Você está lendo...
Onix Plus liderou sedãs compactos em 2021 mesmo sem chips; veja o ranking
Mercado

Onix Plus liderou sedãs compactos em 2021 mesmo sem chips; veja o ranking

Em baixa no mercado, sedãs compactos recuam 6,76% nos emplacamentos de 2021; segmento conta com nova geração do Honda City

Jady Peroni, especial para o Jornal do Carro

20 de jan, 2022 · 5 minutos de leitura.

onix inmetro
Onix Plus emplacou um total de 54.707 unidades em 2021
Crédito:Divulgação/Chevrolet

A pandemia, com certeza, bagunçou o mercado de automóveis brasileiro em 2021. No entanto, uma coisa é certa: o segmento de sedãs encolheu e não deve se recuperar tão facilmente. De acordo com os dados da Fenabrave, os modelos com essa carroceria continuam caindo nos números. E, no caso dos sedãs compactos, a queda foi razoável. Em 2021, houve um recuo de 6,76% na categoria.

Conforme o Jornal do Carro apontou, o ranking de vendas de automóveis e comerciais leves teve diversas reviravoltas. E muitas surpresas. Uma delas foi o total de emplacamentos do Chevrolet Onix Plus. No pódio dos sedãs compactos, o modelo ocupou a primeira posição com 54.707 unidades vendidas, quase o dobro do segundo colocado.

Apesar do número não chegar nem perto das vendas do modelo em 2020, quando alcançou a marca de 83 mil unidades, é surpreendente ele ocupar o primeiro lugar. Isso porque, ao lado do seu irmão hatch Onix, o sedã ficou cinco meses sem ser produzido na fábrica de Gravata, em RS.


virtus
Divulgação/Volkswagen

Segundo lugar disputado

Já no restante do ranking, a situação é outra. Ao contrário do primeiro lugar, conquistado com folga, a segunda posição teve uma disputa acirrada entre Volkswagen Voyage e Fiat Cronos. Como uma distância mínima e decisiva, o sedã da marca alemã, que já beira os R$100 mil no Brasil, levou a colocação com 28.593 unidades. Mas, mesmo vindo em terceiro com quase 27 mil emplacamentos, o Cronos merece reconhecimento. Em 2020, por exemplo, o modelo havia vendido somente 16 mil unidades.

Logo depois, em quarto lugar, ficou o HB20S. O modelo da marca sul-coreana emplacou um total de 25.568 carros. Vale dizer que, em conjunto com seu irmão hatch, o sedã acabou de sofrer mais um reajuste de valores. Dessa forma, a versão de entrada parte de R$79 mil e alcança quase R$104 mil na topo de linha.


Fechando as cinco primeiras posições, vem o Volkswagen Virtus com 20.563 unidades vendidas. Confira o ranking completo!

Fiat Cronos sedãs
Fiat/Divulgação

Top 10

  1. Chevrolet Onix Plus: 54.707
  2. Volkswagen Voyage: 28.593
  3. Fiat Cronos: 27.887
  4. Hyundai HB20S: 25.568
  5. Volkswagen Virtus: 20.563
  6. Fiat Siena: 15.355
  7. Toyota Yaris sedã: 12.436
  8. Nissan Versa: 11.107
  9. Renault Logan: 9.478
  10. Honda City: 6.138


Compactos contam com reforço do novo City

Com declínio dos sedãs médios, os compactos serão peças-chave em 2022. Portanto, a Honda apostou nessa ideia e lançou a nova geração do sedã City, que assumiu o protagonismo da marca no segmento após o fim da produção nacional do Civic.


Em suma, o City renasceu muito mais moderno. Em sua 5ª geração, o compacto traz recursos atuais e de ponta. Estamos falando, por exemplo, de sistemas semiautônomos, como controle de cruzeiro adaptativo, que acelera e freia o carro sozinho, e assistente de permanência em faixa, que ajusta a trajetória. Inclusive, o visual é inspirado no seu primo rico.

Diogo de Oliveira/Estadão

Sob o capô, o motor 1.5 16V DI i-VTEC é completamente novo. Ele conta com sistema de injeção direta de combustível e duplo comando variável de válvulas no cabeçote, com o VTC, sistema que controla as válvulas de admissão. Segundo a Honda, são 126 cv de potência com ambos os combustíveis a 6.200 rpm, e até 15,8 mkgf com etanol a 4.200 giros.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se