Primeira Classe Rafaela Borges

O SUV de luxo que explodiu em vendas

Audi Q3 vendeu mais até que alguns hatches compactos na primeira quinzena de julho

SUV Q3
Audi Q3 Crédito: Foto: Rafael Arbex/Estadão

Há algo esquisito acontecendo com o SUV Q3, da Audi, no mês de junho. Ação de vendas especial? Preços absurdamente baixos nas concessionárias? Processo acima do comum de vendas diretas (hipótese pouco provável para uma marca de luxo)?

LEIA MAIS

Independentemente da razão, que ficará mais clara apenas no final do mês, o SUV Q3 “explodiu” no ranking de vendas na primeira quinzena de julho. O modelo da Audi somou 311 emplacamentos entre os dias 1º e 13.

Esse já é o resultado da quinzena, pois 14 e 15, sábado e domingo, são dias sem emplacamentos.

Você acha as 311 unidades um volume baixo? Há alguns dados que provam o contrário.

 

CONHEÇA MEU PERFIL NO INSTAGRAM

Mônaco, um salão de supercarros a céu aberto. A cada esquina, uma máquina diferente, seja ela italiana, inglesa, alemã… Esta Ferrari FF estava em frente ao centro de exposições Grimaldi, em que ocorreu, em junho, o festival de TV de Monte Carlo, em junho. A avenida que você vê leva o nome da princesa Grace Kelly, e é algo como a orla do principado – a praia está bem atrás da Ferrari. #monaco #montecarlo #europa #europe #eurotrip #ferias #luxo #lifestyle #fast #speed #luxury #gracekelly #sasscafe #ferrari #supercars #car #carro #instacar #instadaily

Uma publicação compartilhada por Rafaela Borges (@rafaelatborges) em

 

 

Em primeiro lugar, em 2018, o SUV Q3 não havia conseguido atingir esse volume em nenhum dos seis primeiros meses. Imagine, então, em apenas uma quinzena.

Além disso, o carro da Audi vendeu mais que alguns hatches compactos. March e 208, por exemplo, ainda não atingiram as 300 unidades emplacadas em julho.

Já no grupo dos SUVs médios, o Q3 ocupa o terceiro lugar do ranking de vendas. À frente dele ficaram apenas o Compass, que está em um mundo à parte no quesito emplacamentos, e o ix35.

E olha que a vantagem do Hyundai não é assim tão alta. O ix35 somou, no período, 369 emplacamentos. De resto, o Q3 superou todos.

Tucson e Tiguan, que aparecem em seguida no ranking de SUVs médios, estão cerca de 100 unidades atrás.

O mérito do SUV Q3 é alto. Sendo um carro de marca premium, ele tem preço inicial mais alto que os de modelos de marcas generalistas. A versão mais simples começa em R$ 156 mil, e a tabela pode chegar a quase R$ 200 mil.

Isso sendo um SUV menor e menos espaçoso que Tiguan e Equinox e até mesmo que o Compass, para citar alguns.

 

VEJA TAMBÉM: OS CARROS MAIS FEIOS DO BRASIL

 

SUV Q3 no segmento de luxo

É no ranking de vendas de carros de marcas de luxo que o número obtido pelo SUV Q3 na primeira quinzena fica mais impressionante. O segundo colocado, BMW X1, somou 141 unidades emplacadas no período.

O terceiro, Mercedes-Benz Classe C, teve 127 unidades vendidas. A vantagem do Q3 foi tão alta que, apenas com o número da quinzena, ele já deixou para trás todos os outros SUVs de luxo, se tornando o mais vendido no acumulado do ano.

De 1º de janeiro a 13 de julho, o único carro de luxo à frente do SUV Q3 agora é o Classe C. Antes, ele estava atrás também do Discovery e do X1.

Dificilmente, algum modelo de luxo vai conseguir tirar o primeiro lugar do segmento do SUV Q3 no encerramento de julho. Classe C e X1 poderiam até alcançá-lo, desde que o Audi não vendesse mais nenhuma unidade nos próximos 15 dias.

XC40 e E-Pace vão bem

Novos rivais do SUV Q3, os recém-lançados Volvo XC40 e Jaguar E-Pace começam a aparecer no mercado.

O Volvo somou 108 emplacamentos e foi o quinto mais vendido do segmento de luxo. À frente dele, por apenas uma unidade, apareceu o Land Rover Discovery, com 109 exemplares vendidos.

Já o E-Pace foi o oitavo mais vendido, com 75 emplacamentos na quinzena.

O Evoque, por sua vez, vem perdendo muito espaço e ficou fora do “top 10” no período. O Land Rover somou apenas 29 emplacamentos.

 

 

 

Mais artigos

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais