Notícias

Toyota Corolla GR Sport será lançado em dezembro no Brasil

Depois da Hilux GR-S, Corolla GR Sport será o segundo modelo com toque da divisão esportiva Gazoo Racing no Brasil

José Antonio Leme

27 de out, 2020 · 4 minutos de leitura.

corolla gr sport
COROLLA GR SPORT SERÁ NOVA OPÇÃO DA GAMA
Crédito:TOYOTA

A Toyota quer fechar 2020 em alta no Brasil, apesar de ser um ano difícil para todo mundo. Além das reestilizações de Hilux e SW4, a empresa prepara o lançamento da versão Corolla GR Sport em dezembro. O sedã será a segunda opção da gama da companhia com a sigla da divisão esportiva Gazoo Racing. A primeira é a Hilux GR-S a diesel e a GR-S II com o motor V6.

O Corolla GR Sport terá alterações visuais e estéticas para dar vida ao aspecto "esportivo". Ele vai ocupar o espaço que antes pertencia ao XRS como variante de aparência mais agressiva dentro da linha do sedã Corolla. Entre as mudanças estão novas rodas, acabamento preto brilhante na grade, capa do espelho, colunas B e no friso dos faróis de neblina.

corolla gr sport
TOYOTA


gr sport
TOYOTA

Detalhes esportivos

Na área externa, o visual fica completo com as saias laterais com um detalhe em preto, um discreto spoiler na tampa do porta-malas, como já ocorria com o XRS, e uma faixa preta ligando as lanternas, acima do suporte de placa. Por fim, o logotipo "GR Sport" vem associado ao da versão híbrida e a antena do tipo "tubarão" no teto.

Um opcional é o teto pintado de preto, que talvez seja demais para o consumidor mais conservador do Corolla no Brasil. Na Europa, ele tem rodas diamantadas com desenho exclusivo, mas a maior parte é preta e não cromada, além de ter uma variante de 18". Esses são itens que talvez não façam parte do Corolla GR Sport nacional.

Por dentro, o Corolla GR Sport terá volante de couro perfurado, além de soleiras em alumínio escovado nas portas com o logo da versão "esportiva". Os assentos dianteiros têm revestimento diferenciado com costura vermelha e branca contrastante.

corolla gr sport
TOYOTA

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Motorização do Corolla GR Sport

Como acontecia com a geração antiga, o Corolla GR Sport deve vir associado à melhor motorização da gama. No XRS, era o quatro-cilindros 2.0 aspirado de até 154 cv. Agora, já parte da família Gazoo Racing, ele deve apostar no conjunto híbrido. Isso significa o motor 1.8 flexível de até 101 cv associado a um elétrico de 72 cv que, combinados, entregam 122 cv. O torque é de 14,5 mkgf no 1.8 e 16,6 mkgf no elétrico.

Continua depois do anúncio
corolla gr sport
TOYOTA
Jornal do Carro
Dica do Tião

Quando mexer na suspensão do carro?

Perder estabilidade ou conforto na hora de dirigir não é normal

14 de jan, 2022 · 4 minutos de leitura.

O motorista deve ficar atento ao comportamento do carro. Em caso de perda da estabilidade ou do conforto do veículo, é importante procurar um especialista, a fim de avaliar se o amortecedor ou outro componente da suspensão precisa ser substituído. 

O desgaste é detectado por meio de equipamentos apropriados, como o shocktester, que avalia a função de amortecimento da peça. Se chegou o momento de substituí-la, o ideal é fazê-lo aos pares. “Trocar uma só pode causar o desequilíbrio entre as rodas do mesmo eixo, prejudicando a dirigibilidade”, destaca Rubens Fagundes, assistente técnico da Cofap.

Mesmo que o motorista adote uma condução cuidadosa, sem impactos contra buracos, lombadas e guias, evitando acelerações e freadas bruscas, o ideal é realizar inspeções periódicas na suspensão a cada 5 mil quilômetros ou de acordo com o indicado no manual do proprietário. 

“Não se pode esquecer a manutenção preventiva da suspensão. Afinal, da mesma forma que um amortecedor com falha reduz a vida de outros elementos, o contrário também acontece”, afirma Fagundes. “Componentes da suspensão deteriorados diminuem a vida do amortecedor, que acaba trabalhando em condições desfavoráveis.”

Não confie nos amortecedores recondicionados

Outra medida é não alterar as condições originais da suspensão, modificando seus elementos para rebaixar ou elevar o veículo. 

Ao providenciar a reposição, não confie em recondicionados. As partes internas e o óleo são especialmente desenvolvidos para a fabricação dos amortecedores seguindo rígidas especificações e não estão disponíveis para venda no mercado. 

“Se um amortecedor perdeu eficiência, não dá para recondicioná-lo. Para isso, seria necessário abri-lo, identificar e trocar os componentes internos desgastados por peças originais e fechá-lo de modo correto e seguro”, explica o especialista. “Os recondicionadores não têm condição técnica de executar todas essas etapas.”

Lembre-se dos seguintes pontos ao trocar o amortecedor:

1 – O desgaste no amortecedor é detectado por equipamentos apropriados.

2 – O ideal é substituir os amortecedores aos pares.

3 – Não confie em amortecedores recondicionados.

4 – Fique atento ao entorno: outros componentes deteriorados prejudicam o amortecedor.