Notícias

Viagem espacial de Jeff Bezos tem carros elétricos da Rivian, rival da Tesla

Tripulação da Blue Origin, incluindo o fundador da Amazon, Jeff Bezos, é resgatada por picape e SUV elétricos da Rivian, concorrente da Tesla

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

22 de jul, 2021 · 6 minutos de leitura.

Jeff Bezos Rivian Tesla" >
Rivian R1S foi o modelo que conduziu o bilionário e ex-CEO da Amazon para voo histórico ao espaço sideral
Crédito:Reprodução/Internet

Ao que parece, Elon Musk encontrou um concorrente à sua altura. Nesta terça-feira (20), o bilionário Jeff Bezos realizou o sonho de sua vida, ao concluir o primeiro voo tripulado até o espaço sideral com sua empresa espacial, a Blue Origin. Mas a viagem – que durou 11 minutos e levou quatro pessoas – chamou a atenção por outro detalhe: os carros que conduziram a tripulação para o feito. Os modelos (elétricos, claro) são da Rivian, uma das maiores rivais da Tesla.

Nesse sentido, ao checar um pouco melhor a história, é possível notar que essa aparição não foi por acaso. Em 2019, Bezos, que é fundador da Amazon, investiu US$ 700 milhões na Rivian. O valor, na cotação de hoje (21), supera os R$ 3,6 bilhões.

A marca, que nasceu em 2009 e atualmente conta com modelos destinados à entregas próprias na Amazon, teve grande destaque em 2018, quando mostrou sua linha de elétricos no Salão de Los Angeles, EUA. Em março, a rival da Tesla divulgou abertura de showrooms em Nova Iorque, Chicago e Los Angeles (EUA) para expor a picape R1T e o SUV R1S. A ideia, nesse sentido, é apenas exibir os modelos aos compradores. As vendas em si são feitas diretamente aos clientes, sem a necessidade de revendedores.

Picape e SUV

Batizada como R1T, a picape tem porte de GMC Hummer EV e Tesla Cybertruck. São, no entanto, quatro motores elétricos que, juntos, entregam potência entre 400 cv e 750 cv, dependendo da versão de acabamento. O torque máximo é de absurdos 114.6 mkgf que, como em todo modelo elétrico, é entregue instantaneamente. Com tanta força, a picape vai dos 0 aos 100 km/h em 3 segundos, informa a marca. O preço base gira em torno de US$ 75.000 (R$ 395 mil, na conversão direta). A autonomia pode chegar a 643 km.

elétricos
Rivian/Divulgação

O SUV da marca, R1S, tem praticamente as mesmas credenciais da irmã picape – inclusive, a tração 4×4. E é justamente esse o modelo que, todavia, transportou o bilionário que retornara da viagem ao espaço – altura que superou os 100 km, onde a gravidade é zero.

Outras características dos modelos elétricos

Com sete lugares, o SUV elétrico R1S segue o mesmo visual quadradão da picape. Com ela, a princípio, compartilha todas as características desde o nariz até a coluna dianteira.

elétrico
Rivian/Divulgação

Do lado de dentro, destaque para o painel de instrumentos com tela de 12,3 polegadas e a gigante central multimídia, com 15,6″. No mais, uma terceira tela (6,8″) vai na segunda fileira de bancos.

O SUV elétrico, que tem sistema de direção semiautônoma nível 3, pode ser comprado de forma online desde novembro do ano passado. A data de chegada às garagens dos compradores, entretanto, não tem data específica.



Como foi a viagem?

Este foi o primeiro voo para o espaço da Blue Origin. O bilionário Bezos, nesse ínterim, foi acompanhado por seu seu irmão, Mark, pela veterana aviadora Wally Funk (de 82 anos) e por um jovem holandês chamado Olivier Daeman.

O voo partiu – exatamente na data em que o homem pisou na lua pela primeira vez (20 de julho) – da base da Blue Origin, no Texas, EUA. Essa, contudo, foi a primeira viagem tripulada ao espaço sem a presença de um piloto. Nesse sentido, o foguete foi controlado apenas pela equipe em terra. A gravidade zero (que permitiu aos tripulantes darem piruetas durante o passeio) durou cerca de 3 minutos.

Continua depois do anúncio
elétrico
Reprodução/Internet

Quando o foguete foi, por fim, desconectado, a cápsula continuou subindo até o ponto máximo. Foram, no entanto, 107 quilômetros de altitude em relação ao nível do mar. A descida do foguete foi tranquila, sem intempéries.

Antes do pouso, com auxílio de três paraquedas, a velocidade máxima da cápsula caiu para 25 km/h (chegou a picos de 320 km/h).

E se você está se perguntando sobre qual o sentido disso tudo, a resposta é simples: abrir precedente para viagens comerciais ao espaço.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
o catálogo 0km do jornal do carro tem
ofertas imperdíveis de todas grandes marcas
Logo Jornal do carro
Preencha seus dados abaixo para...
Aceito receber informações e ofertas e que estou
de acordo com termos e condições
Quero receber ofertas do(s) modelo(s)

Obrigado! Em breve entraremos em contato.

x