Primeira Classe Rafaela Borges

25/03/2014 - 8 minutos de leitura.

Desbravando estradas: a deslumbrante Riviera Francesa

Foto: Reprodução

Boas e rápidas rodovias, paisagens deslumbrantes e muitas cidades interessantes no trajeto. Esses são os fatores obrigatórios para fazer uma viagem de carro valer a pena. Acrescente um sistema de estacionamentos eficiente e a possibilidade de se atingir facilmente outras regiões interessantes a partir daquele destino. Aí, a fórmula fica perfeita. A Riviera Francesa, ou Côte D’Azur (costa azul, em português) reúne tudo isso.

(Clique para ver dicas de hotéis, estacionamentos, aluguel de carros…)

É uma das regiões mais interessantes da Europa para se desbravar ao volante de um automóvel. E, sinceramente, a não ser que o objetivo seja conhecer de duas a três cidades da região (de trem), não dá para ser feliz na Riviera sem um carro.

Em Monte Carlo, os carrões dominam a paisagem (Fotos: Rafaela Borges/Estadão)

O QUE VISITAR

A cosmopolita Nice, onde está localizado o principal aeroporto da região, é a principal cidade. A 20 km, está toda a tradição e glamour do Principado de Mônaco. Cannes e Antibes são visitas obrigatórias. A badalada Saint-Tropez fica fora deste “miolo”, mas é igualmente imperdível.

Vale a visita a medieval Éze, no alto de uma colina. A vista a partir da vila é de deixar emocionado o mais duro dos corações. Grasse, a capital do perfume, e Saint Paul de Vence, cheia de antiquários e lojas especializadas em arte, são imperdíveis.

Nice, a principal cidade: praia de pedrinhas e mar azul
Tradição e glamour se reúnem no Principado de Mônaco
O cassino de Monte Carlo: não dá para não visitar

Eu fiz esta viagem há cerca de um ano e meio, em pleno verão do Hemisfério Norte. Fui além: saí de Barcelona e aproveitei para passar por Provença, não muito distante de Saint-Tropez. Conhecida pelas lavandas e sua festejada culinária, tem como destaques as cidades de Marselha (onde também há um aeroporto) e Aix-en-Provence. Por ali, está o autódromo de Paul Ricard, que eventualmente oferece algumas experiências de direção – pagas por dia.

Outra opção é, a partir da Riviera, estender a viagem a Emilia Romana, programa imperdível para fãs de automóveis por reunir as sedes de Ferrari (Maranello), Maserati (Modena) e Lamborghini (Sant’Agata Bolognese).

Saint-Tropez: noite mais badalada da Riviera (Foto: Reprodução)

CARROS E ESTRADAS

A sugestão é alugar um carro bem potente ou um conversível, se a visita for no verão. Mas, cuidado para não exagerar no acelerador: há radares por todo o trajeto.

Paisagens deslumbrantes dominam cenário na estrada D6007 (Foto: Reprodução)

A principal rodovia é a A8, com pedágios (saiba mais aqui) e velocidade máxima de 130 km/h. De pista dupla, tem poucas curvas e é ideal para percorrer as distâncias maiores, como de Nice a Saint-Tropez (110 km).

Nas pequenas distâncias, opte pela D6007. De pista simples, esta estrada de curvas desafiadoras percorre a costa. Nela, é possível se visualizar as mais lindas paisagens da Riviera. A viagem entre Nice e Monte Carlo, feita em cerca de meia hora, é de deslumbrar os olhos em tempo integral:  há montanhas, o mar azul cristalino que é característico da região e, no trajeto, Éze.

Aqui no Brasil não tem: na Europa, é preciso abastecer o próprio carro

Entre as experiências interessantes dessa jornada está abastecer o próprio carro, algo que não existe em território brasileiro. Chama a atenção também a eficiência do sistema de estacionamentos nas principais cidades. Estão em quase todas as esquinas e são relativamente baratos (veja detalhes aqui).

Cuidado com os táxis. Eles são muito caros e, em algumas cidades, raros. Mais um motivo para você alugar seu carro (saiba onde) e ser feliz.

ROTEIROS

Arroz com feijão – sete noites – Faça base em Nice, maior cidade da Riviera e posicionada bem ao centro das principais atrações. Reserve dois dias para Monte Carlo (20 km) e, no trajeto, pare em Éze. Não deixe de conhecer a noite do principado. Visite também a chique Cannes (32 km), Antibes (22 km), Grasse (41 km), Saint Paul de Vence (17 km) e Cap Ferrat (11 km).

Ampliando o horizonte – dez noites –Pegue o carro e vá até Saint-Tropez (110 km de Nice, com um trecho de 20 km de curvas sinuosas, entre montanhas), cuja visita merece pelo menos três noites.

Explore outras regiões – treze noites – Inclua no roteiro a bela região de Provença, conhecida por suas lavandas, flores e festejada culinária. Faça base em Aix-ein-Provence ou Marselha (133 km de Saint-Tropez). Não se esqueça de passar pelo autódromo de Paul Ricard, em Le Castellet. Se houver mais tempo, vale a visita à universitária Montpellier (170 km de Marselha).

Explore outros países – vinte noites – De carro, trem ou avião, dá para visitar Espanha ou Itália. A pouco mais de 500 quilômetros de Marselha está Barcelona – se estiver de carro, pare na bela cidade litorânea de Cadequés. A leste, a aproximadamente 400 quilômetros de Nice, você encontrará a região de Emilia Romana, que inclui as sedes (e museus) de Ferrari, Maserati e Lamborghini.

Mais artigos

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais