Você está lendo...
Fórmula 1 terá novo Safety Car da Mercedes-Benz que chega a 325 km/h
Notícias

Fórmula 1 terá novo Safety Car da Mercedes-Benz que chega a 325 km/h

AMG GT Black Series entrega 730 cv de potência e 81,7 mkgf de torque; marca alemã vai revezar presença na Fórmula 1 com inglesa Aston Martin

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

13 de mar, 2022 · 6 minutos de leitura.

Mercedes AMG GT Black Series acelera de 0 a 100 km/h em até 3,2 segundos
Crédito:Divulgação/Mercedes-Benz

Com a edição 2022 da Fórmula 1 prestes a começar, a Mercedes-Benz apresentou o mais novo safety car da temporada. Estamos falando do AMG GT Black Series, um superesportivo que alcança impressionantes 730 cv de potência. Já o carro médico será um AMG GT 63, que entrega 639 cv. Ambos vão estrear no dia 20 de março, data de início da F1 2022.

De acordo com a marca alemã, o AMG GT Black Series foi desenvolvido exclusivamente para a pista de corrida. Por isso, recebeu uma nova suspensão ajustável, carroceria mais rígida e uma engenharia mais leve, que auxilia na aerodinâmica.

No desempenho, o motor V8 4.0 biturbo gera, além dos 730 cv, um torque impressionante de 81,7 mkgf. Com esse conjunto, acelera de zero a 100 km/h em até 3,2 segundos, e vai de zero a 200 km/h em cerca de 9 s. Já a velocidade máxima é de 325 km/h.


Fórmula 1
Divulgação/Mercedes-Benz

Para Bernd Mayländer, piloto oficial do Safety Car desde 2000, o modelo se aproxima a um carro de corrida. ''Eu já tive a chance de testar este modelo incrível muitas vezes e estou simplesmente impressionado com o quão próximo ele está de um carro de corrida 'puro-sangue'. Ter um local de trabalho como este em nome da segurança é um sonho tornado realidade'', disse em nota.



Como é o Safety Car?

Para ingressar na pista, a dupla da Mercedes- Benz recebeu diversos equipamentos para fazer jus ao desempenho exigido pela equipe da Fórmula 1. Assim, o Black Series ganhou uma configuração específica na suspensão. Outro componente que recebeu alterações foi a transmissão de sete marchas, que está adaptada para lidar com o torque mais robusto.


Por outro lado, a montadora manteve diversos equipamentos de fábrica como, por exemplo, os freios, que prometem um alto desempenho. Em questões de aerodinâmica, o Black Series foi adaptado para criar uma força compatível ao equilíbrio do carro. Isso por conta de detalhes como a saia dianteira, abas adicionais, um divisor dianteiro maior e a borda de corte vertical na saia traseira.

Reprodução/Mercedes-Benz

Além das modificações citadas, o Safety Car, segundo a Mercedes-Benz, agora tem a sinalização obrigatória na área superior do para-brisa. Ou seja, saiu do teto, onde interferia na aerodinâmica. Todas as sinalizações são feitas com luzes de LEDs.


No interior, o AMG GT das pistas segue a mesma proposta do modelo feito para as ruas. No entanto, por seguir as normas de segurança da FIA, incorpora uma gaiola de proteção feita de titânio e cintos de seguranças de seis pontos. Há também dois tablets e um painel de instrumentos avançados que auxiliam no acompanhamento da corrida.

Carro médico potente

o carro médico da Fórmula é o cupê de quatro portas da marca alemã, o Mercedes-AMG GT 63 S 4MATIC+. O modelo, que será ocupado por até três médicos, está estreando nas pitas e, de acordo com a montadora, tem uma resposta rápida. Isso por conta do motor V8 biturbo 4.0 que oferece uma potência máxima de 639 cv de potência.

Com esse conjunto, o cupê acelera de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos. Mas, a aceleração máxima é um pouco menor que a do Black Series, chegando a 315 km/h.  


Fórmula 1

Mercedes vai revezar com a Aston Martin

A Mercedes-Benz fornece os veículos de segurança para Fórmula 1 desde 1996. Mas, depois de 25 anos, a Aston Martin teve o modelo Vantage como safety car no ano passado. O carro médio foi o DBX, que oferece cerca de 557 cv e 71,4 mkgf de torque.

Para 2022, esse revezamento continua. Portanto, os carros da Mercedes farão parte dos dois primeiros GPs da temporada, que vão acontecer em Bahrein e na Arábia Saudita. Porém, também vão participar de mais nove etapas. A terceira corrida, que vai acontecer na Austrália, terá participação dos modelos da Aston Martin, que também estarão presentes em mais 11 fases. O motorista, no entanto, continua sendo o mesmo.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se