Você está lendo...
SUVs elétricos dominam o Salão de Xangai e aceleram eletrificação
Notícias

SUVs elétricos dominam o Salão de Xangai e aceleram eletrificação

Feira chinesa aberta nesta semana é palco de estreia para SUVs elétricos de BMW, Honda, Mercedes-Benz, Toyota e Volkswagen

Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

26 de abr, 2021 · 9 minutos de leitura.

SUVs elétricos em Xangai
Salão de Xangai 2021 abre ao público com vários SUVs elétricos em destaque
Crédito:Newspress

A eletrificação completa dos carros caminha a passos rápidos, e a edição 2021 do Salão de Xangai, aberta ao público nesta quarta (21), confirma a tendência. A feira chinesa exibe neste ano uma grande variedade de veículos movidos exclusivamente por baterias, sobretudo SUVs elétricos. E muitos desses modelos estreiam na China para ganhar o mundo.

Um recente estudo do Boston Consulting Group indica que mais da metade dos carros vendidos no planeta será eletrificada já em 2026. Essa nova projeção do BCG antecipa em quatro anos a estimativa anterior. Além disso, a consultoria prevê que quase a metade dos veículos novos em 2035 será de modelos de emissão zero de carbono.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se


Distantes do Brasil

As projeções do BCG não são tão otimistas para o Brasil. Segundo o estudo, só 10% dos veículos 0 km vendidos aqui serão eletrificados em 2030. A consultoria explica que a situação no país não é clara. As vendas de híbridos e elétricos cresceram de forma expressiva desde 2019, mas esses modelos ainda representam menos de 1% dos emplacamentos.

Dessa maneira, é esperado que os lançamentos de Xangai demorem um pouco a chegar no Brasil. É o caso do BMW iX e do Mercedes-Benz EQB, que estreiam no salão chinês. Os SUVs de luxo são globais, mas serão vendidos de início na China, Estados Unidos, Japão e Europa, onde há maior demanda. Já o Volkswagen ID.6, por ora, será só para o mercado chinês.

Já os conceitos Honda SUV e:Prototype e Toyota bZ4X são os utilitários elétricos da dupla japonesa em linhas quase finais. Ambos serão lançados comercialmente em 2022 na Ásia e devem rapidamente ganhar escala global, podendo até chegar no Brasil como símbolos da tecnologia elétrica das marcas. Veja abaixo os cinco principais SUVs do Salão de Xangai 2021.


BMW iX
BMW/Divulgação

BMW iX

Antecipado há cerca de dois anos pelo conceito Vision iNext, o BMW iX é o primeiro modelo da marca bávara feito sobre a nova plataforma modular para carros elétricos. Assim, o modelo aparece pela primeira vez no Salão de Xangai e, em breve, começa a ser produzido na fábrica de Dingolfing, na Alemanha. A montagem terá início no 2º semestre deste ano.

Um dos elementos que logo se destaca é a enorme grade frontal que começa a ganhar a gama da BMW. Com porte próximo ao dos maiores X5 e X6, o iX reúne as tecnologias mais avançadas da marca. Uma delas é o painel que combina a tela de 12,3 polegadas e outra de 14,9 polegadas. O BMW iX usará dois motores com 500 cv de potência e até 600 km de autonomia.


Honda SUV e:Prototype SUVs elétricos
Newspress

Honda SUV e:Prototype

Primeiro membro de uma família de dez carros elétricos da Honda, o SUV e:Prototype parece pronto para ganhar produção. O utilitário, portanto, antecipa a versão elétrica do HR-V e está previsto para chegar às lojas chinesas da marca no 2º trimestre de 2022. Na mesma época, a montadora vai lançar no Brasil a 2ª geração do HR-V, recém-revelada no Japão.

Por ora, a Honda não deu detalhes técnicos sobre o protótipo. A marca japonesa limitou-se a dizer que o SUV elétrico terá uma ?aceleração dinâmica e ao mesmo tempo suave?. A fabricante confirmou ainda que o modelo terá a 3ª geração da plataforma Honda Connect de serviços online, com reconhecimento de voz. Além do pacote de segurança Sensing.


Mercedes-Benz EQB SUVs elétricos
Newspress

Mercedes-Benz EQB

A Mercedes-Benz continua a ampliar a sua linha de carros elétricos EQ, e lança na China o EQB. Trata-se da versão movida por baterias do SUV de 7 lugares GLB, lançado no fim de 2020 no Brasil. Mas a despeito do parentesco, a utilitário elétrico se diferencia no design, exibindo uma nova dianteira em linha com os demais modelos a eletricidade.

A traseira também tem estilo diferente, com as lanternas interligadas em peça única que divide a tampa do porta-malas. No Salão de Xangai, o SUV elétrico possui diferentes versões. A de entrada oferece 180 cv de potência e autonomia para superar os 400 km. Já a versão 350 4MATIC dispõe tração integral e 280 cv. O EQB terá ainda uma variante AMG com 292 cv.


Toyota bZ4X SUVs elétricos de Xangai
Newspress

Toyota bZ4X Concept

A Toyota se rendeu à eletrificação em Xangai e apresentou o seu primeiro carro 100% elétrico. Trata-se do bZ4X Concept, um SUV ainda conceitual com porte de RAV4 um manche de avião no lugar do volante. Entretanto, o modelo parece ter linhas finais e, a exemplo do SUV da Honda, também chegará às lojas em 2021. E é o primogênito da nova linha de elétricos.

No caso da Toyota, o Bz4X promove a estreia da família bZ, sigla de Beyond Zero ou "Além do Zero". Serão sete modelos da marca sobre a plataforma e-TNGA, exclusiva para elétricos e feita em parceria com a Subaru. Por enquanto, a montadora não revelou as especificações do bZ4X, apenas confirmou que o SUV terá tração integral e dois motores elétricos.


Volkswagen ID.6 X
Newspress

Volkswagen ID.6

O estande da Volkswagen em Xangai tem como protagonista o SUV elétrico de 7 lugares ID.6, apresentado nas versões X e Crozz. A dupla foi projetada especificamente para o mercado chinês e, por enquanto, não tem previsão de chegar a outros mercados. O utilitário tem 30 centímetros a mais que o ID.4, este sim um SUV global da marca que deve chegar no Brasil.

Feito sobre a plataforma modular MEB, o Volkswagen ID.6 terá opções com tração traseira ou integral (AWD). A primeira usa um motor elétrico com duas faixas de potência e torque (179 cv e 22,4 kgfm, e 203 cv e 31,5 kgfm). Já a mais potente 4Motion oferece 305 cv, acelerando de zero a 100 km/h em 6,6 segundos. A autonomia varia de 436 km a 588 km (ciclo NEDC).


Deixe sua opinião