Tesla
Tesla/Divulgação

Tesla Roadster quer ser o carro mais rápido de todos os tempos

Segunda geração do Tesla Roadster será entregue ao público a partir de 2025, diz CEO da marca, o bilionário Elon Musk

Por Vagner Aquino 05 de mar, 2024 · 4m de leitura.

A Tesla está sempre em busca de destaque. Desta vez, não é propriamente um carro novo, mas um marco que chama a atenção. O Roadster, a segunda geração de um conversível que a marca de Elon Musk já lançou na mídia há algum tempo, mais uma vez deu o que falar. Isso porque a promessa é lançar o carro, finalmente, em 2025. A divulgação foi dada pelo próprio CEO da empresa, na semana passada, por meio de postagem no X (antigo Twitter).

De acordo com Musk, o design do novo Roadster está quase pronto. A revelação oficial do veículo, a princípio, acontecerá ainda neste ano. “Nunca haverá outro carro como este, se é que podemos chamá-lo de carro. O novo Tesla Roadster superará os esportivos a gasolina em todos os sentidos”, declarou o bilionário.

Anunciado no fim de 2017 e com previsão inicial de entregas em 2020 (como de praxe na marca, já atrasado), o Tesla Roadster prometia a marca de 1,9 segundo como tempo de aceleração entre 0 e 100 km/h. Mas, agora, para impressionar ainda mais o público, Musk afirma que o feito poderá ser realizado em menos de 1 segundo. Ou seja, bem abaixo do 1,85 segundo cravado pelo Rimac Nevera (elétrico que detém o recorde de velocidade).

Tesla
Adição de pacote opcional SpaceX visa aumentar o desempenho do esportivo (Tesla/Divulgação)

A ideia é que o Tesla Roadster tenha autonomia de 965 quilômetros com as baterias completamente carregadas. E não para por aí, afinal, fala-se que o modelo, de 1000 cv de potência, atingirá velocidade máxima de 400 km/h. Toda essa potência vem da colaboração mecânica da Space Exploration Technologies Corp (SpaceX – empresa que também pertence a Musk.

Atraso nas entregas já é comum na Tesla

Com justificativas como gargalos na cadeia de abastecimento de componentes, entre outras histórias, Musk protelou a produção em larga escala do Roadster. E isso deve continuar, afinal, até agora a Tesla não retomou as reservas do carro (interrompidas desde 2021). Outro indício de que a história da Cybertuck se repetirá com o Roadster é a retirada das informações sobre o veículo da página oficial da fabricante.

A princípio, também foram removidas do site da Tesla informações sobre os possíveis preços do Roadster. A estimativa é que custe a partir de US$ 200 mil (quase R$ 990 mil na conversão direta). Até então, a taxa de reserva custava US$ 50 mil (R$ 248 mil). O preço ficou salgado, mas ainda está longe dos R$ 10 milhões cobrados pelo Rimac Nevera. Ou seja, a ideia de Musk é popularizar também os hipercarros. Resta saber quando isso vai acontecer.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.