Emily Nery, para o Jornal do Carro

18/03/2021 - 5 minutos de leitura.

Tesla pede mais impostos para carros a combustão no Reino Unido

Junto ao governo britânico, presidente da Tesla defende o aumento de impostos sobre combustíveis e o sobre a compra de carros a combustão

Elon Musk pede maior taxação e impostos a combustíveisElon Musk/ Crédito: Reuters Crédito:
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Cerca de quatro meses após o Reino Unido decretar o fim da vendas de carros a combustão a partir de 2030, o presidente da Tesla exige medidas mais rígidas a este tipo de veículo. Atualmente, Elon Musk está pressionando o governo britânico a aumentar os impostos sobre os carros movidos a gasolina e diesel.

Junto ao parlamento, o líder da Tesla defende um aumento no imposto sobre combustíveis fósseis, bem como um cobrança extra na compra de carros a combustão. Musk afirma que essa arrecadação adicional serviria para pagar subsídios e incentivos fiscais a carros elétricos, conforme aponta o The Guardian.

O executivo também argumenta que essa receita serviria para abonar veículos elétricos de pagarem o IVA. A Aprovação de veículo individual, na tradução livre, é uma espécie de imposto de importação quando o proprietário compra um único veículo ou poucas unidades).

gasolina
No Reino Unido, imposto sobre o combustível por 11 anos Dida Sampaio/Estadão

Enquanto os carros a combustão ficariam mais caros, os elétricos, beneficiados por subsídios do governo, ficariam mais baratos. Contudo, o governo aprovou o congelamento do imposto sobre o combustível por 11 anos. Além disso, o financiamento para essa área chega a £ 50 bilhões (R$ 387 bilhões, na conversão direta).

De acordo com o The Guardian, a Tesla é a única das montadoras que recebe incentivos para carros elétricos que é a favor da total proibição de carros a combustão. Assim, ela também defende o fim da venda de carros híbridos até 2032. Em contrapartida, seus rivais pressionam o governo para postergar o banimento de veículos que utilizam combustíveis fósseis.

model 3 tesla
Tesla Model 3 pode ser prejudicado com novo teto para benefício sobre elétricos Foto: Amanda Voisard/Reuters

Fase ruim para a Tesla no Reino Unido

Após anos recordes de venda, a situação na Tesla na ilha britânica pode piorar. O governo ajustou seu benefício sobre carros elétricos de £ 3 mil (R$ 23,2 mil) para £ 2,5 mil (R$ 19,4 mil). Nesse caso, só recebem esse desconto, veículos que custam até £ 35 mil (R$ 271 mil). Antes da mudança, o teto de preço chegava aos £ 50 mil (R$ 387 mil).

Desse modo, o Tesla Model 3, cujo o preço sai por £ 40 mil (R$ 310 mil), deixará de participar do programa. Cabe enfatizar que ele é o carro chefe da Tesla no Reino Unido (e no mundo) e seu modelo de entrada do catálogo.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Fim dos carros a combustão?

Em novembro do ano passado, o primeiro-ministro Boris Johnson anunciou uma série de medidas do chamado “Revolução Verde”. O movimento consiste em zerar as emissões de carbono do país até 2050 a fim de conter o aquecimento global.

Uma das determinações que mais causou polêmica dizia a respeito do fim das vendas de automóveis e utilitários com motor a combustão a partir de 2030. No caso dos modelos híbridos, eles poderão ser fabricados até 2035.

 A ideia é, ainda, criar e sustentar até 250 mil empregos em energia, transportes e tecnologia – também até 2050. Saiba mais sobre as medidas aqui.



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais