Você está lendo...
Honda lança nova geração da trail NC 750X e CB 1000R Black Edition
Lançamentos

Honda lança nova geração da trail NC 750X e CB 1000R Black Edition

Novas Honda NC 750X e CB 1000R chegam ao Brasil com preços de, respectivamente, R$ 49.700 e R$ 69.000; em abril, é a vez da novata CB 1000R Black Edition

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

25 de fev, 2022 · 7 minutos de leitura.

Honda
Na Honda CB 1000R até as rodas ganharam desenho inédito
Crédito:Honda/Divulgação

De uma só vez, a Honda renova dois segmentos com a chegada das novas NC 750X e CB 1000R. As motos estreiam com preços a partir de R$ 49.700 e R$ 69.000, respectivamente. Esta última, que ganhou visual novo, além de conectividade e motor reprogramado, terá, ainda, a configuração Black Edition, que tem tabela de R$ 76.750.

A princípio, a Honda NC 750X é a principal das novidades. Em nova geração, o modelo chega em março e vai contar, inclusive, com opção de câmbio DCT (dupla embreagem). Entretanto, as entregas começam em abril, quando os preços serão divulgados.

Honda/Divulgação

Nela, as melhorias visuais consistem em novo conjunto ótico dianteiro e rabeta reestilizada com nova lanterna e indicadores de direção. O compartimento entre o guidão e banco ficou mais espaçoso e a distância em relação ao solo foi reduzida em 30 milímetros. Houve reprojeto do para-brisa, para mais proteção. O painel LCD é novo.



Modos de condução e outras novidades

Chuva, Normal e Sport são modos que têm por função mudar entrega de potência e freio motor. Na configuração DCT, as trocas também são influenciadas. Em síntese, o controle de tração da novata tem três níveis de atuação. Há freios ABS.

Para fechar a lista de novidades, a NC 750X está 6 kg mais leve. Dentre as mudanças mecânicas proporcionadas pela engenharia da marca japonesa, o modelo tem alterações nos comandos de válvulas e melhoria na admissão e no escape. Isso, por sua vez, rendeu elevação do regime de rotação máxima do motor em 500 rpm.


De acordo com a Honda, o propulsor bicilíndrico está 4 cv mais potente. Assim, pulou de 54,5 cv a para 58,6 cv. E foi de 6.250 rpm para 6.750 rpm. Acelerador eletrônico também faz parte do pacote. Contudo, houve mudanças nas relações das marchas. Na NC 750X, a carga no manete de embreagem diminuiu em 20%, graças a aperfeiçoamentos na embreagem deslizante.

Em relação à conectividade, a NC 750X tem Bluetooth e assistente de voz Honda Smartphone Voice Control System (HSVCS). Dá para conectar o smartphone à moto.

Honda/Divulgação

Como acessórios, a Honda disponibiliza o Urban Pack. Nele: protetor tubular de carenagem, suporte traseiro, top box de 38 litros, cavalete central e porta USB no compartimento de carga. Vem nas cores vermelha e azul perolizada. Já a DCT tem paleta com os tons vermelho e branco perolizado.

CB 1000R tem mudanças e versão especial

A CB 1000R Neo Sports Cafe passou por atualização de estilo. De acordo com a Honda, o facelift da naked é composto por novo farol, rodas redesenhadas, molduras do radiador retrabalhadas, subchassi em alumínio prateado e, na traseira, tem suporte de placa menor. O inédito painel TFT colorido é de 5 polegadas. Tem, portanto, sistema de conectividade Honda Roadsync com a tecnologia HSVCS.

Honda
Honda/Divulgação

Mas uma das principais novidades da CB 1000R 2022 é a estreia da versão Black Edition. Nela, como o próprio sobrenome sugere, pintura em tom negro aparece em praticamente todas as superfícies. Como equipamento exclusivo, a configuração especial tem capa no assento do passageiro na cor Preto Graphite. A ideia é transformar-se em monoposto.

Por fim, a CB 1000R Black Edition oferece o quickshifter. Trata-se, portanto, de sistema que dispensa o uso da embreagem. Objetivo: trocas de marcha mais rápidas, contribuindo, assim, para o desempenho.

Motor derivado da CBR 1000RR

Na mecânica, tem motor quatro cilindros em linha, derivado do motor da CBR 1000RR. São - conforme denuncia o nome -, 998 cc e 142,8 cv de potência máxima. De acordo com a Honda, a injeção eletrônica PGM-FI foi reprogramada, com melhor resposta ao acelerador.


Honda
Honda/Divulgação

Adaptado para o uso na naked, a faixa vermelha do conta-giros começa a 11.500 rpm, com o limitador de rotação entrando em ação às 12.000 rpm. A CB 1000R 2022, que recebeu afinações mecânicas otimizadas, entrega torque de 10,2 mkgf. O escape 4-2-1, com 4 catalisadores de curtas dimensões dentro da câmara principal, além de contribuir para a redução geral do peso, favorece a potência em médias rotações. Acima das 5.500 rpm o ronco do motor ganhou mais intensidade.

No total, a naked tem três modos de pilotagem (Rain, Standard e Sport) disponíveis de série - mais o modo personalizável USER. Para selecionar, basta mover o punho esquerdo e visualizar no painel de instrumentos TFT. O modelo pode vir nas cores vermelho metálico ou prata metálico. A Black Edition, evidentemente, vem na cor preta. Chega em abril.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se