Você está lendo...
Novo VW Jetta 1.5 turbo é mais econômico que com motor 1.4 TSI
Lançamentos

Novo VW Jetta 1.5 turbo é mais econômico que com motor 1.4 TSI

Com visual renovado e o novo motor 1.5 TSI, Volkswagen Jetta 2022 é mais eficiente que a versão anterior do sedã, equipada com o 1.4 turbo

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

18 de out, 2021 · 4 minutos de leitura.

Jetta
Volkswagen Jetta foi lançado nos EUA em agosto e deve desembarcar no Brasil em 2022
Crédito:Volkswagen/Divulgação

Com vendas abaixo dos principais concorrentes no mercado brasileiro, o Volkswagen Jetta tem apenas 4,6% de participação no segmento de sedãs médios. Entretanto, nos Estados Unidos, o modelo mal chegou à linha 2022 e e chama a atenção por contrariar a máxima do "menos é mais". Isso porque o Jetta 2022 está mais econômico após adotar um motor maior.

Revelado ao público em agosto (leia aqui), o sedã trocou o motor 1.4 TSI pelo 1.5 TSI - usado por lá no SUV Taos. Em números, são 10 cv extras. Nesse sentido, respectivamente, 150 cv e 160 cv.

Jetta
Volkswagen/Divulgação

Ainda assim, de acordo com dados de consumo revelados pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA), o VW Jetta 1.5 turbo cravou médias de 13,3 km/l na cidade, de 17,5 km/l na estrada e de 14,9 km/l no consumo combinado (cidade/estrada). Na linha 2021, com o motor 1.4 TSI, o sedã fazia 12,3 km/l, 16,6 km/l e 14 km/l, na ordem. Tanto o 1.4 quanto o 1.5 trabalham em conjunto com o câmbio automático de oito marchas.



Manual e esportivo também melhoram

Quando equipado com a transmissão manual de seis marchas - disponível por lá -, o novo Jetta obtém, então, médias de 12,3 km/l, 18,5 km/l e 14,5 km/l. Dessa forma, embora tenha ficado um pouco mais "gastão" na cidade, ganhou pontos no consumo rodoviário. Já o consumo combinado permanece praticamente igual.

A versão esportiva GLI também obteve melhor economia durante os testes. A potência continua com 230 cv no motor 2.0 TSI. Acoplado ao câmbio automatizado de dupla embreagem (DSG) de sete marchas, a linha 2022 do sedã atingiu 12,8 km/l no consumo misto. A versão anterior fazia 11,9 km/l, de acordo com a EPA.


Embora a Volkswagen não confirme, o novo Jetta chegará ao Brasil no primeiro semestre de 2022. Afinal, o modelo vendido aqui é o mesmo dos EUA, feito no México. Contudo, o sedã médio continuará a vir apenas na versão GLI 2.0 turbo. Dessa forma, deixará a pista livre para o SUV Taos, que veio justamente ocupar a faixa de preços do Jetta 1.4 TSI.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se