Fiat Panda Argo
Fiat/Divulgação

Novo Fiat Panda é revelado e vai substituir Argo no Brasil em 2026

Nova geração do Fiat Panda é revelado sobre mesma base do Citroën C3 e está cotado para substituir Argo e Mobi no início de 2026 no Brasil

Por Diogo de Oliveira 16 de jun, 2024 · 5m de leitura.

A Fiat revelou na Europa seu novo carro popular de entrada. Trata-se do Panda, modelo que, no passado, deu origem ao Uno brasileiro. Pois o novo Grande Panda, desta vez, servirá de base para outro modelo da marca italiana, o Fiat Argo. Com visual moderno e lúdico, poderia até ressuscitar o nome Uno no Brasil, mas isso é pouco provável. Por aqui, o lançamento é esperado para o início de 2026, com produção na fábrica de Betim (MG).

Conforme reportagem do site Autos Segredos, o Fiat Grande Panda será o primeiro modelo nacional da marca italiana a usar a plataforma CMP. Esta base modular é a mesma já utilizada na dupla Citroën C3 e Aircross. Ou seja, arquitetura oriunda da PSA Peugeot Citroën e que servirá a outros modelos do grupo Stellantis, como, por exemplo, o Jeep Avenger, novo SUV de entrada cotado para substituir o atual Renegade – já com produção em Porto Real (RJ).

Fiat Panda Argo
Fiat/Divulgação

Fiat ainda não definiu nome do novo hatch

Por enquanto, o novo carro de entrada da marca italiana é conhecido apenas por códigos. Segundo a reportagem do Autos Segredos, o Grande Panda é chamado internamente de “Projeto F1H”, “Projeto 328” e “Argo Next Gen”. Assim, há boas chances de o hatch manter a alcunha atual e chegar como “Novo Argo”. Entretanto, pode manter o nome italiano (Panda). É algo que só saberemos mais adiante. Mas uma coisa é certa: o novo modelo sucederá Argo e Mobi.

Para isso, vai manter a proposta atual, com versões com motores flexíveis. Dessa forma, virá de fábrica equipado com o motor 1.0 Firefly de três cilindros e câmbio manual. Este conjunto gera 75 cv de potência e 10,7 mkgf de torque. Já as versões de topo terão o 1.0 turbo GSE, também com três cilindros, mas com injeção direta de combustível e câmbio automático CVT com 7 marchas virtuais. Este produz 130 cv de potência e 20,4 mkgf de torque máximo.

Para completar a gama, a Fiat vai oferecer versão híbrida leve flex do hatch com sistema de 12 volts (veja como funciona). Aliás, a tecnologia estreia no fim de 2024 nos SUVs Pulse e Fastback.


Fiat Panda Argo
Fiat/Divulgação

Em relação ao visual, o Fiat Grande Panda é a versão final do conceito Centoventi, que a marca italiana revelou ainda em 2019 – ou seja, antes mesmo da criação do grupo Stellantis. As linhas mais verticais e quadradas dão porte e estilo de SUV ao compacto, que, por enquanto, não teve todos os detalhes técnicos revelados. Por ora, sabe-se apenas que terá 3,99 metros de comprimento. Já a distância entre-eixos deve manter os 2,54 m do atual Fiat Argo.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Citroën C3 Aircross estreia como SUV turbo mais barato do Brasil
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.