Você está lendo...
Honda HR-V se despede do Brasil, mas volta no 2º semestre; WR-V dá adeus
Mercado

Honda HR-V se despede do Brasil, mas volta no 2º semestre; WR-V dá adeus

Com foco no novo City, Honda tira de linha as gerações atuais da dupla de SUVs compactos; HR-V volta no final de 2022 com nova versão

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

26 de jan, 2022 · 6 minutos de leitura.

Gol
Honda encerra produção da geração atual do HR-V, que regressa com nova versão em 2022
Crédito:Honda/Divulgação

Após encerrar a produção nacional do Civic e se despedir do Fit em 2021, a Honda anunciou o fim da linha para os SUVs WR-V e HR-V no Brasil. No comunicado, a marca confirma que a produção de ambos os modelos continua na fábrica de Itirapina (SP). No entanto, com foco apenas na exportação. Dessa forma, quem quiser garantir uma das últimas unidades de ambos, deve se apressar, pois as vendas continuam apenas enquanto durarem os estoques.

Entretanto, importante dizer que a Honda, pela primeira vez, confirmou o lançamento da nova geração do HR-V no 2º semestre deste ano. Ou seja, o SUV, que foi revelado há menos de um ano no Japão, vai demorar um pouco além do previsto para chegar renovado às lojas brasileiras. Até então, esperava-se que o novo utilitário fosse estrear até abril.

Fim do WR-V

Em julho do ano passado, o Jornal do Carro antecipou que o WR-V estava com os dias contados. O projeto do sucessor, que começou a ser desenvolvido na Índia, foi abandonado por conta dos avanços tecnológicos de outros modelos da marca.


Então, para seguir na disputa, a montadora japonesa pode investir em um novo SUV compacto, projeto que está sendo desenvolvido para mercados emergentes. O modelo, cotado para chegar em 2023, usará a mesma plataforma do novo City, sendo empurrado pelos mesmos motores. Dessa maneira, deve ser feito aqui no Brasil.

Novo SUV Honda
Honda/Divulgação

"A Honda segue focada em oferecer produtos que melhor atendam ao consumidor brasileiro, com alta eficiência e repletos de tecnologias de conectividade e segurança. Em linha com esse compromisso, a marca tem a previsão de lançar, em 2023, outras novidades no país, entre modelos inéditos e renovações dos produtos atuais", diz a nota oficial.


Novo SUV de entrada

O fim da produção do Fit, com quem compartilhava componentes, antecipou o fim do WR-V. O seu sucessor vai usar uma nova arquitetura, mais moderna, e que deve possibilitar uma configuração de até 7 lugares. A Honda ainda não bateu o martelo, mas ZR-V não está descartado. É o que revelou a marca no fim de 2021 com o conceito SUV RS (abaixo).

Honda SUV
Honda/Divulgação

Aqui no Brasil, o novo SUV da Honda teria a incumbência de concorrer diretamente com Chevrolet Tracker, Hyundai Creta e Nissan Kicks, já que o HR-V deve dar um salto em suas ambições e responsabilidades (e, claro, também no preço).




Novo Honda HR-V chega em 2022

Para o HR-V, esse adeus é, na verdade, um até logo. Isso porque o SUV já tem uma nova geração confirmada para chegar ao mercado brasileiro. A previsão, segundo as informações, é de que a novidade chegue na segunda metade de 2022.

Um pouco maior que na geração atual, o SUV vai subir de patamar e disputar vendas também com médios, como, por exemplo, Jeep Compass e Toyota Corolla Cross. Para tanto, terá até versão híbrida flexível, habilitada a beber gasolina e etanol.

Honda HR-V
Honda/Divulgação

De início, o novo Honda HR-V vai manter os motores de quatro cilindros disponíveis atualmente. Ou seja, terá o 1.8 16V flex de 140 cv nas versões de entrada, e o 1.5 16V turbo de 173 cv na versão topo de linha Touring. Só depois virá o híbrido, com sistema que une o motor 1.5 flex do City a um elétrico.

Problemas na produção

Em complemento, a Honda também anunciou que está tendo problemas em relação a produção de dois modelos importados: o Accord Híbrido e o CR-V. Na nota, a marca afirmou que ambos seguem no portfólio de vendas, mas por conta do cenário atual, precisam aguardar a disponibilidade de produção para a importação de novos lotes.

Apesar da Honda não ter confirmado o motivo, é bem possível que a falta de semicondutores no mercado esteja afetando a sua produção. Então, por ora, esses modelos seguem indisponíveis no site oficial da montadora.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se