BYD Dolphin mais econômicos elétrico
Alex Silva/Estadão

Fundador da BYD diz que EUA e Europa 'estão com medo' dos chineses

Wang Chuanfu teceu críticas aos impostos sobre veículos eletrificados; União Europeia deve impor novas tarifas em breve

Por Adrielle Farias 10 de jun, 2024 · 5m de leitura.

O crescimento da BYD nos últimos meses vem movimentando o setor automotivo e chamando a atenção para este novo mercado de veículos eletrificados. Somente no ano passado, a chinesa vendeu mais de 3 milhões modelos e cresceu 31% em relação ao ano anterior. Para comparação, a BYD, que é uma montadora mais recente, superou a Nissan nas vendas globais, por exemplo.

Segundo o fundador da montadora chinesa, Wang Chuanfu, “há muitos exemplos de políticos em outros países que estão preocupados com os elétricos na China”. A fala foi feita durante um evento nesta semana. Ele explicou: “Se você não for forte o suficiente, eles não terão medo de você”. Recentemente, a fabricante entrou para lista das montadoras mais valiosas do mundo.

BYD Seal ranking vendas
Diogo de Oliveira/Estadão

EUA e União Europeia aumentam impostos

Assim, o comentário de Chuanfu é uma crítica direta às novas tarifas que União Europeia deverá impor nos próximos dias. A depender do resultado, os novos impostos certamente influenciarão nas vendas da BYD dentro do continente. Além disso, a China planeja “retaliar” a União Europeia elevando também as suas próprias tarifas.

Segundo a Dataforce, veículos de marcas chinesas representaram apenas 9% do total de elétricos vendidos na Europa em 2023. O fundador da BYD também pediu para que a indústria “abrace” uma maior concorrência para gerir a transição de veículos elétricos. “Essa é a tendência dominante e imparável”, afirmou o executivo.

Vale lembrar que, no mês passado, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou o aumento no imposto para produtos chineses, incluindo automóveis. Desta forma, a tarifa para importação de veículos elétricos foi de 25% para 100%. Assim, a China está entre os maiores mercados do setor automotivo no mundo.

BYD planeja trazer 100 mil elétricos e híbridos para o Brasil

Ao longo deste primeiro trimestre, a BYD já descarregou no Porto de Suape (PE) quase 10 mil carros. Entre eles, na leva mais recente da montadora chinesa, estão o sedã King – que deve estrear em breve no Brasil – e o SUV Song Pro. Agora, a marca tem um novo desafio pela frente: bater a meta de trazer ao Brasil cerca de 100 mil veículos elétricos e híbridos. Tal como o Jornal do Carro antecipou, a montadora chinesa planeja trazer as unidades antes do dia 1º de julho.

BYD King
BYD/Divulgação

Isso porque, a partir desta data, entrará em vigor a nova alíquota de importação para este tipo de veículo. Contudo, a tarefa é um desafio para a BYD, tendo em vista que o Explorer Nº. 1 tem capacidade somente para 7 mil veículos. Caso a marca consiga alcançar esta meta, o resultado pode ser benéfico aos consumidores, pois dificilmente ocorrerá aumento no valor dos veículos. Além disso, esta poderá ser a maior leva de carros importados que uma montadora já trouxe ao Brasil em um curto período de tempo.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Novo VW T-Cross 2025 é mais sofisticado sem subir de preço
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.