Notícias

Novela japonesa: o que falta para a Toyota anunciar o Corolla Cross?

Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba confirma lançamento do Corolla Cross entre março e abril, mas montadora segue em silêncio sobre o SUV

Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

07 de dez, 2020 · 6 minutos de leitura.

toyota corolla cross vai aposentar o Etios
Em termos visuais, o Corolla Cross não lembra em nada o sedã do qual deriva, mas a plataforma (TNGA) é a mesma, assim como a mecânica e o painel
Crédito:Toyota/Divulgação

Faz poucas semanas o Jornal do Carro confirmou o lançamento do Corolla Cross no Brasil, e cravou: o SUV será lançado em março de 2021. Pois o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba (SMetal), no interior de São Paulo, confirmou a chegada do modelo no 2º bimestre do ano que vem.

Em nota publicada no site, a associação informou que a produção do SUV terá início entre março e abril, e vai abrir 180 novos postos de trabalho na fábrica de Sorocaba. O problema é que o SMetal esqueceu de combinar com a Toyota, que ainda não anunciou o Corolla Cross no Brasil.

Consultada, a montadora segue em silêncio sobre o utilitário.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Novela japonesa

Desde que o Corolla Cross foi revelado na Tailândia começaram as especulações sobre a vinda do SUV médio para o Brasil. Seria o escolhido para ganhar produção na fábrica paulista de Sorocaba? Em outubro, a montadora registrou os desenhos industriais do modelo no IPNI.

A Toyota anunciou investimento de R$ 1 bilhão em 2018 na fábrica de Sorocaba, onde são produzidos os compactos Etios e Yaris. Inicialmente, pensou-se que a japonesa apostaria em um SUV compacto sobre a base do Yaris, para brigar com Honda HR-V, Hyundai Creta, Jeep Renegade e cia.

Toyota/Divulgação

O modelo escolhido seria o Raize, irmão gêmeo do Daihatsu Rocky. Entretanto, a marca vai optar pelo Corolla Cross, não só por usar o nome do seu campeão de vendas, mas por ser mais interessante para exportação. O SUV médio inclusive foi flagrado em testes em novembro no Brasil.

O plano da montadora prevê que o SUV seja enviado a outros mercados, como os países da América Latina. Essa era uma premissa entre os executivos da marca, tornar o negócio sustentável.

Jeep Compass é o alvo

Diferentemente das conterrâneas Honda e Nissan, a Toyota vai com tudo para cima do Jeep Compass. Lançado em 2016, o SUV médio produzido em Goiana (PE) foi o líder de vendas entre os utilitários esportivos por dois anos. De 2019 para cá, só foi superado pelo irmão menor Renegade.

Porém, enquanto o Compass carrega a imagem 4x4 da Jeep, o Corolla Cross vai apostar na mecânica híbrida. Tal como o sedã Corolla, o SUV terá opção que combina o motor 1.8 flex a outros elétricos. A tecnologia foi desenvolvida no Prius, e ganhou escala com o Corolla híbrido.

Toyota/Divulgação

Para as versões de entrada, o utilitário vai manter a mecânica do sedã. O motor 2.0 flex conta com sistemas de injeção direta e indireta, e gera 177 cv de potência. E o câmbio automático CVT tem uma engrenagem na primeira marcha para dar melhor tração nas saídas.

Porta-malas será trunfo

Em tamanho, o Corolla Cross é um pouco mais comprido que o Jeep Compass, com 4,46 metros. Entretanto, o entre-eixos de 2,64 m é só 1 cm maior. O trunfo é o porta-malas de 487 litros, muito superior aos 410 litros do Jeep. É também maior que os 455 litros do bagageiro do Volkswagen Taos, que está a caminho e estreia no 1º semestre de 2021.

Continua depois do anúncio

Diferentemente da Toyota, a marca alemã está fazendo festa a cada anúncio relacionado ao Taos.

Toyota/Divulgação

O que falta para o anúncio?

A Toyota certamente está preparando a revelação do SUV nacional. Afinal, restam cerca de quatro meses até o lançamento do Corolla Cross. O anúncio oficial parece uma questão de tempo e deve ocorrer até janeiro de 2021. Por causa da pandemia, deverá ser feito via streaming. Com o início da produção do utilitário, a marca vai encerrar a produção da linha Etios.