Você está lendo...
Confira 7 dicas para dirigir nos dias de chuvas
Notícias

Confira 7 dicas para dirigir nos dias de chuvas

No final do verão, as chuvas se tornam mais constantes; manutenção do carro em dia e alguns cuidados na pista são essenciais para a segurança

Thais Villaça, Especial para o Jornal do Carro

20 de fev, 2024 · 8 minutos de leitura.

Publicidade

Chuvas e alagamentos
Dirigir sob chuvas torrenciais exige cuidado redobrado do motorista para manter a segurança no trânsito
Crédito:JF Diorio/Estadão

Quando o final do verão se aproxima, os motoristas precisam lidar com mais uma preocupação nas ruas: as chuvas. E nessa época do ano, elas tendem a ser fortes e constantes. Além da visibilidade ficar comprometida, as pistas se tornam escorregadias, o que pode resultar em aquaplanagem, que é quando os pneus perdem contato com o asfalto. 



A água mais alta também pode encobrir armadilhas pelo caminho, como buracos e detritos, causando problemas ao veículo - um dano na suspensão ou um pneu furado, por exemplo. Sem contar os alagamentos, que podem pegar o motorista de surpresa e ocasionar dificuldades ainda maiores.

Manter a manutenção do carro em dia, com pneus em boas condições, componentes do freio revisados e palhetas eficientes, é essencial e ajuda a enfrentar condições adversas em temporais. Mas seguir algumas dicas de direção nessas horas também é crucial para uma boa segurança no trânsito em dias chuvosos. Confira a seguir.

Publicidade


chuvas
Reprodução

Dicas para dirigir durante as chuvas

  • 1 - Mantenha uma distância segura do carro da frente - Mesmo em dias secos, essa recomendação já é válida. Dessa forma, ao conduzir na chuva, nunca fique colado ao veículo à sua frente. Caso o motorista freie abruptamente ou faça algum desvio brusco, seu tempo de reação não será suficiente quando a pista estiver molhada e escorregadia. Portanto, manter uma distância de no mínimo 10 metros (mais ou menos o comprimento de dois carros grandes) do veículo da frente é crucial para escapar em situações de emergência. Isso na condução em tráfego urbano; na estrada, a recomendação é que essa distância seja ainda maior por conta da alta velocidade.
  • 2 - Cuidado na frenagem - Essa segunda dica é basicamente um complemento da primeira. Isso porque quanto maior a velocidade que o carro está, maior será a distância necessária para a frenagem total. Por exemplo, se você trafega a 60 km/h, são necessários cerca de 20 metros para a imobilidade total do veículo. Já a 120 km/h, essa distância pula para aproximadamente 110 metros. Além disso, se você estiver rodando por lugares com acúmulo de água, há o risco de aquaplanagem. Desse modo, o motorista pode perder o controle do carro e causar um acidente. Da mesma maneira, é preciso sempre checar fluidos, pastilhas e discos de freios para que o conjunto mantenha sempre um alto nível de eficiência.
  • 3 - Diminua a velocidade - Chuvas e alta velocidade nunca foram uma boa combinação (a não ser para o eterno Ayrton Senna!). Como falamos na dica anterior, o tempo de frenagem é muito maior conforme a velocidade aumenta e o tempo de reação pode ser prejudicado pela baixa visibilidade. Portanto, nada melhor que aliviar o pé do acelerador e sair da faixa da esquerda se estiver em vias rápidas para não precisar desviar ao abrir passagem para os apressadinhos. Sua viagem vai demorar um pouquinho mais, mas você chegará em casa são e salvo.
pneus aquaplanagem chuvas
JF Diorio/Estadão

Dicas para dirigir durante as chuvas

  • 4 - Evite ultrapassagens - Qualquer manobra é mais perigosa em dias de chuva. Por isso, o melhor a fazer é evitar ultrapassagens, exceto em casos extremamente necessários. Especialmente em estradas, onde é preciso acelerar e ter uma visão ampla do que acontece ao redor para ultrapassar com segurança. Assim, mantenha uma velocidade constante e fique mais à direita para viajar tranquilo.
  • 5 - Ligue os faróis baixos (mesmo durante o dia) - Além de ajudar na visibilidade em dias de chuva e neblina, o uso dos faróis baixos contribui para que outros motoristas, e até mesmo pedestres, consigam enxergar melhor o seu carro. Por outro lado, acender os faróis altos pode prejudicar a segurança na via. A luz mais forte reflete nas gotas de água e pode atrapalhar os demais condutores nesse caso.
  • 6 - De olho em desembaçadores e palhetas - Como os vidros estarão fechados, ligar o sistema de ventilação é fundamental para que eles não embacem e atrapalhem a visão do motorista. As palhetas também devem ser checadas a cada seis meses para manter um bom funcionamento, sem borrachas ressecadas e quebradiças que podem até riscar o pára-brisa. Confira também o funcionamento do motor do limpador e a integridade das hastes.
  • 7 - Não se arrisque - Caso perceba que a água está subindo rápido e parece perigoso atravessar algum trecho, não se arrisque. Estacione o veículo em algum lugar seguro, de preferência em um local mais elevado e aguarde a chuva diminuir ou parar. Se a água continuar subindo, com risco de o carro começar a boiar, abandone-o e procure um abrigo. Nenhum bem material vale mais que a sua vida. Veja aqui as dicas casos seja pego em uma enchente.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião