Primeira Classe Rafaela Borges

Mercedes Classe C ‘detona’ sedãs médios

Em junho, Mercedes Classe C superou a maioria dos sedãs médios de marcas generalistas vendidos no Brasil

Mercedes Classe C
Mercedes Classe C Crédito: À frente dele, só Corolla, Civic e Cruze (Foto: Mercedes-Benz)

É difícil cravar se o mérito é do Mercedes Classe C ou o demérito é dos demais sedãs. Em junho, o carro de luxo da Mercedes-Benz superou quase todos os três-volumes médios de marcas generalistas vendidos no Brasil.

As exceções foram os três sedãs médios que ainda têm vendas relevantes: Corolla, Civic e Cruze.

 

CONHEÇA MEU PERFIL NO INSTAGRAM

Que tal a cor desta Ferrari 458, mais um dos supercarros que estão por todas as partes em Saint-Tropez? #ferrari #458 #supercar #fast #speed #billionaire #lifestyle #luxury #luxo #sttropez #france #verao #ferias #viagem #viajando #dicasdeviagem #welltraveled #bentley #yatch #yatchlife #praia #eurosummer

Uma publicação compartilhada por Rafaela Borges (@rafaelatborges) em

 

O Mercedes Classe C, com preço inicial de R$ 178.900, teve 529 unidades emplacadas em junho. Ser o líder do segmento de luxo, algo que ele foi (leia mais abaixo), já é corriqueiro para esse carro.

Já estar à frente da maioria dos sedãs médios que partem de cerca de R$ 90 mil a menos é algo inusitado, embora não inédito.

Atrás do Mercedes Classe C, ficaram Focus Sedan (411 emplacamentos), Citroën C4 Lounge (403), VW Jetta (302), Nissan Sentra (271) e Mitsubishi Lancer (204), só para citar alguns.

Como exemplo de preço, o Focus Sedan parte de R$ 85.200. Os demais modelos começam em faixa semelhante.

O mérito do Mercedes Classe C é alto. Os rivais diretos não chegam nem perto das vendas desses sedãs.

Porém, o principal problema são os sedãs médios. Eles estão, definitivamente, em decadência. O Corolla ainda arrasa em vendas. Cruze e Civic vão bem, mas não impressionam.

Neste ano, o Honda tem médias mensais de 2,2 mil emplacamentos. O Chevrolet, de 1,5 mil.

Os sedãs médios foram vítimas dos SUVs compactos, que têm preços semelhantes. A maioria dos clientes desses carros migrou para os utilitários-esportivos pequenos.

Por isso, eles têm vendas cada vez mais irrelevantes, a ponto de serem superados por um carro de luxo de R$ 180 mil.

 

OS CARROS DE LUXO MAIS VENDIDOS EM JUNHO

 

Mercedes Classe C lidera segmento de luxo

Foi o segundo mês seguido em que o Mercedes Classe C ficou com o primeiro lugar no ranking de vendas de modelos de luxo.  Outro destaque é o Land Rover Discovery, que vem disputando com o Mercedes-Benz a liderança desse nicho em 2018.

Na lista dos 15 mais emplacados (veja na galeria acima), também merece destaque a presença do Mustang. Lançado no início deste ano, o Ford tem obtido volumes impressionantes (confira mais aqui).

Junho foi até agora seu melhor mês. O modelo, que custa R$ 300 mil, somou 198 emplacamentos.

Outra novidade é o Volvo XC40, que se aproxima do “top 10” e deixou o Land Rover Evoque para trás.

Marcas de luxo

Junho não foi mês de mudanças no ranking de vendas por marcas. As montadoras mantiveram suas tradicionais posições.

A Mercedes-Benz liderou, com 1.265 emplacamentos, ante os 1.028 da BMW, segunda colocada. A Audi teve 768 unidades vendidas e a Land Rover, 620. A Volvo ficou com 537.

No primeiro semestre do ano, as posições das cinco montadoras no ranking são as mesmas.

Mais artigos

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais