarth (283 unidades), em 2014.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião