Primeira Classe

Honda WR-V sofre nova derrota

WR-V deixa a lista dos dez SUVs mais vendidos e é ultrapassado pelo Hilux SW4

Rafaela Borges

06 de jun, 2018 · 5 minutos de leitura.

Honda WR-V" >
Honda WR-V
Crédito: Carro foi o 11º SUV mais emplacado em maio (Foto: Honda)

Não está indo bem a vida do WR-V em 2018. O Honda vem perdendo bastante espaço no mercado neste ano, algo que já havíamos analisado em abril.

LEIA MAIS

Em maio, em vez de ensaiar recuperação, o WR-V se deu ainda pior. O modelo deixou a lista dos dez utilitários-esportivos mais vendidos do Brasil.


Na lista (confira na galeria abaixo) dos "dez mais", quase todos os SUVs são compactos. Há duas exceções: Jeep Compass, o líder, e Toyota Hilux SW4.

Foi justamente o Toyota que tirou o WR-V do ranking dos dez mais emplacados. O SW4 parte de R$ 168.140 e é um SUV grande.

O Honda, por R$ 80.200 iniciais, pode ser considerado um subcompacto.


Considerando apenas os compactos, o carro sobe para a nona posição do ranking.

 

OS SUVS MAIS VENDIDOS EM MAIO DE 2018


 

Histórico do WR-V

O modelo da Honda, lançado no ano passado, aparecia sempre entre a sexta e a sétima colocações do ranking de SUVs. Porém, com a chegada de 2018, o carro começou a perder espaço.

De cara, foi ultrapassado pelo Tracker, que na virada do ano começou a crescer no mercado brasileiro. Depois disso, foi o Captur que deixou o WR-V para trás.


Por fim, em abril, o Honda foi superado pelo Duster, algo que se repetiu neste mês. Aliás, entre os SUVs compactos de marcas mais relevantes, ele só conseguiu ficar à frente do 2008.

No acumulado do ano, o Captur, que havia superado o WR-V já no mês passado, abriu vantagem. Até agora, são 7.330 exemplares emplacados para o Renault e 6.665 para o Honda.

O Duster já está bem próximo também, com 6.386 emplacamentos no acumulado do ano. Se continuar nesse ritmo, pode superar o WR-V já no mês que vem.


Razões da queda do WR-V

O modelo da Honda não está em falta no mercado. Como no mês passado, em diversas concessionárias consultadas haviam exemplares das duas versões (EX e EXL) a pronta entrega.

Os motivos, portanto, parecem ter mais a ver com a queda de interesse do consumidor. Dividir as concessionárias com o HR-V, um dos SUVs mais amados do Brasil, não é missão fácil.

Mais espaçoso, potente e bem acabado, o HR-V não custa muito mais. Ele parte de R$ 81.900.


Além disso, por menos que os R$ 80 mil pedidos pelo WR-V há versões de dois outros "queridinhos", Creta e Kicks, disponíveis. O Renegade também tem opções mais em conta.

Assim, fica ainda mais difícil a vida do WR-V. Ele até cativou em um primeiro momento, no ano passado. Agora, passada a empolgação com a novidade e com cada vez mais opções disponíveis no mercado, o modelo perde cada vez mais espaço.

E não dá nem para dizer que o resultado ruim é culpa do forte trabalho de atacado feitas por marcas rivais, como Jeep, Renault e Nissan. Considerando somente o varejo, o Honda continua mal. Ele supera o Duster, mas se mantém atrás de todos os outros.


Newsletter Jornal do Carro - Estadão

Receba atualizações, reviews e notícias do diretamente no seu e-mail.