Redação

23/03/2021 - 4 minutos de leitura.

Carros usados valorizam e ficam mais caros que os 0-km

Falta de oferta de modelos zero-km impulsiona busca por seminovos; estudo aponta que preço de usados equivalentes podem ser até 3,4% maiores

usados
Produção prejudicada pela pandemia do novo coronavírus gera baixa oferta de carro zero-km no mercado Crédito: Alex Silva/Estadão
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

Um fenômeno curioso vem acontecendo no mercado de veículos desde o ano passado: a supervalorização de usados. Um dos motivos, a princípio, é a alta dos preços dos veículos novos, impulsionada pela falta de componentes como semicondutores e peças em geral. Já tem montadora até parando a produção por causa do agravamento do problema. Isso, em síntese, provoca o desequilíbrio entre a oferta e a demanda.

“A alta do carro zero-km acaba, também, puxando o usado para cima. Não na mesma proporção, é fato, mas é uma situação comum. Hoje, por exemplo, tabela Fipe não é referencial. Tem revenda, afinal, negociando carro acima do preço”, afirma Paulo Garbossa, consultor da ADK Automotive e especialista no setor.



De acordo com ele, isso acaba aquecendo o mercado de usados. Embora alguns modelos zero-km estejam até mais baratos, o imediatismo da compra acaba empurrando o consumidor para os seminovos. Ou seja, por não querer enfrentar longas filas de espera para adquirir um modelo novo (que podem passar de seis meses, dependendo do modelo e cor do veículo escolhido), o cliente acaba indo para os usados, que, neste contexto, acabam se valorizando.

Estudo sobre usados e novos

A Kelley Blue Book (KBB), multinacional do setor de avaliação de veículos, realizou um levantamento que comprova ocorrência de carros seminovos sendo vendidos com preços acima dos modelos equivalentes zero-km. Conforme apontam os dados coletados neste mês, a Fiat Strada 2021 seminova pode ser vendida, em média, até 3,37% mais cara do que um modelo novo equivalente.

os melhores carros do brasil em 2020
Fiat/Divulgação

O estudo contempla os dez veículos mais vendidos do mercado brasileiro, de acordo com o ranking da Fenabrave, associação que reúne concessionários do País. Tomando como base os valores referentes ao estado de São Paulo, metade da lista observada apresenta essa tendência de inversão de valorização dos seminovos frente aos zero-km (confira abaixo).

VeículoFaixa média de Preço 0 km KBBFaixa média de Preço de Revendedor KBBDiferença entre o preço 0 km inicial e o preço de revendedor final
Fiat Strada 2021R$ 79.060 a R$ 79.859R$ 77.192 a R$ 81.7253,37%
Volkswagen T-Cross 2021R$ 113.241 a R$ 114.385R$ 111.135 a R$ 116.4892,87%
Chevrolet Onix Plus 2021R$ 77.677 a R$ 78.462R$ 75.113 a R$ 79.5652,43%
Hyundai HB20 2021R$ 67.806 a R$ 68.498R$ 65.717 a R$ 69.2722,16%
Chevrolet Onix 2021R$ 71.726 a R$ 72.451R$ 69.438 a R$ 73.0391,83%
Fonte: Kelley Blue Book Brasil (KBB)

“Não é uma boa hora para comprar carro. Mas, se o cliente precisar, de fato, de um veículo, dá para garimpar o mercado de zero-km e encontrar outras opções de modelos, cores e marcas. Tem montadora que continua com estoque. É só procurar que acha!”, enfatiza Garbossa. Para ele, em síntese, a situação deve normalizar em breve. Uma data exata, entretanto, impossível precisar.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais