byd seal u vendas europa
BYD/Divulgação

Relatório aponta lucro da BYD na Europa 10 vezes maior que na China

Vendas do SUV Seal U na Europa são muito lucrativas para a BYD; aumento de impostos tenta conter subsídios excessivos para marcas chinesas

Por Thais Villaça 18 de jun, 2024 · 4m de leitura.

Vender um Seal U é mais lucrativo para a BYD na Europa do que na China. E a diferença é grande, cerca de 10 vezes mais. É o que aponta um relatório do Rhodium Group, grupo independente de pesquisas norte-americano especializado em economia chinesa. Desse modo, o SUV – que estreia no Brasil no ano que vem – rende para a montadora US$ 15.400 no mercado europeu, enquanto no chinês o lucro é de US$ 1.400.

Ainda de acordo com o levantamento, uma investigação da Comissão Europeia (EC) revelou no último dia 12 de junho que os carros elétricos e a cadeia de fornecedores de autopeças chineses recebem subsídios injustos. Como resultado, foram implantadas novas taxas de importação (além da taxa de 10% que já existia anteriormente) para os veículos provenientes do país asiático que variam entre 17,4% e 38,1%, dependendo do fabricante.

BMW iX
BMW/Divulgação

Aumento dos impostos na Europa

O Rhodium Group afirma, contudo, que o imposto de 30% sobre o Seal U não será suficiente para igualar os lucros obtidos na Europa e na China. Isso porque o valor obtido na venda ainda ficaria cerca de US$ 5 mil acima no Velho Continente que em sua terra natal. Isso deve manter as exportações muito vantajosas para a BYD.

Além disso, o lucro nas vendas deixa a montadora chinesa com margem para baixar os preços com o objetivo de ganhar participação de mercado na Europa. Segundo o relatório, apenas tarifas mais altas, entre 45% e 55% seriam necessárias para que o mercado europeu se tornasse menos atraente para a marca.

Entretanto, o aumento dos impostos pode ter um efeito prejudicial a outras fabricantes do ocidente. Taxas entre 15% e 30% podem afetar as operações de empresas como BMW e Tesla, que importam para a Europa de fábricas chinesas. O lucro nas vendas seria menor que na própria China, por exemplo. Essas tarifas, contudo, são provisórias, já que a EC tenta encontrar outras soluções em cooperação com o governo chinês para equilibrar a balança comercial.

Jornal do Carro está no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
BYD Dolphin Mini elétrico tem preço de HB20, Onix e Polo turbo

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.