Você está lendo...
Veja o quanto faturaram as montadoras de carros no Brasil em 2022
Mercado

Veja o quanto faturaram as montadoras de carros no Brasil em 2022

Fiat foi a vencedora entre as montadoras que atuam no País, com faturamento anual de R$ 45,3 milhões; Porsche lucrou R$ 680 mil por carro

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

01 de fev, 2023 · 3 minutos de leitura.

Publicidade

montadoras ranking marcas
Fiat representou cerca de 20% do mercado em janeiro
Crédito:Fiat/Divulgação

A Fiat foi a montadora que mais faturou no Brasil em 2022. O relatório da Jato Dynamics, consultoria especializada na indústria automobilística, aponta que a italiana ganhou R$ 45,3 bilhões ao longo do ano passado no País. Da mesma forma, a fabricante foi a que mais emplacou automóveis e comerciais leves 0-km entre as montadoras presentes no mercado brasileiro, com mais de 430 mil emplacamentos e quase 22% de participação nas vendas.



Em seguida vem a Toyota, na segunda colocação do ranking. Embora tenha sido a quarta colocada nos números de vendas, com 191 mil unidades e 9,8% de participação de mercado, a japonesa obteve um faturamento de R$ 39 bilhões em 2022. Isso foi possível porque a Toyota comercializa produtos mais caros, como o Corolla sedã, que tem tabela de R$ 146.890 na versão GLi. Para comparação, por exemplo, o Mobi Like, carro mais barato da Fiat, custa R$ 68.990.

montadoras
Fiat/Divulgação

Publicidade


Em terceiro lugar vem a General Motors, com lucro de R$ 37,7 bilhões apenas com a marca Chevrolet. Volkswagen e Jeep fecham o “top 5” com R$ 31,4 bilhões e R$ 26,6 bilhões, respectivamente. Por fim, em relação aos ganhos por carro emplacado, a Porsche dispara com os maiores montantes. Para ilustrar, enquanto a Renault ganhou apenas R$ 99.261 por veículo, em média, a marca alemã faturou R$ 680.693 por exemplar entregue no País.

Veja o faturamento das montadoras no Brasil em 2022:

  • 1ª) Fiat: R$ 45,3 bilhões (429.591 unidades vendidas)
  • 2ª) Toyota: R$ 39 bilhões (191.109)
  • 3ª) Chevrolet: R$ 37,7 bilhões (291.036)
  • 4ª) Volkswagen: R$ 31,4 bilhões (271.013)
  • 5ª) Jeep: R$ 26,6 bilhões (137.339)
  • 6ª) Hyundai: R$ 19,7 bilhões (187.651)
  • 7ª) Renault: R$ 12,5 bilhões (125.930)
  • 8ª) Nissan: R$ 8,2 bilhões (53.587)
  • 9ª) Honda: R$ 7,5 bilhões (56.622)
  • 10ª) Caoa Chery: R$ 6,2 bilhões (34.977)
  • 11ª) Mitsubishi: R$ 6 bilhões (22.580)
  • 12ª) BMW: R$ 5,6 bilhões (13.765)
  • 13ª) Ford: R$ 5,4 bilhões (19.480)
  • 14ª) Peugeot: R$ 4,7 bilhões (41.657)
  • 15ª) Citroën: R$ 3,7 bilhões (32.048)
  • 16ª) Mercedes-Benz: R$ 3,3 bilhões (8.833)
  • 17ª) Audi: R$ 2,3 bilhões (5.482)
  • 18ª) Porsche: R$ 2,2 bilhões (3.232)
  • 19ª) Volvo: R$ 2,2 bilhões (5.267)
  • 20ª) Land Rover: R$ 2 bilhões (3.653)

*Dados da Jato Dynamics do Brasil.

Atualizada às 19h01


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião