Você está lendo...
Ranking: VW Gol volta a ser o mais vendido e supera a Fiat Strada
Mercado

Ranking: VW Gol volta a ser o mais vendido e supera a Fiat Strada

Ranking de julho mostra muitas trocas de posições, com o Chevrolet Onix de volta ao "top 10", e Fiat Pulse, Hyundai HB20 e VW T-Cross em queda

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

03 de ago, 2022 · 7 minutos de leitura.

Kwid
Com mais de 11 mil emplacamentos, Volkswagen Gol já ressurge em julho e volta a ser o veículo mais vendido no País
Crédito:Volkswagen/Divulgação

No mês de novembro, a Volkswagen vai encerrar a produção do Gol após 42 anos. Inclusive, nos últimos dias, publicamos no Jornal do Carro projeções exclusivas da edição de despedida "Final Edition". Mas o maior campeão de todos os tempo da marca alemã vai se aposentar muito bem, obrigado. Em julho, o hatch popular foi o modelo mais vendido do País, e superou a picape Fiat Strada, que lidera as vendas de carros e comerciais leves desde 2021.

De quebra, o VW Gol também somou mais emplacamentos que o Hyundai HB20 no último mês, justamente quando o compacto da marca sul-coreana ganhou reestilização. Dessa forma, o veterano da VW se superou mais uma vez, vendendo quase 12 mil unidades. Enquanto isso, a picape da marca italiana ficou com cerca de 10 mil vendas.


Outro modelo que teve recuperação expressiva foi o Chevrolet Onix, que ficou fora do "top 10" de junho. Desta vez, o hatch feito em Gravataí (RS) ocupou a terceira posição da lista, com 8.837 emplacamentos. Por sua vez, o sedã Onix Plus também voltou a aparecer no topo, e ficou em quinto lugar. Assim, a quarta posição foi para o HB20, que acaba de ganhar reestilização. Contudo, a diferença para o hatch da Chevrolet foi pouca, com 8.156 unidades.

Dança das cadeiras

A partir da sexta posição, que ficou com o Fiat Argo - depois de desaparecer do "top 15" em junho - o ranking resgatou modelos que já não apareciam por um tempo nas vendas. Esse é o caso, por exemplo, do Volkswagen Voyage. Assim como Gol, o sedã de entrada sairá de linha em breve no Brasil, mas teve um desempenho surpreendente e conseguiu ficar em 11° lugar, com 4.776 unidades. Já o Renault Kwid, que vem enfrentando altas e baixas nos emplacamentos, caiu da 9° para a 12° posição, com cerca de 4.500 emplacamentos.

Fiat Strada ranking picapes
Fiat/Divulgação

E os SUVs?

Mesmo com praticamente a metade das vendas gerais de carros em 2022, os SUVs sofreram leve queda em julho. Assim, aparecem apenas a partir do 7° lugar com o Chevrolet Tracker. O modelo, inclusive, recuperou-se da queda após passar um tempo em ascensão. Atrás dele, em oitavo, aparece o Fiat Pulse. Embora não seja barato (parte de R$ 95.290 na versão Drive 1.3), o SUV pequeno feito em Betim (MG) atua num segmento promissor.

Em seguida, outra surpresa. O Nissan Kicks, que não constava no "top 10" há tempos, foi o 9° lugar. Depois vem Hyundai Creta e a dupla Compass e Renegade, da Jeep. Vale dizer que o VW T-Cross, que foi o quarto colocado em junho, sequer aparece no ranking abaixo.

Os 15 modelos mais vendidos do ranking em julho de 2022:

  • 1º) VW Gol - 11.925 unidades
  • 2º) Fiat Strada - 10.897 unidades
  • 3º) Chevrolet Onix - 8.837 unidades
  • 4º) Hyundai HB20 - 8.156 unidades
  • 5º) Chevrolet Onix Plus - 8.135 unidades
  • 6º) Fiat Argo - 6.103 unidades
  • 7º) Chevrolet Tracker - 5.998 unidades
  • 8º) Fiat Pulse - 5.300 unidades
  • 9º) Nissan Kicks - 5.221 unidades
  • 10º) Hyundai Creta - 5.125 unidades
  • 11º) VW Voyage - 4.776 unidades
  • 12º) Renault Kwid - 4.489 unidades
  • 13º) Jeep Compass - 4.402 unidades
  • 14º) Fiat Toro - 4.333 unidades
  • 15º) Jeep Renegade - 4.264 unidades


semestre
Chevrolet/Divulgação

Ranking das marcas

A lista das marcas não passou por grandes alterações. A Fiat, por exemplo, continua líder absoluta do mercado. Neste mês, vendeu 35.680 unidades ao todo e, assim, ficou com 21,10% de participação. Já o segundo e o terceiro lugar continuam disputados pela Volkswagen e General Motors. Mas, diferente do mês anterior, a GM fechou na frente, deixando o terceiro lugar para a marca alemã. Respectivamente, elas venderam 27.938 e 27.412 unidades.

Nas demais posições, encontramos Toyota, Hyundai e Renault, que desbancou a Jeep e deixou a fabricante de utilitários em sétimo lugar. Em seguida, vem a Nissan, a Honda e a Peugeot. Contudo, cabe prever que a marca japonesa deve subir nas próximas semana com o lançamento do novo HR-V, que acaba de entrar em pré-venda. A disputa ficou assim:

  • 1º) Fiat: 35.680 (21,10%)
  • 2º) General Motors: 27.938 (16,52%)
  • 3º) Volkswagen: 27.412 (16,21%)
  • 4º) Toyota: 16.745 (9,90%)
  • 5º) Hyundai: 14.309 (8,46%)
  • 6º) Renault: 11.259 (6,66%)
  • 7º) Jeep: 10.170 (6,01%)
  • 8º) Nissan: 6.312 (3,73%)
  • 9º) Honda: 3.975 (2,35%)
  • 10º) Peugeot: 3.495 (2,07%)

Mercado em retomada

O mercado de carros novos segue com dificuldades por causa dos reflexos da pandemia da Covid-19. E isso fica cada vez mais claro nos números de emplacamentos de julho, segundo a Fenabrave - federação dos concessionários. Em relação ao mês anterior (junho), houve singelo aumento de 2,20% nas entregas. Assim, a diferença nas vendas foi mínima, totalizando em 169.093 unidades, ante as 165.470 do sexto mês do ano. De toda forma, o segundo semestre promete números melhores. E contará com o reforço do IPI reduzido, que foi decretado na última semana.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião