Notícias

Volkswagen up! elétrico chega ao Uruguai, mas não virá ao Brasil

Volkswagen e-up! chega ao Uruguai, que foi escolhido por oferecer ampla rede de carregamento. Hatch é o primeiro elétrico da marca na região

Vagner Aquino, Especial para o Jornal do Carro

14 de jul, 2021 · 5 minutos de leitura.

Volkswagen up! elétrico" >
Volkswagen e-up! tem autonomia máxima de 260 km e motor de 83 cavalos de potência
Crédito:Volkswagen/Divulgação

Fora do mercado brasileiro desde o início do ano, o Volkswagen up! virou notícia nesta semana. A fabricante resolveu comercializar o e-up!, sua versão com propulsão elétrica, na América Latina. Mais precisamente, o compacto chegará ao Uruguai. O local foi escolhido por oferecer a melhor infraestrutura de mobilidade elétrica na região, onde a marca consegue implantar sua estratégia global de neutralizar o carbono até 2050.

Questionada pelo Jornal do Carro sobre o motivo de não comercializar o carro no Brasil, a Volkswagen afirmou, em nota, que “no momento, não há planos de lançamento do e-up! no mercado brasileiro. O modelo foi apresentado no Uruguai, país que já conta com cerca de 95% do território com estações de recarga para carros elétricos”.

Ou seja, o país vizinho vive uma realidade bem diferente do Brasil. Afinal, por aqui, a eletrificação ainda caminha a passos lentos, quando se leva em conta a modesta infraestrutura de carregamento.

up
Volkswagen/Divulgação

Como é o e-up!?

O up! elétrico utiliza um pacote de baterias de íon de lítio de 32,3 kWh, que lhe fornece autonomia máxima de 260 km. O consumo, dessa forma, pode ser de 12,7 kWh/100 km, de acordo com a Volkswagen. No quesito desempenho, contudo, o novato não se diferencia tanto do modelo vendido no Brasil até março de 2021, com motor 1.0 aspirado. Em números, são 83 cv (61 kW), bem como um torque máximo de 21,6 mkgf.

Segundo a marca, o compacto precisa de 11,9 segundos para ir da inércia aos 100 km/h. A velocidade máxima, no entanto, é de apenas 130 km/h. No total, o e-up! conta com três perfis de condução e cinco níveis de recuperação de energia selecionáveis.



Volkswagen/Divulgação
Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen, contudo, afirma que o e-up! pode carregar 80% de sua bateria (posicionada entre os eixos) em apenas 1 hora. Para isso, entretanto, necessita-se de um sistema de recarga rápida (40 kW).

Estratégia

“O VW e-up! é o segundo modelo dentro de nossa estratégia de eletrificação na América Latina, que teve início em 2019 com o híbrido plug-in VW Golf GTE”, destaca Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina. De acordo com o executivo, o modelo se destaca por ser o primeiro carro totalmente elétrico da marca apresentado na região.

Para Pablo Di Si, há potencial para comercialização no Uruguai nos próximos meses ao público comum. “Estamos, também, trabalhando no desenvolvimento de tecnologias a partir do uso de biocombustíveis e híbridos”, completa.

Volkswagen/Divulgação
Volkswagen/Divulgação

Sem preços locais divulgados, o e-up!, a princípio, terá suas primeiras unidades destinadas a uma empresa de energia. Assim como para participar de ações de marketing.

Continua depois do anúncio

Não satisfeito em zerar o carbono até 2030, o Grupo Volkswagen divulgou, nesse ínterim, mais uma estratégia. O New Auto consiste num plano de negócios que objetiva, até 2030, transformar o grupo alemão em única empresa. Esta, no entanto, com foco em software, mobilidade elétrica e direção autônoma. Com a maximização de sinergias entre as várias marcas a ideia é tornar-se líder global na comercialização de veículos elétricos.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se